Home Blog NTN-F: conheça o Tesouro Prefixado com Juros Semestrais!

NTN-F: conheça o Tesouro Prefixado com Juros Semestrais!

ntn f

A NTN-F representa um título escritural, nominativo e negociável. Seu valor nominal no vencimento é fixo e equivale a R$ 1 mil.

Também chamada de Tesouro Prefixado com Juros Semestrais, a NTN-F consiste um título prefixado com rentabilidade definida no momento da compra por sua Taxa Interna de Retorno (TIR).

Portanto, a NTN-F oferece ao investidor informações sobre quanto o seu patrimônio aplicado irá render até o vencimento do título.

Isso, enquanto paga a remuneração em juros periodicamente, por meio de cupons semestrais.

O que é NTN-F – Tesouro Prefixado com Juros Semestrais?

ntn f 1

As NTN-F, ou Notas do Tesouro Nacional Série F, são emitidas pelo Tesouro Nacional e conhecidas, desde 2015, como Tesouro Prefixado com pagamento de juros semestrais.

Ao contrário do Tesouro IPCA+ (NTN-B), que possui dois tipos de títulos, as NTN-Fs possuem apenas um tipo de título negociado no Tesouro Direto.

Esse investimento possui rendimento atrelado a uma taxa de juros prefixada no momento da compra do ativo.

Assim, possibilitando que o investidor saiba exatamente quanto irá ganhar se manter a aplicação até seu prazo de vencimento.

O pagamento dos juros é feito semestralmente. No entanto, o valor principal aplicado é pago somente na data final da aplicação.

Como funciona a NTN-F?

Por ser uma modalidade com juros prefixados, a NTN-F sofre influência do mercado ao longo do período de amadurecimento da aplicação.

Isso significa que, até o seu vencimento, o título pode sofrer altas e quedas em seu preço no mercado.

Isso, para alguns investidores que desejem vender o título antes do prazo, pode acabar sendo um ponto negativo.

Em caso de queda das expectativas dos juros, o preço do título sobe e o juro oferecido cai. Já em caso de alta dos juros futuros, o preço do ativo tende a cair e seus juros, a subir.

Mesmo assim, se a aplicação permanecer até seu vencimento, os rendimentos combinados na hora da compra serão completamente entregues, junto ao valor aplicado inicialmente, é claro.

Como investir na NTN-F?

O investimento em NTN-F só pode ser feito através de uma instituição financeira como as corretoras de investimento ou os bancos.

Após abrir conta em uma financeira, basta realizar o cadastro junto ao Tesouro Direto e buscar dentre os títulos públicos oferecidos, o NTN-F, hoje, chamado de Tesouro Prefixado com Juros Semestrais.

Por ter um valor mínimo de investimento inicial de R$30, essa opção de ativo financeiro é bastante acessível a todos.

Características da NTN-F

As Notas do Tesouro Nacional Série F possuem liquidez diária, o que faz com que suas negociações possam ocorrer em todos os dias úteis.

Mesmo assim, o pagamento efetivo dos juros ocorre no primeiro dia de janeiro e no primeiro dia de julho.

Por isso, mesmo que o investidor compre seu título em alguns desses dois meses, o pagamento referente aos juros da mesma ocorrerá, mas de forma proporcional.

Tributação do NTN-F

A Nota do Tesouro Série F sobre incidência do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) nos seus primeiros trinta dias de aplicação.

Além disso, ela também está atrelada à cobrança do Imposto de Renda, a partir de uma tabela regressiva que beneficia investimentos a longo prazo.

Outro ponto importante é a cobrança da Taxa de Custódia, que serve para remunerar a B3 (Bolsa de Valores brasileira, antiga BM&F Bovespa) pela guarda dos títulos.

Para que serve a NTN-F?

A NTN-F é indicada para os investidores que desejam obter um bom rendimento a partir de uma alta previsibilidade.

Através desse investimento do Tesouro Direto, o investidor consegue ser remunerado conforme as taxas praticadas na data da compra, o que pode lhe prevenir em tempos de queda.

Entre as vantagens de investir em NTN-F, temos:

  • Saber a rentabilidade a ser recebida no momento da compra;
  • Garantia de rendimentos semestrais (conhecido como cupons de juros);
  • Praticidade: apenas uma aplicação e um resgate.

Outras Notas do Tesouro Nacional

As Notas do Tesouro Nacional representam títulos emitidos em diversas séries, cada uma delas com um índice de atualização próprio.

Entre elas, estão:

  • NTN-A: relacionada à dívida externa;
  • NTN-D: indexada na cotação do Dólar;
  • NTN-C: indexada no IGP-M;
  • NTN-B: indexado no IPCA (sua rentabilidade);
  • NTN-H: rendimento pela Taxa Referencial (TR).

Portanto, existem diversas formas de investir em ativos, como é o caso do NTN-F, títulos emitidos pelo Tesouro Nacional para a captação de recursos.

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *