Home Blog Metas financeiras: aprenda como definir e cumprir as suas

Metas financeiras: aprenda como definir e cumprir as suas

comprovante de renda1

Estabelecer metas financeiras, é uma forma prática de visualizar onde você quer chegar e como você vai fazer isso. De forma que, haja educação financeira.

Metas financeiras precisam ser mais específicas, definindo o que você quer, quando você quer e porque você quer. Falar que quer ficar rico é um desejo ou sonho, não uma meta de finanças.  

Como definir metas financeiras?

metas-financeiras-2Para conquistar metas financeiras primeiro, você deve defini-las. Estabelecer metas é, sem dúvidas, um fator essencial para alcançar o sucesso e isso, serve para qualquer aspecto da vida. Saber se planejar e cumprir metas pessoais é indispensável.  

Para definir as metas, é necessário ter em mente em quanto tempo você quer atingi-las. Ou seja, você deve definir se a meta é de curto, médio ou longo prazo.  

Metas de curto prazo

As metas financeiras de curto prazo, como o nome já diz, são aquelas que você pode atingir num breve período de tempo. Além disso, uma sugestão na hora de definir seus objetivos financeiros de curto prazo é: saber o que é necessário atingir primeiro para conseguir se estruturar e alcançar outros objetivos maiores.  

  1. Desenvolver um orçamento: um orçamento bem definido é o primeiro passo para uma organização financeira. Assim, você conseguirá saber, minuciosamente, todos seus ganhos e gastos mensais, como eles vêm se alterando e qual está sendo a média natural da sua renda. Fica muito mais fácil para você, saber exatamente quanto poupar por mês; 
  2. Cortar gastos: gastamos dinheiro todo dia, nem que sejam centavos, é necessário controle financeiro. Mas, a questão é: existem vários gastos dispensáveis e que podemos cortar sem diminuir nosso bem estar. Comparar preços, optar por aparelhos mais econômicos e evitar jantar fora, por exemplo, são ótimas medidas;
  3. Crie um fundo de reserva: ter um fundo de emergência é uma grande segurança para o seu desenvolvimento financeiro. Em caso de despesas inesperadas, você não vai precisar recorrer a empréstimos e créditos, o que pode comprometer o seu planejamento, principalmente, quando essa dívidas vêm acompanhadas de altos juros;
  4. Quitar dívida do cartão: é muito importante que você quite suas obrigações antes de começar a comprar novos bens ou contrair novos empréstimos. Os cartões de crédito, são conhecidos por suas altas taxas de juros, então, comece quitando suas maiores dívidas e se livrando das taxas abusivas.  

Metas de médio prazo 

Agora, com um orçamento bem definido, dívidas quitadas, gastos desnecessários cortados e com um fundo de emergência, você pode começar a planejar mais alto. As metas financeiras de médio prazo funcionam como uma “ponte” que vai ligar os primeiros passos dados nas metas de curto prazo, a seus objetivos finais de longo prazo.

Para traçar essas metas, você pode se inspirar em, por exemplo: 

  • Defina seus desejos para os próximos 3 a 10 anos;  
  • Seguro de vida; 
  • Quitar dívidas; 
  • Estrutura uma previdência privada; 
  • Iniciar investimentos. 

Metas de longo prazo 

As metas de longo prazo dependem diretamente das metas de curto e médio prazo. Se você já realizou planejamento financeiro, conseguiu atingir suas metas e criou uma estabilidade, certamente, conquistar as metas de longo prazo será somente uma rotina a ser cumprida.  

No longo prazo, você provavelmente já vai ter desenvolvido um bom patrimônio, então, essa seria a hora ideal de você conquistar sua independência financeira, e deixar o dinheiro trabalhar por você. 

Uma das metas de longo prazo mais almejadas e inteligentes é a seguinte: defina quanto de renda mensal fixa você gostaria de ter para viver de acordo com o seu padrão de vida necessário. A partir disso, de acordo com a rentabilidade dos investimentos que você possui, você saberá exatamente quanto precisará ter para alcançar esse objetivo.  

Para bater essa meta você precisa ter desenvolvido bons hábitos de poupar e investir. Existem algumas dicas que podem te ajudar com isso, são elas:  

  • Transferir automaticamente uma parte dos seus rendimentos mensais para seu plano de previdência e seu portfólio de investimentos;
  • Não se deixar levar pelo emocional com seus investimentos;
  • Acompanhar seus investimentos, mas, só ajuste seu portfólio quando for realmente necessário. 

O que fazer para alcançar as metas financeiras? 

Uma ótima dica para você ter sucesso com suas metas é: não busque ser perfeito ou nunca estar errado, busque constância e consistência. 

Muitos se desesperam quando acontece algo de inesperado ou, por exemplo, tem a necessidade de usar o fundo de emergência. Mas, é justamente por isso que essa reserva foi criada. Temos que ter consciência que algumas vezes, nem tudo acontece como planejamos, e não tem problema nenhum nisso.  

Portanto, as metas financeiras não são um escudo que vai te proteger de qualquer problema financeiro, mas, na verdade são os recursos que vão te permitir ter estabilidade, constância e consciência do que ainda precisa ser feito para alcançar os objetivos que você estabeleceu. Para mais dicas como essa, assine nossa newsletter no WhatsApp!

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *