O que é uma microempresa? Saiba como funciona

microempresa

Diversos empresários recorrem a abertura de microempresa pela simplificação da burocracia. No entanto, nem todos os formatos de empreendimentos cabem dentro do contexto de uma MEI.

A  abertura de uma microempresa, assim como outras modalidades de empresa, exige cumprimento de características específicas. Por isso, para não cair em maus lençóis, é preciso sabe como funcionam as pequenas empresas.

A microempresa, é definida especialmente pela renda bruta anual. Ou seja, para que um microempresário se mantenha dentro do conceito ME, é preciso que o valor da renda esteja dentro do que é determinado pelo governo.

Qual a diferença de microempresa e microempresa individual?

No Brasil, existe uma legislação específica para a proteção de pequenas e médias empresas, a chamada Lei Geral das Microempresas e Empresas de Pequena Porte, que prevê um tratamento específico para microempresa e demais empresas de pequeno porte.

Apesar de nomes parecidos, microempreendedor e microempreendedor individual possuem algumas diferenças.

Por exemplo, para estar dentro do conceito de microempresa, é preciso ter uma receita bruta anual igual ou inferior a R$360.000,00. Já no microempreendedor individual, a receita bruta anual precisa ser igual ou inferior a R$81.000.

Em caso de rendimento acima de R$360.000,00 a empresa é considerada de pequeno porte e possui regras de aplicação diferente de uma microempresa ou microempresa individual.

Quais tipos de empresa podem ser consideradas microempresas?

microempresa

As microempresas podem ser categorizadas em 4 tipos diferentes. Empresário, Sociedade Empresária, Sociedade Simples e Eireli.

Empresário

  • Tem firma individual constituída;
  • Pode ser pessoa física, jurídica ou Eireli;
  • Não precisa de capital mínimo de abertura.

Sociedade Empresária

  • Composta por duas ou mais pessoas;
  • Podem ser pessoas físicas ou jurídicas;
  • A sociedade empresária pode ser dividida em sociedade simples ou sociedade em nome coletivo.

Sociedade Simples

  • Sociedade firmada por duas ou mais pessoas;
  • Os cotistas podem ser pessoas físicas ou jurídicas;
  • Restringe a atividade de prestação de serviços intelectuais ou de cooperativas.

Empresa Individual de Responsabilidade Limitada

  • Empresa formada por uma só pessoa;
  • Capital mínimo de 100 salários mínimos;
  • Pode ser aberta para atividades de prestação de serviços, atividade de profissionais autônomos ou indústrias.

Como realizar a obtenção de crédito para microempresa?

Caso um crédito seja mesmo necessário, existem algumas formas de conseguir obtê-lo. Por exemplo, alguns bancos oferecem linha de crédito para financiamento de microempresas, empreendedor individual e empresas de pequeno porte.

Outros bancos abrangem para caixa da empresa e até mesmo disponibilização para pessoa física. No entanto, antes de recorrer ao crédito, é essencial fazer uma pesquisa de outras formas mais baratas de conseguir desenvolver e suprir necessidades empresariais.

Quais impostos uma microempresa precisa pagar?

Através do Simples Nacional é possível ter o pagamento unificado de impostos em uma única guia, além da liberação dos tributos federais. Mas no geral, as empresas podem precisar pagar cerca de 8 tipos diferentes de impostos.

Quem está dentro do regime do Lucro Presumido ou Real, precisa fazer o cálculo individualmente. Já no Simples Nacional, o cálculo é feito em conjunto através do DAS.

  • Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ);
  • Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL);
  • Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins);
  • PIS/Pasep;
  • Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI);
  • Imposto sobre Serviços (ISS);
  • Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS);
  • Contribuição Previdenciária Patronal (CPP).

Todas os formatos de empresas possuem benefícios e malefícios. Para alguns, o formato de microempresa pode fazer mais sentido do que a microempresa individual. A melhor escolha se dá de acordo com o contexto de formalização empresarial. Para mais dicas como essa, assine nossa newsletter no WhatsApp e receba ainda mais conteúdos gratuitos!

Acesso rápido

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Arthur Dantas Lemos

Arthur Dantas Lemos

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos