Home Blog {14} dicas para fazer a manutenção do carro com segurança e economia

{14} dicas para fazer a manutenção do carro com segurança e economia

manutencao do carro

O problema de gastos exacerbados em manutenção do carro, geralmente, está atrelado a frequência baixa da realização de revisões e descuidos com o veículo.

A manutenção do carro funciona através de algumas ações tomadas pelo portador do carro ou mecânico experiente. Através delas é possível prever alguns problemas e evitar que peças se deteriorem mais facilmente, aumentando, assim, a segurança.

Então, a manutenção do carro é uma forma de diminuir a depreciação física que um carro sofre ao longo do tempo e do uso.

Com a manutenção, o tempo de vida útil do carro aumenta e apresenta maior economia a longo prazo, por prevenir falhas maiores e acidentes.

Desta forma, aprender a otimizar o uso e cuidado com o carro, também é uma forma de se educar financeiramente.

Cuidados com o carro: a manutenção e os pontos essenciais

Ter um carro não precisa ser sinônimo de altos custos. Em contrapartida, para isso, é necessário realizar uma manutenção veicular e a revisão do carro com periodicidade.

Então, veja alguns cuidados com o carro e dicas para a hora da manutenção:

  • Água do radiador: o radiador refrigerar o sistema e evitar o derretimento das peças do carro. Por isso, verificá-lo diariamente ou ao menos uma vez na semana e colocar uma água (sem ser da torneira) com aditivos, evita novos e eventuais problemas;
  • Óleo do motor: trocar o óleo toda semana permite prolongar a vida útil do motor. É recomendado que utilize um óleo sem aditivos e realizar a troca antes de começar a usá-lo ao longo do dia;
  • As velas de Ignição: elas duram dependendo do carro uma média de trinta mil quilômetros rodados e ajudam no funcionamento do motor. Por isso, quando não estão em bom estado prejudicam o desempenho e aumentam o consumo de gasolina;
  • Filtros do carro: são responsáveis pela vazão do ar para dentro do motor, em média a cada sete mil quilômetros são necessários novos. Já os filtros de combustíveis são quase na mesma média, dez mil. Os filtros de óleo devem ser avaliados nas trocas de óleo;
  • Suspensão: se desgasta ao passar em buracos e terrenos irregulares. Ela é composta pelos amortecedores, molas, braços de suspensão, é preciso verificar se tem trincas ou danos nesses itens durante a avaliação;
  • Bateria: geralmente, não precisa adição de água. Entretanto, checar se os cabos da bateria estão limpos e fixados da maneira correta, evitando problemas. Caso vá deixa o carro muito tempo sem usar, é viável desligar os cabos da bateria para não descarregar;
  • Correia dentada: coordena a abertura das válvulas e é responsável por ajudar o motor. Ela só deve ser trocada por mecânicos. Quando a correia apresenta desgaste pode ocorrer empenamento de válvulas e perfurações nos pistões;
  • Pneus: os pneus devem ser calibrados no mínimo a cada 15 dias (a depender da frequência de uso). É necessário realizar o alinhamento e balanceamento deles em média a cada dez mil quilômetros:
  • Alinhamento dos pneus: ajuda na dificuldade em manter o carro em linha reta ou aquela sensação quando o veículo “puxa” para um dos lados. Ele é realizado junto ao balanceamento;
  • Balanceamento dos pneus: evita ou minimiza as trepidações que ocorrem quando o carro está em velocidades maiores a 60km/h. Além disso, ajuda a amenizar os efeitos de: deterioração dos pneus, comprometimento dos freios e distúrbios no guiar do carro;
  • Ar-condicionado: é uma parte que acumula pó, bactérias e microrganismo. Limpar o ar-condicionado protege a saúde dos passageiros e motorista. Vale lembrar, existe produtos específicos para isso, busque em loja especializadas ou na internet.

Por que manter uma manutenção frequente do carro?

A manutenção frequente do carro representa um aumento substancial na segurança dos passageiros e motorista. Além disso, ela poupa maiores gastos com o veículo devido a quebra de peças por negligência.

Para manter o veículo conservado, é necessário buscar algumas táticas de manutenções:

  • A manutenção preventiva: é realizada com a consciência de que peças ou partes de um carro tem um tempo de desgaste. Para assim, prever algumas necessidades futuras em conserto ou manutenção de peças, através de aplicativos de gerenciamento e planilhas;
  • A manutenção periódica: é baseada na busca de redução de acidentes e problemas que surgem devido a não manutenção;
  • A manutenção corretiva: é pautada na realização da manutenção após identificar o problema. Com o problema ciente é possível agir de forma mais incisiva e localizada.

Além da manutenção de veículos é possível seguir algumas regras de boa rodagem para diminuir a necessidade de manutenção aprofundada, entre elas:

  • Buscar rotas melhores: os quilômetros rodados influenciam diretamente na desvalorização do veículo. Além da óbvia depreciação que isso causa, buscar melhores rotas, menos curtas e com menos buracos, preserva a manutenção e diminui gastos;
  • Optar por produtos de qualidade: escolher apenas por preço ocasiona maiores gastos futuros. Deixar de lado produtos de origem duvidosa ou desconhecida na hora de trocar óleo, aditivos e até mesmo a gasolina, representa economia futura;
  • Dirigir na defensiva: além da segurança, dirigir em velocidade moderada e com menos freios bruscos, proporciona menores atritos nas partes do carro, menor desgaste: do motor, suspensão e transmissão. Portanto, menor necessidade de revisão do veículo.

Por fim, a boa manutenção do carro, representa um carro com maior vida útil.  Além disso, um carro em bom estado e com manutenção frequente, é valorizado na hora da revenda. Por isso, manter a revisão é tão importante quanto rodar de forma segura. Mais conteúdos? Inscreva-se no nosso Whatsapp.

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *