PMEs: entenda quais são e como funcionam

pmes 2

As Pequenas e Médias Empresas, também conhecidas pela sigla PMEs, são responsáveis pela maior geração de empregos do país.

A grande maioria dos empreendimentos no Brasil se encaixam na categoria de PMEs. Por isso, elas possuem uma legislação diferenciada.

Mas o que são as PMEs?

pmes

No empreendedorismo brasileiro, as PMEs são negócios de baixo porte com uma quantidade limitada de funcionários e baixo faturamento.

Elas possuem estruturas bastante variadas. Alguns exemplos de pequenas e médias empresas são:

  • Padarias;
  • Escritórios;
  • Mercados;
  • Lanchonetes.

Elas representam cerca de 20% do Produto Interno Bruto e mais da metade dos empreendimentos geradores de emprego no Brasil.

O que caracteriza um negócio como PME?

Existem diversas classificações para definir uma pequena ou média empresa. Ela é feita baseando-se em:

  • Produção (Bens e Serviços);
  • Propriedade (Privada ou Estatal);
  • Dimensão (Pequena, Média ou Grande);
  • Forma Econômica (Indústria, Comércio ou Mista)

Faturamento das PMEs

Para ser uma pequena empresa, a instituição deve ter um faturamento anual entre R$360 mil e R$4,8 milhões.

Já para ser uma média empresa, o faturamento deve ser de R$4,8 milhões a R$300 milhões.

Limite de funcionários das PMEs

Para o setor de serviços ou comércio, existe um limite de até 49 funcionários para a Empresa de Pequeno Porte (EPP).  No setor industrial, o número máximo de empregados contratados é de 99 pessoas.

Já para a Empresa de Médio Porte (EMP), no setor de serviços ou comércio o número de empregados não pode ultrapassar 99 pessoas. No setor industrial, o limite passa a ser de 499 funcionários.

Como funciona o regime tributário das PMEs?

O regime de tributos das pequenas e médias empresas é enquadrado dentro de dois tipos, que se chamam:

  • Simples Nacional;
  • Lucro Presumido.

O Simples Nacional é mais direcionado para pequenas empresas e reúne todos os tributos em uma única guia. O chamado Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS) inclui:

A Receita Bruta para adotar esse sistema é de até R$3,6 milhões.

No regime de Lucro Presumido, o Imposto de Renda e a Contribuição Social sobre o Lucro são baseados em uma margem de lucro pré-determinada na lei.

Nesse caso, mesmo que a empresa obtenha um lucro maior, a tributação será aplicada somente na margem pré-fixada.

Geralmente, elas são de 8% para os setores industriais e de comércio, e 32% para o setor de serviços.

Quais as vantagens das PMEs?

Existem uma série de vantagens relacionadas às pequenas e médias empresas a sociedade de crédito para o microempreendedor e pequenas empresas. Isso porque elas são responsáveis por a maior geração de renda e empregos no Brasil.

Para um empresário, as PMEs são vantajosas por representar:

Essas empresas representam uma ótima oportunidade de desenvolvimento e reconhecimento profissional. Isso ocorre, pois a interação entre a equipe é bem maior com um quadro de funcionários reduzido.

Além disso, costumam ter um maior crescimento, o que gera constantemente novos empregos.

Quais as desvantagens das PMEs?

Mesmo apresentando diversas vantagens, um time reduzido pode representar ainda mais trabalho para a equipe.

Para os empresários, empresas menores, que geralmente são iniciantes, apresentam maiores riscos. Isso porque elas dependem ainda mais dos clientes e da situação atual do seu mercado de atuação.

Por isso, se você se interessa pelas PMEs, vale a pena analisar se elas se adequam aos seus interesses e sua condição financeira. Acompanhe a nossa carta do fundador com conteúdos diários e gratuitos!

Acesso rápido

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Arthur Dantas Lemos

Arthur Dantas Lemos

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos