Pré vendas: veja por que essa fase é tão importante para um negócio

pre vendas

O processo de venda de produtos e prestação de serviços em uma empresa acontece por diversos fatores. A pré-vendas é um deles. Essa prática faz com que o negócio conquiste mais clientes e, por consequência, aumente a margem de lucratividade.

O pré vendas, por mais que seja importante, nem sempre é utilizado pelas empresas. Essa negligência possibilita a perda considerável do potencial de consumidores da marca. Por isso, é preciso realizar a aplicação da preparação de venda.

De forma geral, o pré-vendas é uma função que gerencia e movimenta os leads. Ou seja, é o primeiro contato da empresa com o cliente. Nesse sentido, uma boa comunicação facilita o percurso que irá direcionar para o objetivo do pré-vendas.

Como funciona a fase de pré-venda?

pre-vendas-2

Fazer pré-vendas é um processo comercial que filtra os clientes e faz com que a efetivação da venda seja mais dinâmica, já que são enviados para o vendedor final apenas os melhores leads.

Através do processo de pré-vendas alguns fatores são beneficiados:

  • Diminuição do tempo de negociação;
  • Maior probabilidade de efetivação da venda;
  • Crescimento no faturamento.

As funções comerciais e técnicas precisam estar bem definidas. As técnicas se responsabilizam pela elaboração de soluções e as comerciais se responsabilizam pela qualificação dos leads e as ofertas das soluções desenvolvidas.

O pré-vendas é quase como uma modalidade para educar o cliente. Dessa forma, o consumidor é melhor direcionado para a compra da solução, sem ter grandes objeções.

Algumas qualidades necessárias para um bom processo de pré-vendas:

Quais são as etapas para a realização da venda?

pre-vendas-3

1. Prospecção

A prospecção serve para que haja definição de quem é o público-alvo. Ou seja, a criação das personas que tratam as características e informações necessárias dos clientes.

2. Pré-venda

A pré-venda ajuda a identificar quais serão os futuros consumidores do produto e otimiza as outras etapas de venda.

3. Abordagem

A abordagem é o primeiro contato com o cliente e precisa ser feito de forma sustentável. Ou seja, não causando sobrecarga no processo de vendas.

4. Negociação

A negociação é um processo que exige mais cuidado em sua execução. Já que nesse tempo os clientes e os vendedores já terão feito o primeiro contato. A negociação de valores, prazos e outros detalhes serão ajustados para a efetivação da compra.

5. Fechamento

O fechamento pode sofrer objeções. Por isso, é preciso entrar em acordo e repassar todas as informações da efetivação da venda.

6. Pós-venda

O pós-venda é a concretização do contato com o cliente. Dessa forma, é possível manter uma relação para outras oportunidades de venda.

3 técnicas de pré-vendas

1. Capacitar a equipe envolvida

A equipe precisa ter conhecimento sobre os produtos ou serviços que estão sendo oferecidos. Algumas outras técnicas também são necessárias para construir uma boa pré-venda, como o treinamento de uma boa comunicação e uma cultura de vendas.

2. Monitorar os relatórios de venda

Para saber os resultados que o processo está rendendo, é preciso monitorar os históricos e contextualização das vendas do grupo. Isso possibilita o aperfeiçoamento de ações e mudança de estratégias, caso seja necessário.

3. Qualificar o produto ou serviço

Analisar os concorrentes e ter conhecimento sobre o próprio produto/serviço é essencial para atender os clientes e entender quais são os possíveis desafios de venda.

Por isso, o processo de pré vendas é necessário para otimizar as qualidades da estrutura da comercialização da empresa. Para mais dicas como essa, assine nossa newsletter no WhatsApp e receba ainda mais conteúdos gratuitos!

Acesso rápido

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Arthur Dantas Lemos

Arthur Dantas Lemos

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos