Lucro econômico: entenda a sua importância para o sucesso financeiro

lucro economico1

Quem pretende ter sucesso com sua empresa ou com seus investimentos, deve sempre ter fundamentos que sustentem suas decisões, como o conceito de lucro econômico, por exemplo.

Entretanto, o conceito e cálculo do lucro econômico, podem ser mais abstratos do que as demais formas de mensurar o lucro. Esse é um fator importante para geração e manutenção da educação financeira.

O que é o lucro econômico?

lucro-economico

O lucro econômico é a receita total da empresa retirando, os custos explícitos e os custos de oportunidade.

O custo de oportunidade, por sua vez, é o valor renunciado ao ser tomada uma decisão econômica.

Portanto, o custo de oportunidade é o valor associado às opções alternativas que o consumidor poderia ter escolhido.

Por exemplo, quando uma fábrica usa sua força produtiva para produzir determinado produto “X”, existe um custo de oportunidade associado, já que há a renúncia do valor que seria recebido pela produção de outro produto “Y”.

Logo, entender o lucro econômico e o custo de oportunidade e saber mensurá-los, é fundamental para a gestão de uma empresa.

Dessa forma, as decisões tomadas quanto a produção, investimentos, entre outras escolhas estratégicas da empresa, serão melhores fundamentadas.

Diferença entre o lucro econômico e os demais lucros

Na contabilidade financeira, existem diversas formas de mensurar o lucro, cada uma com sua importância gerencial.

Portanto, é preciso diferenciar as principais formas de classificar o lucro para a atividade administrativa.

Lucro financeiro

Quando uma empresa está em uma boa situação financeira, não necessariamente, ela está em uma situação sustentável, economicamente falando.

Isso se justifica, já que o lucro financeiro mede a situação do capital de giro e fluxo de caixa.

Por exemplo, o resultado financeiro de uma empresa é demonstrado através da situação do seu fluxo de caixa, percebendo que para aquele determinado período, a empresa pode estar em uma boa situação em relação aos seus recebimentos.

Entretanto, o lucro financeiro não consegue prever bem situações de médio e longo prazo, que podem comprometer a empresa no futuro.

Portanto, algumas das diferenças entre lucro econômico e lucro financeiro, são:

  • O lucro financeiro não prevê desvalorização ou valorização de ativos;
  • O cálculo do lucro financeiro não agrega o custo de oportunidade;
  • Em caso de vendas parceladas, por exemplo, o lucro econômico já conta com o valor de todas as parcelas, enquanto o lucro financeiro conta apenas com as parcelas mensais.

Lucro contábil

O Lucro contábil, por sua vez, tem o cálculo mais prático do que o do lucro econômico.

Para calcular o lucro contábil, é subtraído da receita de determinado período, os custos explícitos do referentes ao mesmo período.

Portanto, é normal que o lucro econômico seja menor que o lucro contábil, já que além de retirar das receitas, os lucros explícitos, são subtraídos, também, os custos de oportunidade.

  • Lucro contábil = Receita – custos explícitos;
  • Lucro econômico = Receita – Custos explícitos e custos implícitos (Custos de oportunidade).

A importância do lucro contábil é apontar se, em determinado período, a empresa operou em prejuízo ou teve resultados positivos.

Por outro lado, o lucro econômico tem uma função mais voltada ao planejamento e gestão da empresa, buscando alternativas de melhorar seus resultados no médio e longo prazo.

Portanto, é possível perceber que ambos cálculos do lucro são importantes para a administração da empresa, podendo ser usados para diferentes fins.

Por fim, é importante salientar que o lucro econômico, mesmo sendo mais abstrato, não deve ser deixado de lado pela gestão. Este é um resultado muito importante para que sejam tomadas decisões estratégicas para a empresa.

Acesso rápido

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Arthur Dantas Lemos

Arthur Dantas Lemos

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos