Home Blog MDIA3: tudo sobre as ações da M. Dias Branco!

MDIA3: tudo sobre as ações da M. Dias Branco!

MDIA3

A M. Dias Branco Indústria e Comércio de Alimentos (MDIA3) centraliza sua atuação no setor de alimentos. Além disso, a empresa é líder na fabricação e comercialização de massas alimentícias e biscoitos.

As ações da M. Dias Branco (MDIA3) fazem parte da bolsa de valores, ou simplesmente B3. Assim, as ações da companhia são negociadas por acionistas que observam no setor integrado pela empresa, oportunidades de investimentos. 

O que é a M. Dias Branco (MDIA3)?

Primeiramente é fundamental destacar que a M. Dias Branco é detentora de um vasto portfólio, além de ser responsável pela comercialização de diversas marcas em território nacional. 

Criada em 1961, a M. Dias Branco comercializa suas ações na B3, através do ticker MDIA3

A empresa possui mais de 339.000.000 milhões de ações gerenciadas, sendo 36,4% destas em free float

Além da M. Dias Branco, outras companhias fazem parte do setor alimentício. São eles, como exemplo, o Grupo Pão de Açúcar (PCAR3) e o Carrefour (CRFB3):

Além do Grupo Pão de Açúcar, outras empresas integram o setor de alimentos. São elas, por exemplo, o Grupo Pão de Açúcar (PCAR3) e o Carrefour (CRFB3):

  • Grupo Pão de Açúcar: a empresa atua no comércio, tanto varejista quanto no atacadista. Sendo parte do Grupo Casino. 
  • Carrefour: a companhia é uma varejista de produtos alimentares e não-alimentares. Fazendo-se presente em mais de 150 cidades brasileiras 

Por isso, diante da importância da M. Dias Branco (MDIA3) para o mercado de alimentos no Brasil, recomenda-se compreender sua história e modelo de negócio. 

Desse modo, por meio das informações adquiridas, os acionistas poderão manter-se informados, resultando em investimentos mais conscientes e assertivos. 

O que faz a M. Dias Branco (MDIA3)?

MDIA3 1

A principal atividade da M. Dias Branco está associada integralmente a indústria de alimentos em território nacional. 

Dessa forma, dentre as marcas que fazem parte do portfólio da empresa, estão:

  • Adorita;
  • Pilar;
  • Richester
  • Adria;
  • Vitarella;
  • Salsitos;
  • Delicitos;
  • Piraquê;
  • Zabet;
  • Puro Sabor;
  • Amorela

Assim, observa-se que a empresa é detentora de um vasto portfólio, possuindo o intuito de diversificar os produtos e marcas disponíveis. Promovendo assim, um alcance maior aos mais diversos públicos. 

Como atua a M. Dias Branco (MDIA3)?

A M. Dias Branco possui 65 anos de atuação e mais de 15 mil unidades industriais. Além disso, a empresa conta com mais de 35 mil centros de distribuição. 

Assim, a companhia busca também sempre expandir sua participação no mercado de farinha, margarinas, gorduras vegetais, mistura para bolos e farelos

Por fim, ressalta-se  que a M. Dias Branco está sempre buscando expandir seu processo de verticalização. 

As ações da M. Dias Branco (MDIA3): onde e como são negociadas?

Comercializa-se o ticker da M. Dias Branco (MDIA3) na B3. Por isso, pode-se efetuar a aquisição de ações da empresa através dos meios digitais. 

Assim, o objetivo da utilização das ferramentas digitais está associado a digitalização dos investimentos e a manutenção da segurança entre os investidores.

A empresa possui ações ordinárias (MDIA3 ON). Por isso, tal categoria de ação oferta direito ao voto durante as assembleias empresariais. 

Dessa forma, para negociar ações da M. Dias Branco, é importante que seja efetuada a abertura de uma conta em uma corretora de valores, que esteja credenciada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM). 

Após isso, o investidor deve realizar uma transferência TED, com o valor que deverá ser investido. Por fim, seleciona-se as ações da M. Dias Branco, mencionadas como MDIA3. 

Características das ações da M. Dias Branco (MDIA3)

Dessa maneira, a empresa é denominada uma Mid Cap, a empresa conta com a Dibra Fundo de Investimento em Participações enquanto sócia majoritária, com 63% de participação nas ações da empresa. 

Por isso, a classificação setorial da M. Dias Branco (MDIA3), segundo as informações disponíveis na B3, é: Consumo não Cíclico / Alimentos Processados / Alimentos Diversos.

Assim, seu segmento de listagem na bolsa de valores é o Novo Mercado, ou seja, possui o intuito de priorizar empresas com boa governança corporativa e alta transparência. Já suas ações oferecem tag along de 100% ON, além de free float de 36,4%. 

História da M. Dias Branco 

Durante a década de 40, o idealizador da empresa, Manuel Dias Branco, começou a explorar no Nordeste atividades associadas a fabricação de biscoitos e panificação, por meio de técnicas artesanais.

Assim, no ano de 1951 cria-se a sociedade M. Dias Branco & Cia Ltda. com o objetivo de conduzir os negócios da companhia.

Dessa maneira, em 1953, Francisco Ivens de Sá Dias Branco integra a sociedade e novas diretrizes são adotadas, passando a concentrar os investimentos na produção industrial, em larga escala, das massas e biscoitos que irão ser comercializados. 

Ao iniciar a década de 60, a empresa dá início ao desenvolvimento de um modelo de distribuição pulverizado, atendendo principalmente os micro, pequenos e médios varejos. 

Por isso, no ano de 1961 iniciam-se as atividade da M. Dias Branco S.A Indústria e Comércio de Alimentos.

A marca Richester surge em 1978 e a empresa trabalha na consolidação da marca.

Dessa forma, a empresa começou a se expandir necessitando ser transferida do complexo industrial e comercial, localizado em Fortaleza, para o município Eusébio, no ano de 1980.

Ciclo de crescimento da M. Dias Branco

No ano de 1990 inicia-se um ciclo de crescimento dos negócios da empresa e em 1992, a empresa inaugura sua primeira unidade referente a moagem de trigo. Dando início ao processo de verticalização da produção.

Dessa maneira, foi em 2000 que buscando continuar o processo de expansão da empresa, inaugura-se o segundo moinho de trigo, localizado no Estado do Rio Grande do Norte. 

Assim, em meados de 2002, devido a busca pela verticalização de insumos inaugurou-se a unidade industrial de produção de margarinas, gorduras e cremes vegetais, no estado do Ceará.

Dessa forma, em 2003 inaugura-se o terceiro moinho de trigo e adquire-se o controle total do capital da Adria, uma fabricante tradicional de biscoitos e massas. 

Por isso, no ano de 2005, buscando integrar a empresa, inaugura-se a quarta fábrica de biscoitos e sexta fábrica de massas alimentícias na Bahia.

Assim, no mesmo ano, inaugurou-se o quarto moinho de trigo da empresa e a sétima fábrica de massas alimentícias.

Dessa maneira, em 2006 realiza-se o IPO da empresa.

Já em 2008 foi concluído o processo de negociação e aquisição da Indústria de Alimentos Bomgosto Ltda, ou simplesmente Vitarella. 

Aquisições da empresa

Dessa maneira, foi em 2011 que a empresa, por meio da controlada Vitarella, realizou a aquisição da NPAP Alimentos S.A.

No mesmo ano a companhia realizou a aquisição total das ações representativas do capital social da J. Brandão Comércio e Indústria Ltda. e da Pelágio Participações S.A. Isto é, essas empresas atuam sob o nome fantasia “Estrela”.

Além disso, em 2012, aprova-se a 1° emissão de debêntures simples para distribuição pública.

Assim, foi em 2012, que a companhia adquiriu a totalidade das ações representativas do capital social referente a Moinho Santa Lúcia Ltda, empresa que atua na atividade de moagem de trigo e fabricação de seus derivados.

Dessa forma, em meados dos anos de 2012 e 2013, objetiva-se simplificar a estrutura societária, então incorporam-se as empresas adquiridas pela companhia. 

Por isso, o ano de 2014 ficou marcado pela expansão de linhas de produção de biscoitos e massas e pela intensificação dos investimentos. 

Dessa maneira, em 2015 dois novos moinhos de trigo entraram em funcionamento, sendo um localizado em Rolândia/PR e outro localizado na cidade de Eusébio/CE. 

Em 2016 ocorre o falecimento do idealizador da M. Dias Branco, o Sr. Ivens Dias Branco.

Assim, durante o ano de 2017 a companhia deu início a expansão no setor de marketing, promovendo várias campanhas institucionais buscando alavancar volumes e reforçar o posicionamento das marcas da empresa.

Por fim, em 2018, a companhia realizou a aquisição de 100% da Indústria de Produtos Alimentícios Piraquê S.A, uma empresa líder no mercado de biscoitos no estado do Rio de Janeiro. 

Linha do tempo da M. Dias Branco

  • Década de 40 – Exploram-se no Nordeste atividades referentes à fabricação de biscoitos e panificação pelo idealizador da companhia;
  • 1951 – Cria-se a sociedade M. Dias Branco & Cia Ltda.;
  • 1953 – Francisco Ivens de Sá Dias Branco integra a sociedade e adotam-se novas diretrizes;
  • Década de 60 – Inicia-se um desenvolvimento de modelo de distribuição pulverizado;
  • 1961 – Iniciam-se as atividade da M. Dias Branco S.A Indústria e Comércio de Alimentos;
  • 1978 – Surge a marca Richester;
  • 1980 – A empresa começa a se expandir;
  • 1990 – Inicia-se um ciclo de crescimento dos negócios da empresa;
  • 1992 – Inaugura-se a primeira unidade referente a moagem de trigo;

Década de 2000

  • 2000 – Se inaugura o segundo moinho de trigo;
  • 2002 – Inaugura-se a unidade industrial de produção de margarinas, gorduras e cremes vegetais, no Estado do Ceará;
  • 2003 – É inaugurado o terceiro moinho de trigo e adquire-se o controle total do capital da Adria;
  • 2005 – A quarta fábrica de biscoitos e sexta fábrica de massas alimentícias na Bahia é inaugurada;
  • 2005 – Inaugurou-se o quarto moinho de trigo da empresa e a sétima fábrica de massas alimentícias;
  • 2006 – Realiza-se o IPO da empresa;
  • 2008 – É concluído o processo de negociação e aquisição da Vitarella;
  • 2011 – A empresa, através da controlada Vitarella, realizou a aquisição da NPAP Alimentos S.A.;
  • 2011 – A companhia realiza a aquisição total das ações representativas do capital social da J. Brandão Comércio e Indústria Ltda. e da Pelágio Participações S.A.;
  • 2012 – Aprova-se a 1° emissão de debêntures simples para distribuição pública;
  • 2012 – A companhia adquire a totalidade das ações representativas do capital social referente a Moinho Santa Lúcia Ltda;
  • Entre 2012 e 2013 – As empresas adquiridas são incorporadas pela companhia;
  • 2014 – Ocorre a expansão de linhas de produção de biscoitos e massas, além da intensificação dos investimentos;
  • 2015 – Dois novos moinhos de trigo entram em funcionamento;
  • 2016 – Ocorre o falecimento do idealizador da M. Dias Branco, o Sr. Ivens Dias Branco;
  • 2017 – A companhia inicia a expansão no setor de marketing;
  • 2018 – A M. Dias Branco realiza a aquisição de 100% da Indústria de Produtos Alimentícios Piraquê S.A.

Como ganhar dinheiro com as ações da M. Dias Branco (MDIA3)?

MDIA3 2

Existem algumas formas de adquirir lucro por meio das ações comercializadas pela M. Dias Branco na bolsa de valores. 

Por isso, o recebimento de dividendos pode ser uma dessas formas que podem ser consideradas, visto que a M. Dias Branco possui em seu histórico empresarial um pagamento de proventos. 

Assim, define-se os dividendos como uma parcela que é retirada do lucro obtido por uma sociedade anônima. Dessa maneira, os investidores que buscam investir com foco na obtenção de dividendos, recomenda-se analisar o Dividend Yield (DY). 

Soma-se a isso, é possível ganhar dinheiro por meio da venda de ações por um valor mais alto que o custeado anteriormente. Ressaltando que essa prática é geralmente utilizada por um trader

Dado que o trader comumente não atua no mercado financeiro como sócio ou investidor, já que ele objetiva lucros durante o curto período de tempo. Assim, antes de efetuar investimentos é válido entender seu perfil investidor e seus objetivos financeiros. 

Dessa maneira, o investidor deve ficar atento a questões que podem implicar na realização de investimentos com segurança. 

Assim, dentre algumas questões que podem ser observadas é recomendado buscar a diversificação da carteira de ativos, efetuando aportes em renda variável e renda fixa

Dessa forma, recomenda-se que os acionistas analisem a liquidez, rentabilidade e segurança das ações. 

Ou seja, priorizar alta liquidez ou rentabilidade dependerá dos objetivos e perfil do acionista. Podendo comprar ações para o curto, médio ou longo prazo de tempo. 

Vale a pena investir na M. Dias Branco (MDIA3)?

A M. Dias Branco (MDIA3) é uma das grandes indústria de alimentos atuando no Brasil. 

Dessa forma, é possível considerar uma vantagem competitiva sua estrutura verticalizada que vai desde a produção da gordura vegetal até a produção de massas e biscoitos. Permitindo uma pulverização dentro de sua distribuição. 

Entretanto, a companhia necessita recorrentemente de investimentos em giro, além de necessitar sempre inovar nas produções de suas marcas, dado que integra um setor de alta concorrência. 

Assim, antes de escolher qual a ação que será investida, é recomendado realizar uma análise fundamentalista

Por fim, será possível observar se seus investimentos estão sendo realizados de forma assertiva, seja com a M. Dias Branco (MDIA3) ou com outra companhia que faça parte da bolsa.

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *