Home Blog Melhor investimento em renda fixa: como escolher?

Melhor investimento em renda fixa: como escolher?

melhor investimento em renda fixa

Descobrir qual o melhor investimento em renda fixa não é uma tarefa tão simples, já que envolve algumas variáveis.

O melhor investimento em renda fixa é aquele que mais se adéqua ao seu objetivo financeiro, proporcionando as condições necessárias para a sua realização.

Portanto, antes de escolher o melhor investimento em renda fixa, é preciso entender como funciona esse mercado financeiro.

O que é Renda Fixa?

A renda fixa é uma modalidade de investimento em que o investidor já tem prevista sua rentabilidade, além das regras e taxas envolvidas na operação financeira.

Ela é composta por títulos de dívidas (papéis ou representações de dívidas) que podem ser adquiridos através das ofertas em instituições bancárias, empresas ou governo.

Esses títulos são valorizados de acordo com índices como a inflação, taxa Selic, e outros indicadores financeiros, a depender da modalidade escolhida.

Quais os tipos de investimento em renda fixa?

melhor investimento em renda fixa 1

Existem três modalidades que subdividem os tipos de investimento em renda fixa: prefixada, pós-fixada e híbrida.

Cada uma delas é representada por um índice financeiro ou indicador econômico, entre eles:

  • Taxa Selic: taxa básica de juros que rege as principais operações financeiras no mercado;
  • CDI: taxa de referência que corresponde à média dos títulos emitidos entre instituições, dois bancos, duas empresas ou afins;
  • IPCA: índice responsável pela medida da inflação acumulada atual.

Nos títulos prefixados, a rentabilidade pode ser prevista no momento da compra, através do valor atual do índice em que ele está fixado.

Enquanto isso, nos títulos pós-fixados, o rendimento depende de índices financeiros, já que acompanha as suas variações.

Já nos títulos híbridos, a rentabilidade mantém a relação com um índice financeiro/econômico fixo, mas também com uma taxa variante, como é o caso do IPCA.

Nesse caso, o rendimento é apresentado da seguinte maneira: X% + IPCA.

Melhor investimento em renda fixa: para quem é indicado?

Apesar de ser uma categoria considerada como segura, a renda fixa oferece opções de investimento para todos os perfis.

Como exemplo disso, temos os CDBs, como liquidez diária, para os conservadores. Já para os mais arrojados, existem opções como os fundos e debêntures.

Portanto, é importante entender que o melhor investimento em renda fixa é aquele que atende aos seus objetivos de maneira mais completa.

Assim, sendo necessária uma boa análise de cada um para uma decisão financeira bem fundamentada.

Conheça os melhores investimentos em renda fixa

De forma geral, os principais investimentos de renda fixa são:

Para entender para quem cada um deles é indicado, é preciso analisar bem suas particularidades.

Dessa forma, você conseguirá compará-los e avaliar se as rentabilidades oferecidas, além da liquidez, são realmente vantajosas.

Vale lembrar que para definir qual o melhor prazo de um investimento, é fundamental ter em mente seus objetivos de curto, médio e longo prazo.

Tesouro Direto

O Tesouro Direto pode ser entendido como um programa de títulos públicos de renda fixa emitido pelo Tesouro Nacional.

Por conta disso, ao investir seu dinheiro no Tesouro, você está emprestando essa quantia para que o governo a utilize em áreas como infraestrutura, saúde e segurança nacional.

Ao escolhê-lo, você poderá investir nos títulos públicos oferecidos por ele. Existem três categorias existentes nesses títulos públicos federais:

Em geral, o Tesouro Direto é uma ótima opção de investimento para pessoas que buscam baixo risco, alta liquidez e praticidade.

CDB (Certificado de Depósito Bancário)

O CDB é um título de renda fixa emitido por bancos para captar recursos financeiros.

Ele funciona como um tipo de empréstimo às instituições financeiras, que devolvem esse valor com a correção de juros.

No entanto, isso só é feito ao final de um prazo de vencimento combinado previamente.

O CDB é, sem dúvidas, uma opção de investimento bastante segura, sendo garantido pelo FGC (Fundo Garantidor de Créditos) no valor de até R$250 mil reais por CPF e por corretora.

Por conta disso, o Certificado de Depósito acaba sendo uma ótima opção de investimento para iniciantes, rendendo muito mais que a poupança, por exemplo.

LCIs e LCAs

As Letras de Crédito Imobiliário ou do Agronegócio são títulos de renda fixa emitidos por instituições financeiras.

Elas servem para captar recursos aos seus setores relacionados. Portanto, quando você adquire uma LCI ou LCA, está emprestando seu dinheiro para que a instituição o utilize em sua devida área.

Em troca, os bancos devolvem a quantia com um acréscimo de juros, definidos no momento da compra.

Com um alto valor mínimo para investimento, entre R$5 mil e R$10 mil, as Letras de Crédito são recomendadas para aqueles com maior patrimônio financeiro.

Fundos DI

Os Fundos DI são fundos de investimento que possuem, em média, 95% das aplicações em títulos atrelados à Taxa Selic, sendo eles públicos ou privados.

Por isso, quando o investidor compra uma cota (ou participação) do fundo, os administradores fazem a compra e venda dos ativos seguindo essa divisão.

O objetivo do DI é buscar a maior rentabilidade possível, atrelada ao baixo risco, sendo esse o motivo para que a grande maioria dos investimentos sejam em renda fixa. 

Para isso, a maioria das aplicações é feita em ativos com rentabilidade próxima ao Certificado de Depósito Interbancário (CDI), que acompanha a taxa básica de juros Selic.

No entanto, um ponto negativo para isso é a cobrança da taxa de administração e Imposto de Renda, que podem acabar prejudicando a rentabilidade desse investimento. 

ETF de renda fixa

Os Exchange Trade Funds, também conhecidos como os fundos de índices, são investimentos de renda variável muito indicados para quem está começando a investir.

Esses fundos são compostos por diversas empresas listadas na bolsa de valores, tentando replicar o rendimento das ações da B3.

No entanto, atualmente, existem duas opções de ETFs de renda fixa no mercado:

  • IMAB11: estruturado pelo Itaú e patrocinado pelo Tesouro Nacional. A carteira é composta por títulos públicos atrelados à inflação, com uma taxa de administração de 0,25% ao ano;
  • FIXA11: estruturado pela gestora coreana Mirae Asset, replica a curva de juros de três anos, um indicador que ajuda a prever o comportamento da Selic. A taxa de administração é de 0,30% ao ano.

Debênture

As debêntures são títulos de dívidas que funcionam a partir do empréstimo de dinheiro para empresas.

Elas são instrumentos de captação de recursos no mercado de capitais privados, utilizados para que as empresas financiem seus projetos.

Em troca disso, é oferecida uma remuneração anual, combinada no momento da compra, que é somada à um índice econômico.

No mercado financeiro, os maiores compradores das debêntures são chamados de investidores institucionais.

No Brasil, por serem ativos novos para os investidores, eles acabam demandando uma alta quantia para a compra.

Mesmo variando de emissor para emissor, a aplicação mínima costuma ser de R$1 mil inicialmente.

Da mesma forma, o prazo desse investimento pode ser bastante diferente em cada emissão, podendo ser de meses ou até 10 anos.

Como escolher o melhor investimento em renda fixa?

Para decidir qual o melhor investimento em renda fixa, você precisa ter conhecimento sobre a situação econômica do momento.

Esse é um dos aspectos que influencia diretamente a rentabilidade e os resultados de títulos de renda fixa.

Para isso, você pode fazer um estudo macroeconômico, que te ajudará a decidir, baseado em seus objetivos, qual o melhor investimento em renda fixa para você.

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

connect

we'd love to have your feedback on your experience so far

bicycle