Home Blog Margem líquida: descubra como analisar o indicador

Margem líquida: descubra como analisar o indicador

margem liquida1

Para tomar boas decisões de investimentos na renda variável, é muito importante conhecer os principais indicadores financeiros de uma empresa. Um dos mais relevantes para o investidor é a margem líquida.

margem líquida é um ótimo indicador de lucratividade do negócio, que sempre deve ser levado em consideração na hora de investir em ações.

O que é a margem líquida?

A margem líquida é um indicador financeiro que demonstra quanto de lucro líquido é gerado a partir de cada real que entra no caixa da empresa.

Trimestralmente, as empresas listadas na Bolsa de Valores divulgam seu demostrativo de resultado, onde irá constar a porcentagem de lucro gerado a partir das receitas da empresa.

Essa porcentagem é justamente a margem de lucro líquida da empresa.

Essa métrica analisa a porcentagem que restou de cada real que entrou no caixa da empresa após o pagamento das despesas operacionais do negócio e a dedução de impostos e outros tributos.

Para entender melhor ainda o conceito de margem líquida, é portante entender melhor o que é o lucro líquido e a receita líquida.

Lucro líquido

lucro líquido pode ser definido como o lucro real de um negócio, já que, no seu calculo, não é ignorada nenhuma despesa da empresa.

Portanto, o cálculo do lucro líquido é feito a partir da subtração entre a receita total pelo custo total (variáveis + fixos).

Ou seja, dentro do custo total, são levados em consideração tanto custos relacionados a produção, quando custos com impostos, juros, entre outras operações financeiras do negócio.

Receita líquida

receita líquida é a receita bruta descontando os impostos da nota fiscal, além das devoluções e descontos comerciais.

Pode ser considerada como a receita das vendas menos as deduções de vendas.

Diferença entre margem líquida e margem bruta

margem liquida

É importante prevenir uma possível e frequente confusão por parte das pessoas que estão entrando no mundo dos investimentos.

A margem bruta é a divisão do lucro bruto pela receita do negócio. Ele, por sua vez, é a receita diminuída apenas dos custo variáveis, relativos a produção.

Portanto, ela demonstra a lucratividade das vendas, diferente da margem líquida, que demonstra a lucratividade do negócio.

Cálculo da margem líquida

Agora que você entende melhor os conceitos de receita líquida e lucro líquido, podemos dar um próximo passo e conhecer o cálculo da margem líquida.

Para encontrar a margem líquida, basta dividir o lucro líquido de um negócio por sua receita líquida.

Após isso, é indicado multiplicar o valor por 100 e obter o resultado da margem líquida em valores percentuais.

  Margem líquida = (Lucro líquido / Receita líquida) x 100 

Como você pode perceber, o valor da margem líquida sempre será menor que 1, já que nenhum negócio legal consegue converter 100% do faturamento em lucro líquido.

Além disso, é importante também atentar a casos de margem negativa, que acontece quando as empresas possuem prejuízo líquido no período usado como referência.

O que a margem líquida indica para o investidor?


Quem está buscando investir em ações procura sempre por empresas lucrativas, com grande capacidade de crescimento de longo prazo.

A margem líquida é, sem dúvidas, um ótimo indicador para apontar quais empresas mais conseguem gerar lucro a partir das suas vendas, ou seja, que possuem maior vantagem competitiva.

É importante destacar que empresas de um mesmo setor econômico, normalmente, possuem margens similares, que giram em torno de uma média para aquele setor.

Por isso, para decidir entre empresas de um mesmo setor econômico, a margem líquida pode ser um indicador fundamentalista muito interessante.

Além de possibilitar a sinalização de uma vantagem comparativa entre empresas, a margem líquida pode ser útil para o investidor por outras razões:

  • Segurança;
  • Alerta de mercado.

Segurança

As empresas que possuem uma margem líquida maior que os concorrentes do mesmo setor econômico, além de apresentarem uma vantagem competitiva, possuem outro fator vantajoso: a segurança.

Isto porque, em casas de desaceleração do mercado, a empresa com maior margem, provavelmente, possuíra maior lucro que o seu competidor.

Imagine duas empresas “X” e “Y” que competem no mercado pelo mesmo setor econômico.

Se a empresa X tem 15% de margem líquida e a empresa Y possui 5%, é possível que em uma recessão do mercado, a empresa X reduza seu lucro líquido e a empresa Y passe a operar em prejuízo.

Desta forma, por ter uma margem maior, a empresa X conseguiu superar o momento de recessão, mesmo reduzindo seu lucro líquido no período.

Já a empresa Y, por não possuir uma margem tão confortável, com a recessão de mercado, teve prejuízo durante o período.

Alerta de mercado

É recomendado para quem investe em ações estar acompanhando os fundamentos e resultados da empresas que compõe a carteira do investidor.

É possível que, ao acompanhar determinada empresa que você investe, seja notada uma redução na margem líquida ao longo do tempo.

Caso isso aconteça, você poderá estar “recebendo” um alerta do mercado, que pode apontar que o setor do seu negócio está se tornando mais competitivo ou que seu concorrente vem aumentando o market share.

Setores de alta concorrência acabam possibilitando menores margens líquidas.

Por isso, a diminuição deste indicador para alguma empresa pode significar que o mercado no qual ela está inserida está se tornando mais competitivo.

Onde posso encontrar a margem líquida das empresas?

Muitas pessoas que estão começando a investir não sabem qual o melhor canal para encontrar as informações financeiras das empresas.

Entretanto, olhar os indicadores financeiros e de mercado das empresas, é um processo fundamental para a tomada de decisão de investimento.

O lado bom disso é que não é difícil encontrar esse tipo de informação das empresas listadas na Bolsa.

Para isso, você pode:

  • Entrar no site da empresa e procurar a área de relação com investidores;
  • Buscar pelas empresas no site fundamentus.

Por esses dois meios, você pode encontrar facilmente as informações financeiras importantes para o investidor.

Em contrapartida, analisar essas informações, principalmente se você for inciante, pode não ser tão fácil quanto a tarefa de encontrá-los.

Por isso, é fundamental que você entenda melhor os demais indicadores financeiros e de mercado, e saiba como analisa-los de forma conjunta.

Lembrando que é sempre importante acompanhar de perto as empresas que você investe ou pretende investir.

Por fim, é importante que você tenha entendido bem o conceito de margem líquida para conseguir colocar na sua carteira de investimentos empresas mais competitivas e lucrativas.

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

2 Respostas para “Margem líquida: descubra como analisar o indicador”

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *