Marketing direto: entenda o que é e como utilizá-lo no seu negócio!

marketing direto 2

Empresas e pessoas que buscam fidelizar ou conquistar novos clientes, muitas vezes, veem no marketing direto uma forma mais acessível de alcançar esse objetivo.

O marketing direto funciona por meio de algumas estratégias que se baseiam em um contato com determinado consumidor ou público-alvo desejado. Porém, essas estratégias não apresentam intermédio de meios, como por exemplo a televisão com a mensagem.

Então, o marketing direto é uma metodologia que se baseia em um contato direto com o possível consumidor (que demonstrou interesse) ou para manter um relacionamento com um cliente já existente.

Por que usar o marketing direto?

marketing-direto

No planejamento de marketing,alguns objetivos irão surgir e para saciá-los, será necessário realizar um estudo sobre os meios e veículos, de acordo com quais se encaixam melhor para cada produto ou serviço.

O marketing direto é, geralmente, utilizado quando já se tem um público-alvo definido. Além disso, ele apresenta um custo de rodagem menor em relação a sua propagação, por se configurar em meios que já são detidos pelo emissor.

Quais são as estratégias e táticas de marketing direto mais populares?

A implementação de marketing direto dependerá de algumas premissas prévias, como por exemplo, o público-alvo.

Além dessa premissa do público, é necessário estruturar as seguintes:

  • Identificar o público-alvo;
  • Produzir conteúdo relevante;
  • Oferecer benefícios reais;
  • Investir no senso de urgência;
  • Recompensar quem já é cliente;
  • Testar a estratégia;
  • Mensurar os resultados obtidos.

Já sobre as estratégias de marketing direto, levando em conta a sua facilitação e custo, ao invés da produção de um comercial televisivo, por exemplo, é mais viável fazer:

  • Mala direta / Carta: é uma tática que consiste em enviar um kit ou uma carta para o cliente, com promoções, brindes e outros artefatos geradores de valor;
  • E-mail marketing direcionado: é uma forma de mandar e-mails com maior intimidade, sendo aconselhável criar um padrão que empregue elementos distintos daquele cliente. Assim, maior será o grau de assimilação;
  • Cupons: muito utilizado por algumas redes de fast-food e restaurantes, a ideia é gerar mais valores através da concessão de descontos e ao fazer isso, fidelizar os clientes;
  • Telemarketing: é o contato direto com o cliente, pode ser proporcionado por um SAC (atendimento de suporte) ou um contato de oferta direta, mas sempre zelando pela imagem da empresa e bem-estar do consumidor;
  • QR code e Realidade aumentada: é um tipo de “código de barras” com uma configuração diferente e que câmeras de smartphones identificam, possibilitando a visualização de uma imagem ou um link de acesso;
  • Marketing online e Anúncios geolocalizados: é uma tática com foco no digital que transmite um conteúdo localizado e que irá exercer uma influência sobre determinado público. Seja por aproximação ou por trabalhar individualmente com esse indivíduo;
  • Marketing de relacionamento: é uma modalidade de marketing pautada em construir com o consumidor um relacionamento e fazer uma integração dele com a empresa. É uma ótima forma de converter clientes em defensores da marca;
  • Marketing one-to-one: é baseado em uma interatividade pautada na preferência de cada cliente. Por exemplo, determinado restaurante te proporciona um prato sem verduras, uma exceção ou outros tipos de atendimento personalizado.

Quais as vantagens do marketing direto?

Entre as maiores vantagens do marketing direto, além do seu baixo custo, estão algumas táticas que ele pode apresentar ou servir de aporte.

Entre as seguintes particularidades, estão:

  • Aumentar conhecimento de marca;
  • Alcançar um melhor potencial de conversão;
  • Aumentar a satisfação e fidelização do cliente;
  • Comunicação direta sem intermédio ou interferências dos demais meios.

Por fim, o marketing direto é especializado nesse contato mais próximo com o possível cliente ou com aqueles consumidores já adeptos. Por isso, essa metodologia requer um grau de comunicabilidade maior e pode representar uma boa forma de conversão. Para mais informações como essa, assine nossa newsletter no WhatsApp e receba ainda mais conteúdos gratuitos!

Acesso rápido

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Arthur Dantas Lemos

Arthur Dantas Lemos

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos