Opção de Copom: saiba o que é e como funciona!

OPCAO DE COPOM

Lançada pela bolsa de valores brasileira, a opção de copom surgiu num contexto em que agentes do mercado financeiro buscam meios de proteção (hedge) dos cenários originados pelas decisões do Comitê de Política Monetária no país.

A opção de copom é um derivativo que permite a negociação da variação da taxa Selic Meta. Tais variações são definidas em reuniões do Copom (Comitê da Política Monetária). 

O que é a opção de Copom?

Em primeiro lugar, o contrato de Opção de Copom, criado pela B3, é um instrumento para a negociação de expectativas sobre a variação da taxa Selic Meta.

As negociações do Contrato de Opção de Copom são feitas na plataforma digital da B3 (bolsa de valores brasileira) ou em corretoras de valores. Além disso, a opção de Copom trata-se de um derivativo.

O que são derivativos?

Os derivativos são instrumentos financeiros que têm o seu preço originário do preço de um outro ativo, como por exemplo: juros, moeda, taxa de referência, commodity e etc. Desse modo, são instrumentos financeiros consequentes de um produto primário.

O derivativo funciona como um contrato que será liquidado em uma data futura. Além disso, é um investimento que pode ser feito tanto em renda variável, quanto em renda fixa

Existem quatro tipos mais comuns de derivativos, são eles:

  • Mercado a termo;
  • Mercado futuro;
  • Swaps;
  • Opções.

As negociações dos derivativos podem ocorrer no mercado de balcão, assim como na Bolsa de Valores. Esses contratos podem ser realizados por pessoas físicas, bem como por empresas.

Geralmente, a dinâmica de negociação dos ativos acontece da seguinte maneira: o negociador se compromete a vender ou comprar um determinado ativo por um preço definido em um prazo estabelecido.

Além disso, na prática, utiliza-se os derivativos com fins de:

  • Especulação;
  • Proteção;
  • Arbitragem.

Especulação

Em operações especulativas, o investidor obtém seu rendimento pela compra e venda de derivativos. Isso porque ele lucra com os diferenciais de preços de compra e venda de cada contrato.

É comum que muitos desses especuladores atuem em operações de day trade.

O day trade é um processo de venda e compra de ações em um mesmo dia. Esse método direciona-se a operações em renda variável (bolsa de valores), e possui a finalidade de lucrar sobre a alta ou queda de uma ação.

As operações de day trade ocorrem, geralmente, através da B3, Bolsa de Valores Brasileira e a BM&FBovespa (união entre a Bolsa de Valores de São Paulo e a Bolsa de Mercadorias e Futuros).

Contudo, essas atividades podem ser consideradas complexas e, por isso, quem opera o day trade é o trader. O trader é o profissional especializado na prática.

Arbitragem 

Nas operações de arbitragem, os investidores lucram a partir das discrepâncias nos preços dos mesmos derivativos em mercados diferentes. No entanto, além dos derivativos, essas operações podem envolver outros ativos, como ações e câmbio.

Uma estratégia básica da arbitragem é adquirir o derivativo ou ativo no mercado em que o preço encontra-se mais baixo e, assim, vendê-lo no mercado em que o preço está mais alto. 

Proteção

Por permitir a definição antecipada do valor de um ativo, usa-se o derivativo com finalidade de proteger o valor desse ativo de possíveis variações.

Ou seja, nesse caso usa-se o derivativo com objetivo de diminuir o impacto que alguma oscilação nos preços do mercado possa causar.

A opção de Copom como maneira de proteção

Tal proteção oferecida pelos derivativos é referenciada pelo termo hedge. Hedge (cobertura, em tradução livre) é uma estratégia utilizada para proteger uma carteira de investimentos da volatilidade dos ativos financeiros.

Nesse sentido, a tática tem como finalidade a cobertura de investimentos, sobretudo os de renda variável.

As opções de copom são uma forma para os investidores se protegerem contra as perdas financeiras que podem ocorrer diante das variações da taxa Selic

Exemplo de hedge na opção de Copom

Um agricultor que produz commodities agrícolas, por meio do contrato de Mercado futuro, pode garantir ou travar o preço das mercadorias em caso de oscilação nas cotações, com queda dos preços.

Isso porque, nesse contrato futuro, as duas partes podem acordar a compra e a venda de determinado ativo em uma data pré-estipulada, assim como um preço definido previamente. 

No entanto, o contrato pode ir sofrendo ajustes diários de acordo com as suas variações. Isso significa que os vencimentos ajustam-se durante o exercício do contrato.

O que é a taxa Selic Meta?

A taxa Selic é a taxa de juros básica da economia brasileira. Utiliza-se a Selic como instrumento da política monetária, assim como índice nas transações interbancárias. 

A taxa Selic Meta indica as condições econômicas do país. Por exemplo, quando a taxa sobe, todos os outros juros praticados no mercado também sobem. Isso afeta diversas operações financeiras que cobram juros, desde parcelar uma compra até contratar financiamentos.

Assim, a cada 45 dias, o Banco Central realiza a reunião do Comitê de Política Monetária com objetivo de estabelecer a meta para a taxa Selic.

Como a taxa Selic é estabelecida?

A taxa Selic é estabelecida pela análise de diverso fatores econômicos, como:

  • Nível de inflação;
  • Taxa de juros externa;
  • Importação e exportação;
  • Taxa de câmbio;
  • Produção industrial, endividamento, consumo e outros.

Dessa maneira, define-se a Selic por meio de votos numa reunião que conta com a participação dos diretores e presidente do banco central.

Como funciona o contrato de opção de Copom?

Após a definição do mercado sobre a expectativa de variação da taxa Selic Meta, os traders especulam sobre a variação na taxa definida na reunião do Copom.

O prêmio para essa especulação varia numa escala de 0 a 100 pontos. Sendo cada ponto equivalente a R$ 100,00, e cada strike equivalente a um cenário.

O que é prêmio?

Prêmio, no mercado de opções, trata-se do valor pago pelo titular (e recebido pelo lançador) para adquirir o direito de comprar, bem como vender o ativo pelo preço de exercício em data futura.

O que é Strike?

Strike, ou preço de exercício, é o preço que o titular paga (ou recebe) pelo bem em caso de exercício da opção.

O pagamento é do tipo “dinheiro ou nada”, em que somente o trader que acertar o valor correto, receberá o prêmio, enquanto os outros investidores perdem suas aplicações. Assim, o trader receberá 100 pontos.

Características do contrato de opção de Copom:

  • Vencimento: Dia útil subsequente à data de término da reunião do Copom;
  • Último Dia de Negociação: Dia útil anterior à data de vencimento;
  • Exercício: Automático no Vencimento.

Vale a pena investir em opções de Copom?

A princípio, vale destacar que as opções de Copom tratam-se de um investimento especulativo por se tratar de uma “aposta” sobre o valor da variação da taxa Selic determinada na reunião do Copom.

Além disso, qualquer pessoa física ou jurídica pode investir nessas opções. Um modo de fazer isso é cadastrar uma conta em uma corretora de valores que ofereça esse tipo de negociação. Essas operações podem ser feitas por meio do home broker.

Todavia, essa pode ser uma operação arriscada, visto a possibilidade do trader ter o seu investimento zerado pelo modo “dinheiro ou nada”.

Ademais, especular na bolsa requer um conhecimento avançado, por isso essas operações são realizadas por traders. Entretanto, também há oportunidade de receber altos rendimentos com as especulações. 
Sendo assim, a decisão de aplicar ou não com opções de Copom deve ser avaliada pelo investidor de acordo com o seu perfil e estratégia de investimentos.

O que é o Copom?

Copom é a sigla que abrevia Comitê de Política Monetária, órgão do Banco Central. O Copom tem como objetivo definir e acompanhar a política monetária do Brasil.

Para que serve a opção de copom?

O contrato de Opção de Copom é um instrumento que serve para a negociação de expectativas sobre a variação da taxa Selic Meta.

Como investir nas opções de Copom?

As negociações desses derivativos podem ocorrer por meio de uma corretora de valores, em que o investidor abre uma conta na instituição. Também é possível negociar opções de Copom pela plataforma digital da B3.

Acesso rápido

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Arthur Dantas Lemos

Arthur Dantas Lemos

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos