Pivotar: saiba se chegou a hora de mudar os rumos do seu negócio

pivotar

Ao enxergar dificuldades de desenvolvimento no modelo de negócio corrente e identificar oportunidades que o mercado ainda não vem ofertando com eficiência, pivotar pode acabar sendo a decisão mais inteligente e estratégica no empreendedorismo.

Mesmo que você não seja familiarizado com o termo “pivotar”, muitos negócios de sucesso utilizaram dessa estratégia. Por isso, entender essa tática e como ela vem sendo aplicada nos negócios é importantíssimo.

O que é pivotar?

Pivotar é um ter famoso no mundo dos negócios, especialmente entre as empresas que estão em estágios iniciais, que representa uma mudança na atividade principal e no modelo do negócio.

Portanto pivotar significa mudar de ramo do negócio, e isso pode acontecer por diversas razões.

Entretanto, é necessário entender primeiramente que não necessariamente pivotar negócio representa uma ação de desespero.

Pode significar, na verdade, uma boa análise da situação e projeção da empresa, e a partir disso, a identificação de uma oportunidade de mudança no modelo do negócio.

Quando pivotar faz sentido?

Empresas em desenvolvimento e principalmente startups estão sempre mudando suas estratégias em relação a diversas áreas do negócio.

Mas para pivotar startup, por exemplo, é necessário que ocorram mudanças sobre o modelo do negócio.

Pode-se dizer que é até comum que isto ocorra, já que com um maior conhecimento do mercado, público alvo, canais, entre outros setores relevantes, é possível que oportunidades de negócios melhores sejam achadas.

Pivotar pode ser uma boa ideia caso a gestão perceba alguns dos seguintes sintomas:

  • “Público qualificado” não precisa do produto;
  • Clientes com baixo entusiasmo em relação ao produto;
  • CAC constantemente elevado;
  • Negócio estacionar em estágio precoce.

Caso essas coisas ocorram, redirecionar o negócio pode ser uma ótima ideia, aproveitando todo o trabalho, informações e inteligência desenvolvida previamente pela empresa.

Além de entender quando pivotar, é necessário entender que nem todas situações negativas no negócio indicam uma necessidade de pivotagem.

Exemplos de negócios que tiveram sucesso ao pivotar

Fazer o pivot, como visto anteriormente, nada mais é do que mudar posicionamento da empresa de forma estratégica, para alcançar resultados melhores.

É possível arriscar que, a maioria das grandes empresas, em certo ponto do seu processo de desenvolvimento, passaram por um processo de redirecionamento do negócio.

Por isso, é interessante conhecer algumas das maiores empresas que souberam decidir o momento de pivotar e obtiveram muito sucesso.

Instagram

O Instagram, antes de ser como funciona nos dias de hoje, era chamado de “Burbn” e funcionava como uma plataforma onde você podia postar fotos, colocar filtros, check-in, criar planos para o fim de semana, mas tudo de uma maneira complicada.

Após algum tempo, os CEO’S da Burbn decidiram pivotar a empresa, e mudaram o nome para Instagram, versão limpa e de fácil utilização.

Starbucks

A Starbucks inicialmente vendia máquinas de café e sementes de café para seus clientes nas suas lojas.

Quando o CEO estava viajando pela europa, enxergou a possibilidade de transformar a Starbucks em uma cafeteria nos moldes europeus.

Após isso, a Starbucks passou a vender seus cafés na própria loja, criando uma ambiente agradável e que estimula o consumidor a ficar no estabelecimento por um bom tempo.

Portanto, é possível entender que pivotar seu negócio não necessariamente é um ato de desespero, mas sim uma identificação de melhores oportunidades, que podem tornar a empresa mais rentável.

Acesso rápido

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Arthur Dantas Lemos

Arthur Dantas Lemos

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Comentários:

Últimos artigos