Home Blog Mercado futuro: o que é e como funciona?

Mercado futuro: o que é e como funciona?

mercado futuro

As formas de investimentos são diversas e, cada investidor, pode buscar a que mais se encaixa no perfil. Uma das modalidades, é através do mercado futuro.

mercado futuro, é democrático e que possibilita aplicações tanto para pessoa física, quanto para pessoa jurídica.

O que é mercado futuro?

 

O espaço de negociação conhecido como mercado futuro, é um ambiente para contratos de compra e venda de ativos que serão liquidados em uma data futura.

Ou seja, quem investe no contrato de futuros, está, na verdade, investindo no direito de compra sobre as oscilações de valor sobre um determinado produto, por exemplo:

Dessa forma, havendo oscilações (oferta e procura), o investidor pode obter maior rentabilidade sobre os valores de contrato acima dos valores que foram investidos.

Com o mercado de futuro, existe a preservação do valor que será pago no futuro, relativo a uma compra no passado, por exemplo:

Se alguém compra um contrato de ativo de moeda estrangeira (dólar) e essa mesma moeda, três meses depois (data de quitação do contrato), sofre variações para cima, o investidor lucra.

Ou seja, isso acontece porque, se, por um acaso, a cotação da moeda subir de R$4,00 (valor da cotação no momento que foi feito o contrato), para R$5,00 (valor da cotação no momento de quitação do contrato), quem comprou, adquiriu a moeda por menos dinheiro.

Quais são as principais características do mercado futuro?

Além de se tratar de uma modalidade de investimento de liquidação futura, existem outras características específicas do mercado futuro, como:

  • Alta liquidez;
  • Negociação realizada apenas na Bolsa de Valores;
  • As oscilações são diárias (no entanto, possuem variação máxima pré-estipulada).

Quem quer investir nesse mercado, também precisa estar ciente da data de vencimento dos contratos.

Janeiro

F

Julho

N

Fevereiro

G

Agosto

Q

Março

H

Setembro

U

Abril

J

Outubro

V

Maio

K

Novembro

X

Junho

M

Dezembro

Z

Então, tendo conhecimento da tabela de vencimento de contratos futuros, é possível entender qual é a data estipulada para o fim do contrato de compra ou venda.

Onde, os dois números que são posteriores ao código da operação, indicam o ano de referência e, ao final do código, existe um número que implica no ano de vencimento.

Por exemplo, se um ativo tiver como código final Z20, significa que o vencimento do contrato é no mês de dezembro do ano de 2020.

Para investir no mercado futuro, o processo é idêntico ao investimento em ações. É preciso:

  • Abrir conta em uma corretora de valores;
  • Acessar o Home Broker;
  • Pesquisar pelo código do ativo;
  • Realizar o contrato.

Vale a pena investir no mercado futuro?

Como para qualquer modalidade de investimento, existem perfis que se encaixam nesse mercado, e outros que não se sentem confortáveis com a aplicação.

Assim, o mercado futuro, por lidar com fatores não palpáveis, exige que quem vai realizar o contrato, tenha conhecimento sobre o tipo de ativo que está sendo negociado.

Existem três perfis de investidores no mercado futuro:

  • Hedgers: estão em busca de proteção dos seus ativos;
  • Especuladores: assumem o risco do mercado e apostam em ativos que sejam favoráveis a sua estratégia;
  • Arbitradores: visam o baixo lucro que não possuam grandes riscos.

Dessa forma, dentro dessas características, é melhor para o investidor iniciante no mercado futuro, entender se essa é a melhor posição para a construção e manutenção de uma boa carteira de investimentos.

Então, em qualquer que seja o caso, é indispensável que se estude sobre as aplicações e avalie as melhores formas de proteger o seu patrimônio e, claro, buscar rentabilidades maiores.

Por isso, quem quiser começar a investir no mercado futuro ou em qualquer outra modalidade, precisa ter inteligência financeira:

  • Construir uma reserva de emergência;
  • Entender os vieses do investidor;
  • Compreender a capacidade de risco;
  • Conhecer a disponibilidade de capital para investimentos;
  • Saber quais são os objetivos para que o dinheiro está sendo aplicado.

Por fim, o mercado futuro é uma das inúmeras possibilidades de construção e manutenção de riqueza. Conhecer as variáveis e demais possibilidades, permite uma maior capacidade de entendimento de risco e retorno.

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *