Home Blog PINE4: como lucrar com ações do Banco Pine?

PINE4: como lucrar com ações do Banco Pine?

pine4

O Banco Pine (PINE4) é um banco regional brasileiro que atua no setor financeiro. Além disso, a empresa se destaca por financiar e assessorar médias e grandes empresas.

Os papéis do PINE (PINE4) são negociados na bolsa de valores brasileira, conhecida como B3. Portanto, elas podem ser adquiridas por investidores que enxergam na empresa uma boa oportunidade de compra.

O que é o Banco Pine (PINE4)?

No setor bancário, o Banco Pine S.A (PINE4) foca no atendimento de longo prazo a clientes de grande porte e investidores, o que costuma chamar de “corporate bank”.

Fundado no ano de 1997, a empresa realizou sua Oferta Pública Inicial (IPO) em 2007, dez anos depois. O Pine foi o primeiro banco de seu porte a listar ações na Bovespa.

As ações do Banco Pine (PINE4) são negociadas pelo ticker PINE4. A empresa possui mais de 148,1 milhões de ações gerenciadas. Além disso, 36,2% das ações estão em Free Float.

Assim como o Banco Pine, também existem outros bancos que atuam no setor financeiro. São eles, por exemplo, o Banco BMG (BMGB4) e o Banco Pan (BPAN4):

  1. Banco BMG: em primeiro lugar, o Banco BMG atua como banco múltiplo, oferecendo, por exemplo, serviços e produtos para pessoas físicas e jurídicas. Sendo assim, para pessoas físicas se oferecem cartões consignados, crédito pessoal e seguros massificados.
  2. Banco Pan: em segundo lugar, o Banco Pan é uma instituição de médio porte, focado em pessoas físicas. Por isso, atua principalmente no segmento de crédito consignado. Ainda, oferece financiamento de veículos, seguros e cartão de crédito internacional.

Diante desse cenário, portanto, torna-se importante entender o histórico, trajetória e modelo de atuação do Banco Pine S.A (PINE4) para decidir se vale a pena investir na empresa.

O que faz o Banco Pine?

Em primeiro lugar, a principal atividade do Banco Pine (PINE4) é a oferta de serviços e produtos bancários. Portanto, seus principais produtos são, por exemplo:

  • Oferta de crédito;
  • Produtos de hedging;
  • Serviços de assessoria financeira;
  • Financiamentos de giro;
  • Antecipação de recebíveis;
  • Estruturação de dívidas;
  • Gestão de riscos financeiros de moedas;
  • Taxas de juros;
  • Fixação de preços de commodities.

Como o Banco Pine atua?

Junto com os produtos oferecidos, o Banco Pine também (PINE4) presta serviços de conta corrente, rotativos, cobranças, transferências, fianças, câmbio, comércio exterior, seguros e investimentos.

Além disso, o Banco Pine atua fortemente nos setores como, por exemplo:

  • Imobiliário e de construção civil;
  • Metalurgia;
  • Açúcar e etanol;
  • Energia;
  • Agronegócio;
  • Telecomunicações;
  • Transporte e logística.

Ações do Banco Pine (PINE4): como e onde negociar?

É possível comprar o ticker do Banco Pine (PINE4)na bolsa de valores brasileira, a B3. Portanto, as ações do Banco Pine podem ser negociadas por meio de plataformas digitais, como é o caso do home broker.

Além disso, a companhia possui ações ordinárias (PINE3 ON). No entanto, o acionista controlador do banco  concentra 100% delas.

Em segundo lugar, o Banco Pine possui ações preferenciais (PINE4 PN), que garantem a prioridade no recebimento de dividendos.

Portanto, para que o investidor possa comprar ações do Banco Pine, ele deve realizar a abertura de uma conta em uma corretora de valores de sua preferência. Vale lembrar que a corretora precisa ser credenciada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Depois disso, o investidor deve fazer uma transferência TED, com o valor direcionado para realizar os aportes. Por último, ele irá selecionar ações do Pine, mencionadas como PINE4 PN.

Características das ações do Banco Pine (PINE4)

pine42

Considerada um Micro Cap, a empresa tem todas as ações ordinárias concentradas no fundador Norberto Nogueira Pereira. Já as ações preferenciais são cerca de 20% de Norberto também, sendo o restante bastante pulverizado.

A classificação setorial do Banco Pine (PINE4), através das informações divulgadas pela B3, é: Financeiro / Intermediários Financeiros / Bancos.

Além disso, o segmento de listagem do Banco Pine na bolsa de valores é o Nível 2. Ele engloba empresas que possuem práticas de governança corporativa e que realiza a divulgação de informações adicionais em relação ao que é exigido pela lei vigente.

Por fim, o Banco Pine oferece Tag Along de 100% ON e 100% PN além de free float de 36,2%.

História do Banco Pine

Em primeiro lugar, a origem do Banco Pine volta à tradição da família Pinheiro no mercado financeiro, iniciada em 1939, com a fundação do Banco Central do Nordeste.

Em 1975, algumas décadas depois, Norberto Pinheiro torna-se um dos controladores do Banco BMC. Já no final do século, Norberto vende sua participação no BMC e funda o Pine.

10 anos depois, em 2007, a empresa realiza seu IPO e se torna o primeiro banco médio na bolsa de valores brasileira.

Em 2011, ocorre o aumento de capital com a participação do DEG. Além disso, em 2012, também cresce o capital com a participação da Proparco, controlador e administradores e, de novo, do DEG.

Já em 2016, conquista-se a completa profissionalização da gestão executiva. Em 2017 começa a digitalização do Banco, com o lançamento do Pine Online.

Por fim, em 2018, se tem uma nova equipe direcionada a empresas com faturamento abaixo de R$ 500 milhões.

Linha do tempo do Banco Pine

  • 1939: Fundação do Banco Central do Nordeste;
  • 1975: Norberto Pinheiro torna-se um dos controladores do Banco BMC;
  • 1997: Venda da participação de Norberto no BMC e fundação do Banco Pine;
  • 2007: IPO do Banco Pine;
  • 2011: Aumento de capital com participação do DEG;
  • 2012: Aumento de capital com participação do DEG, Proparco, controlador e administradores;
  • 2016: Completa profissionalização da gestão executiva;
  • 2017: Digitalização do Banco e lançamento do Pine Online;
  • 2018: Nova equipe direcionada a empresas com faturamento abaixo de R$ 500 milhões.

Como lucrar com as ações do Banco Pine (PINE4)?

pine43

Existem algumas formas de lucrar com os papéis do Banco Pine (PINE4) na B3. O investidor pode, por exemplo, obter lucros através da venda de suas ações por um preço mais elevado que o valor qual comprou.

Entre os cuidados a serem levados em conta pelo investidor, existe, por exemplo, a relevância de diversificar a carteira de investimentos, criando assim, uma carteira que possua renda fixa e renda variável. Portanto, o investidor pode se atentar à rentabilidade, liquidez e segurança da ação antes de comprar uma ação.

Além disso, possuir uma boa rentabilidade poderá vir a significar melhores oportunidade quando comparado a busca por uma por uma liquidez mais alta.

No entanto, todas essas escolhas vão depender dos objetivos do investidor. Sendo assim, ele poderá realizar investimentos de curto, médio e longo prazo.

Vale a pena investir nas ações do Banco Pine (PINE4)?

Em primeiro lugar, o Banco Pine (PINE4) oferece diversas modalidades de crédito. Além disso, possui profunda expertise nos segmentos que atua.

Como ponto positivo, a empresa tem uma carteira de crédito diversificada entre produtos e setores, permitindo o crescimento de receitas com a manutenção de baixos índices de inadimplência.

No entanto, um ponto negativo pode ser o fato da empresa não realizar o pagamento recorrente de dividendos. Isso porque muitos investidores procurar escolher empresas a partir desse critério.

Portanto, antes de comprar ações de uma empresa, é interessante realizar uma análise fundamentalista. Após fazer isso, por fim, será possível realizar uma escolha assertiva quanto às ações do Banco Pine (PINE4) e qualquer outra empresa da B3.

Quais as vantagens e desvantagens do PINE4?

A empresa tem como ponto positivo, por exemplo, uma carteira de crédito com baixos índices de inadimplência, no entanto, não realiza o pagamento de dividendos recorrentemente.

Qual é o segmento de listagem do PINE4?

O Banco Pine faz parte do Nível 2 na B3.

Qual é o Tag Along das ações do PINE4?

O Tag Along da ações são 100% PN.

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *