Home Blog Melhores investimentos com pouco dinheiro: saiba quais são!

Melhores investimentos com pouco dinheiro: saiba quais são!

melhores investimentos com pouco dinheiro

Os melhores investimentos com pouco dinheiro são excelentes opções para aqueles com menor patrimônio disponível.

Com os melhores investimentos com pouco dinheiro, o investidor consegue multiplicar seu capital sem precisar possuir grandes quantias.

Por isso, conheça quais são os melhores investimentos com pouco dinheiro e aprenda de vez a investir com pouco!

Quais os melhores investimentos com pouco dinheiro?

melhores investimentos com pouco dinheiro 1

Muitas pessoas acabam desistindo de começar a investir por acharem que todos os ativos financeiros são caros.

No entanto, esse é um grave erro causado pela desinformação.

A verdade é que, no mercado financeiro, existem inúmeros tipos de investimentos, destinados a cada perfil de investidor, até mesmo aqueles com pouco dinheiro.

Como ganhar dinheiro com pouco investimento?

Ganhar dinheiro com investimento zero” é algo bastante procurado por quem não quer gastar muito dinheiro para investir.

No entanto, como o próprio nome já diz, é preciso sim aplicar uma certa quantia inicial para que ela comece a render com a ação dos juros compostos.

Mesmo assim, esse valor pode ser muito menor do que você imagina.

Principalmente em ativos de renda fixa, muito usados para a criação de uma reserva de emergência, o valor inicial de aplicação costuma ser muito baixo.

Como investir com pouco dinheiro?

Tanto no mercado de renda fixa quanto de renda variável, é possível encontrar alguma opção de investimento melhor que Poupança.

Mesmo sendo um tipo prático de aplicação financeira, ela acaba sendo bastante desvantajosa no longo prazo, já que pode render abaixo da inflação.

E, com isso, diminuir o poder de compra do investidor.

Ao invés disso, você pode buscar os melhores investimentos com pouco dinheiro, que são:

Tesouro Direto

O Tesouro Direto é um programa de títulos públicos de renda fixa emitido pelo Tesouro Nacional.

Ao investir no Tesouro, você está emprestando essa quantia para que o governo a utilize em áreas como infraestrutura, saúde e segurança nacional.

Em troca, o governo devolve o dinheiro com a correção de juros ao final do prazo de vencimento da aplicação.

Existem três categorias existentes nesses títulos públicos federais:

É possível investir em títulos do Tesouro Direto com apenas R$30.

CDB

O CDB é a sigla para Certificado de Depósito Bancário, um título de renda fixa emitido por bancos para captar recursos financeiros.

Na prática, ele funciona como um tipo de empréstimo às instituições financeiras, que devolvem esse valor com a correção de juros.

No entanto, isso só é feito ao final de um prazo de vencimento combinado previamente.

O CDB é, sem dúvidas, uma opção de investimento bastante segura, sendo garantido pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito) no valor de até R$250 mil reais por CPF e por corretora.

Por conta dessas características, o Certificado de Depósito acaba sendo uma ótima opção de investimento para iniciantes, rendendo muito mais que a poupança, por exemplo.

Nesse investimento são encontrados aportes a partir de R$1 mil.

Fundos de Investimentos

Os fundos de investimentos são formados por uma carteira de ativos financeiros.

Eles são disponibilizados por administradoras e funcionam através de um pagamento mensal sobre a administração da parte (cota) que foi adquirida.

Existe uma grande diversidade de fundos de investimentos. Entre os principais, estão:

Cada um deles funciona de forma distinta. Por isso, não existe uma “escolha certa”, mas sim, a mais adequada às suas condições.

No mercado, são encontrados fundos com investimento inicial a partir de R$100.

Previdência Privada

A previdência privada é um plano de aposentadoria complementar à previdência social com o objetivo de trazer mais tranquilidade financeira a quem o adquire.

Existem duas modalidades de previdência privada: aberta e fechada.

Na previdência aberta a aquisição é disponível para qualquer pessoa em uma corretora ou banco.

Já na previdência fechada, apenas os funcionários de uma empresa podem adquirir o plano. A modalidade fechada também é conhecida como fundos de pensão.

No entanto, algumas questões são levantadas constantemente, como a fama de baixa rentabilidade, se comparada a outros tipos de investimentos voltados para a aposentadoria.

Existem dois tipos de plano de previdência privada:

  • PGBL (Plano Gerador de Benefícios Livres);
  • VGBL (Vida Gerador de Benefícios Livres).

O PGBL permite abater os pagamentos mensais na declaração do IR.

Já o VGBL é indicado para as pessoas que fazem a declaração simples do Imposto de Renda, pois não permite o abatimento dos valores pagos todos os meses.

O valor mínimo da previdência privada varia de instituição para instituição, também oscilando durante o período do investimento.

Por isso, é importante analisar as opções de sua preferência e comparar também as taxas cobradas pela empresa emissora.

Ações

As ações, também conhecidas como “papéis“, são investimentos da renda variável negociados através da Bolsa de Valores.

Isso significa que a empresa que disponibiliza a compra de ações está possibilitando aos investidores a aquisição da menor parcela do seu capital social.

Através da abertura do capital, os investidores financiam determinadas atividades da organização. Assim, aumentando o seu poder econômico.

O proprietário de ações é conhecido como acionista, sendo beneficiado com a valorização dos papéis e sofrendo prejuízos com suas quedas no mercado.

A volatilidade é uma questão a se pensar para quem deseja investir em renda variável,  já que alguns investimentos têm variações drásticas na sua cotação (seja no dia ou afins).

As ações são ativos considerados mais voláteis. Outros ativos, menos voláteis (ou mais constantes), não possuem tanta variação no preço em curto prazo.

Na Bolsa, existem papéis de diferentes valores, fazendo com que qualquer investidor possa adquirir frações de empresas e lucrar com seu crescimento.

FIIs

No Fundo Imobiliário é possível comprar parte ou um conjunto de imóveis através de uma instituição financeira.

Esse é o tipo de investimento de renda variável mais direto para quem precisa de renda extra, pois o investidor recebe parte dos alugueis dos imóveis do fundo.

Assim como as ações, os FIIs são investimentos de risco mais elevado, recomendados para perfis de investidores mais agressivos.

Eles são beneficiados com o crescimento do setor imobiliário, quando os juros estão baixos e a economia em desenvolvimento.

Existem opções de FIIs com aplicação inicial de até R$2 reais. Por isso, pode valer a pena pesquisar mais sobre esses ativos.

Dessa forma, você conseguirá encontrar quais os melhores investimentos com pouco dinheiro. Isso, é claro, respeitando seu perfil de investidor e seus objetivos financeiros.

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

connect

we'd love to have your feedback on your experience so far

bicycle