Home Blog NTCO3: entenda tudo sobre as ações da Natura!

NTCO3: entenda tudo sobre as ações da Natura!

ntco3

A Natura Cosméticos S/A (NTCO3) é uma companhia que atua na comercialização e distribuição de cosméticos, fragrâncias e produtos de higiene pessoal, oferecendo também para a população que tem interesse em comercializar seus produtos, um modelo de venda direta.

As ações da Natura (NTCO3) estão relacionadas a bolsa de valores brasileira e integra o Índice Bovespa (Ibovespa). Tornando-se uma opção aos investidores e traders que buscam investir no setor de cosméticos, lembrando que, apesar da ampla concorrência no segmento de cosméticos, a empresa consegue ter uma participação significativa no setor e até mesmo com a aquisição de outras empresas.

O que é a Natura (NTCO3)?

A Natura Cosméticos S/A (NTCO3) é uma das grandes líderes no mercado brasileiro de comercialização de produtos de uso pessoal. Além disso, a Natura é uma empresa nacional e suas ações são negociadas na B3 (Brasil, Bolsa, Balcão) através do ticker NTCO3.

Em síntese, a Natura atua desde 1969, priorizando a comercialização de produtos de higiene e beleza.

A companhia possui, em média, mais de 1.188.807.771 bilhões de ações gerenciadas, sendo 56,4% destas em free float.

Além da Natura, outras companhias compõem o setor de produtos de uso pessoal no Brasil, dentre elas está a Unilever (ULE34) e a Avon (AVON34).

  • Unilever: a empresa foi fundada na Inglaterra, mas possui grande participação no mercado brasileiro de cosméticos, visto que, seus produtos estão disponíveis em mais de 190 países. Entre os produtos comercializados pela empresa, estão: alimentos, bebidas, produtos de limpeza e produtos de uso pessoal.
  • Avon: a companhia foi fundada em 1886, em Nova York (EUA), atuando na fabricação de produtos de cuidado com a pele, fragrâncias e cosméticos. Além disso, em 2020, a Natura adquiriu a Avon por US$3,7 bilhões.

Dessa forma, diante da expressividade da Natura para o mercado financeiro e sua atuação na B3, é de extrema relevância analisar sua trajetória e seu modelo de negócio.

Assim, será possível investir de forma independente e ponderada.

História da Natura (NTCO3)

A Natura foi fundada em 1969, por Luiz Seabra, na época a empresa se chamava Indústria e Cosméticos Berjeaut, porém, meses após sua fundação a empresa foi renomeada para Natura.

Posteriormente, em 1970, foi aberta a primeira loja da empresa, localizada na Oscar Freire, em São Paulo. Na época, o fundador Luiz Seabra atendia pessoalmente os clientes da companhia.

Assim, em 1974, que a venda direta passou a ser classificada como o novo modelo de negócio da empresa, ainda em 1974, a loja localizada na Oscar Freire foi fechada.

Logo após, no ano de 1979, a companhia lança a linha Sr N, de produtos masculinos, tornando-se uma novidade na época.

Expansão da Natura

No ano de 1980, a empresa começa a expandir seus negócios para outras regiões do Brasil, alcançando uma média de 2.000 consultoras e 200 colaboradores.

Em decorrência dessa expansão, em 1982, ocorre a primeira incursão da empresa no mercado internacional, mediante um distribuidor no Chile.

Logo após, no ano de 1983, a Natura se tornou a primeira empresa de cosméticos brasileira a oferecer refil para seus produtos. Além do mais, a empresa lançou um óleo de banho inédito no mercado, conhecido como Sève.

Posteriormente, em 1984, a companhia lançou o sabonete erva-doce, produto que se tornou um clássico no seu catálogo.

No ano de 1986, a Natura lançou um produto antissinais, o Chronos.

Foi em 1989, que a companhia conseguiu alcançar a marca de 50 mil consultores de seus produtos. Além disso, no ano de 1990, a Natura aderiu a rosaceae como símbolo da empresa.

Assim, em 1993, a Natura cria a linha de produtos Mamãe e Bebê, com o objetivo de fortalecer o vínculo entre filhos e mães através de suas fragrâncias.

Internacionalização da Natura

Diante de todos os lançamentos, a empresa se mantém em expansão, sendo em 1994, o início das operações na Argentina e Peru.

Logo após, em 1995, a companhia criou uma linha de produtos não-cosméticos, nomeada de Crer Para Ver, sendo o lucro da linha revertido para ações de melhorias na educação.

Além disso, no ano de 1996, a Natura lançou a linha Kaiak, popularmente conhecida no Brasil e uma das fragrâncias mais vendidas.

Assim, em 2000, a companhia lançou a linha Ekos, que utiliza ativos da biodiversidade do Brasil para incorporar à formulação da linha.

Foi em 2001, que a Natura inaugurou o centro de pesquisa e produção de cosméticos da América do Sul, na cidade de Cajamar, em São Paulo.

Em 2004, a Natura realizou a abertura do seu capital na Bolsa de Valores de São Paulo.

Posteriormente, no ano de 2005, foi inaugurada a primeira loja da companhia em Paris. Além disso, houve o lançamento do Natura Musical, um programa com o objetivo de divulgar a música brasileira.

Logo após, em 2006, a empresa consegue banir os testes de ingredientes e de produtos em animais.

Assim, em 2007, a Natura criou o Programa Carboneto Neutro, que tem como intuito reduzir as emissões de gases do efeito estufa.

Além do mais, no ano de 2009, a empresa completou 40 anos e conseguiu atingir a marca de 1 milhão de consultoras.

Em 2010, foi criado o Instituto Natura para gerir recursos para o Programa Crer Para Ver, que atua em prol da educação. Além disso, ainda em 2010, a companhia começa a produzir na Argentina, Colômbia e México.

Foi em 2011, que a Natura criou o Programa Amazônia, que possui o objetivo de direcionar recursos para a região.

Aquisições da companhia

Logo após, em 2012, a empresa começou a aquisição da Aesop, marca australiana de cosméticos.

Mediante a criação do Programa Carboneto Neutro, em 2013, a Natura conseguiu reduzir em um terço as emissões de gases de efeito estufa na sua cadeia produtiva.

Além do mais, em 2013, a companhia lançou a linha Sou, criada com 70% menos plástico.

No ano de 2014, a Natura inaugurou o Ecoparque, um centro industrial na cidade de Benevides (PA), tornando a Natura a primeira empresa de capital aberto a receber o certificado internacional B Corp.

Além disso, em 2015, a companhia lança seu e-commerce, alcançando todo o território brasileiro e expandindo para o Chile.

Posteriormente, em 2016, a empresa conclui a aquisição da Aesop. Além disso, no mesmo ano, o Grupo Natura inaugura lojas em diversas cidades do Brasil e sua primeira loja em Nova York.

Assim, no ano de 2017, a Natura adquire a marca de cosméticos The Body Shop.

Logo, em 2018, a companhia cria o grupo Natura&Co, integração da Natura, Aesop e The Body Shop.

Portanto, no ano de 2020, a Natura&Co realizou a compra da Avon, gerando o quarto maior grupo do mundo no nicho de beleza.

Entretanto, o ano de 2020, também trouxe uma drástica desvalorização das ações da Natura, visto que, o país vivenciava a pandemia do Coronavírus (COVID-19).

Linha do tempo da Natura (NTCO3)

  • 1969 – Fundação da Natura;
  • 1970 – Primeira loja da empresa é aberta;
  • 1974 – A venda direta começa a ser vista como modelo negócio;
  • 1974 – Primeira loja é fechada;
  • 1979 – Empresa lança linha de produtos masculinos;
  • 1980 – A empresa começa a expandir seus negócios;
  • 1982 – Primeira incursão da empresa no mercado internacional;
  • 1983 – A Natura torna-se a primeira empresa brasileira a oferecer refil;
  • 1983 – A empresa lança um óleo inédito no mercado;
  • 1984 – É lançado o sabonete de erva-doce, produto que se tornou um clássico no mercado;
  • 1986 – A companhia lança um produto antissinais;
  • 1989 – É alcançada a marca de 50 mil consultores;
  • 1990 – A empresa adere a rosácea como símbolo da marca;
  • 1993 – A linha Mamãe e Bebê é criada;
  • 1994 – São iniciadas as operações da companhia na Argentina e Peru;
  • 1995 – É criada a linha de produtos não-cosméticos, nomeada de Crer Para Ver;
  • 1996 – A Natura lança o Kaiak, uma das fragrâncias mais vendidas da empresa;
  • 2000 – A companhia lança a linha Ekos;
  • 2001 – É inaugurado o centro de pesquisa e produção de cosméticos da América do Sul;
  • 2004 – A Natura abre seu capital na bolsa de valores de São Paulo;
  • 2005 – Abertura da primeira loja em Paris;
  • 2005 – Lançamento do Programa Natura Musical;
  • 2006 – A companhia consegue banir testes de produtos e ingredientes em animais;
  • 2007 – A Natura cria o Programa Carboneto Neutro;
  • 2009 – São completados 40 anos da empresa;
  • 2009 – A empresa consegue atingir 1 milhão de consultores;
  • 2010 – É criado o Instituto Natura;
  • 2010 – A companhia começa a produzir na Argentina, Colômbia e México;
  • 2011 – É criado o Programa Amazônia, com o intuito de angariar recursos para a região;
  • 2012 – É iniciada a aquisição da Aesop;
  • 2013 – A empresa conseguiu reduzir em um terço a emissão de gazes do efeito estufa;
  • 2013 – É criada uma linha com 70% menos plástico;
  • 2014 – A Natura inaugura o EcoParque;
  • 2015 – A companhia lança seu e-commerce;
  • 2016 – Natura conclui aquisição da Aesop;
  • 2016 – Diversas lojas são abertas, inclusive uma em Nova York;
  • 2017 – A empresa adquire a marca de cosméticos The Body Shop;
  • 2018 – O Grupo Natura&Co é criado, integrando a Natura, Aesop e The Body Shop;
  • 2020 – Natura realiza a compra da Avon;
  • 2020 – As ações da Natura sofrem desvalorização, devido ao Coronavírus.

Como atua a Natura (NTCO3)?

A empresa Natura (NTCO3) é uma das líderes no mercado de produtos de cosméticos e higiene pessoal.

Desse modo, a companhia possui, em média, 3556 lojas distribuídas em território brasileiro.

Além disso, a empresa busca produzir seus produtos através de práticas mais sustentáveis, logo, criam suas fórmulas a partir de ingredientes naturais, ou seja, renováveis. Visto que, desde o ano de 2016, a companhia optou por parar de testar seus ingredientes e produtos em animais.

Além do mais, a Natura é detentora de algumas empresas que integram seu grupo de atuação, dentre elas:

  1. Natura Brasil;
  2. Aesop;
  3. The Body Shop;
  4. Avon;

Em suma, percebe-se que a Natura busca ampliar seus produtos e canais com seus consultores e clientes.

Características das ações da Natura (NTCO3)

As ações da Natura (NTCO3) são negociadas na bolsa de valores brasileira ou B3 (Brasil, Bolsa, Balcão), sendo detentora das seguintes características:

A classificação setorial da Natura (NTCO3) tendo em vista as informações divulgadas na B3 é: consumo não cíclico e produtos de uso pessoal e de limpeza.

Além do mais, seu segmento de listagem na B3 é o Novo Mercado.

Suas ações oferecem Tag Along de 100% ON, além de Free Float de 56,4%.

O que faz a Natura (NTCO3)?

A principal atividade exercida pela Natura (NTCO3) é a comercialização de produtos de higiene pessoal.

Dessa forma, algumas linhas de produtos são oferecidas pela marca, dentre essas linhas estão:

  • Tododia;
  • Kaiak;
  • Ekos;
  • Una;
  • Mamãe e Bebê;
  • Chronos;
  • Sève;
  • Naturé;
  • Sou;
  • Fotoequilíbrio;
  • Faces;
  • Sr N;
  • Crer para ver.

Em síntese, observa-se que a Natura (NTCO3) possui como intuito possibilitar que seus produtos sejam diversificados para atingir diversos tipos de clientes.

As ações da Natura (NTCO3) onde e como são negociadas?

O ticker da Natura (NTCO3) pode ser negociado na bolsa de valores brasileira.

Assim, suas negociações podem ser realizadas nos meios digitais, visto que, proporciona uma maior praticidade e mantém a segurança dos acionistas.

A Natura era conhecida pelo ticker NATU3, porém houve uma modificação, trazendo o ticker NTCO3 como o usual.

Além disso,  companhia possui ações ordinárias (NTCO3 ON) que ofertam direito ao voto durante as assembleias empresariais.

Dessa forma, para que o investidor consiga comprar ações da Natura, será de grande relevância a abertura de uma conta em uma corretora de investimentos de sua preferência.

Posteriormente, o acionista deverá executar uma transferência TED com o valor desejado para que o investimento seja realizado, logo após, será necessário selecionar as ações da Natura, referenciadas pelo ticker NTCO3.

Como ganhar dinheiro com as ações da Natura (NTCO3)?

Antes de tudo, é necessário compreender que existem algumas maneiras de conseguir lucros com as ações da Natura (NTCO3) na B3 (Brasil, Bolsa e Balcão).

Dentre essas maneiras, é possível incluir o faturamento de dividendos, visto que, a Natura paga dividendos de forma recorrente.

Além do mais, o acionista poderá conseguir múltiplos vantajosos (lucros), mediante a venda de suas ações, por valores mais elevados que o adquirido.

Visto que, algumas questões podem proporcionar aos acionistas, investimentos mais seguros e conscientes, dentre essas questões, é possível destacar a diversificação da carteira de investimentos, criando uma carteira que contenha renda fixa e renda variável.

Dessa maneira, é válido se atentar a rentabilidade, liquidez e segurança antes de adquirir uma ação.

Logo, por meio do seu perfil investidor e seus objetivos, adquirir uma boa rentabilidade, poderá ser mais oportuna, em comparação, a busca por uma alta liquidez.

Porém, priorizar rentabilidade ou liquidez, dependerá dos objetivos impostos pelo investidor, visto que, o acionista poderá realizar investimentos para médio e longo prazo.

Vale a pena investir na Natura (NTCO3)?

A Natura (NTCO3) é uma das grandes empresas do setor de higiene pessoal, cosméticos e perfumaria brasileira.

Isso porque a empresa zela por um alcance global da empresa, ampliando o desenvolvimento de suas marcas, para assim, acelerar o ciclo de inovação da empresa.

Entretanto, é válido ressaltar, que a comercialização e o consumo de seus produtos estão ligados ao poder de compra, ou seja, a companhia está exposta as flutuações da economia brasileira.

Portanto, antes de decidir qual será a ação que você investirá seu capital, é válido realizar uma análise fundamentalista para verificar se o investimento que você deseja realizar será feito de forma consciente, seja com a Natura (NTCO3) ou com outra companhia que integra a bolsa de valores.

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

connect

we'd love to have your feedback on your experience so far

bicycle