Previsão de faturamento: saiba como fazê-la para o seu negócio!

previsao de faturamento

O cenário em que se encontra em um negócio é determinante, e apresenta realidades como: a situação econômica e os hábitos de consumo. Esses fatores podem interferir diretamente no lucro de uma empresa e isso pode ser medido a partir da previsão de faturamento.

A previsão de faturamento funciona como um indicativo de quanto será ganho e despendido por um negócio ou empresa em um momento determinado.

Dessa forma, é pautado em medir a lucratividade. Além disso, é possível prever o faturamento eventual ou de período específico.

Então, previsão de faturamento é todo e qualquer mecanismo utilizado para prever qual será o faturamento de determinada ou negócio.

Geralmente, reflete sobre: a renda, ROI (retorno sobre investimento), capital que será compensado futuramente, despesas, gastos e o mercado.

Como fazer uma estimativa de faturamento?

A projeção de vendas permite um vislumbre na possível rentabilidade que o negócio apresentará. Ou seja, é uma forma de gestão mais segura e eficaz, pois, proporciona o controle das perdas e aprimoramento pautado no aumento das vendas.

Agora, sobre a estimativa em si, tem como base o faturamento ou receita.

Por conta disso, está sujeita a alterações de acordo com fatores externos, mudanças de comportamento de consumidores, crises na economia, juros, inflação e concorrência.

Contudo, para estabelecer estimativa de faturamento de forma mais crível, é importante analisar as seguintes etapas:

  • Como está o consumidor-alvo em relação ao produto, serviço ou solução em questão?
  • Quais são os custos fixos, despesas e ganhos da empresa?
  • Como está o mercado em relação ao setor em que a empresa atua?
  • Como está a concorrência?
  • O calendário está de acordo com os períodos de sazonalidades, festividades, feriados e dias úteis;
  • A empresa está realizando o acompanhamento dos clientes fidelizados? Se sim, esse cliente compra quanto por determinado período calculado? Qual é a previsão para ele e para os 20% dos melhores clientes?

Além disso, fazer uma projeção de faturamento vai além dessas premissas da estimativa, representa que a empresa está preparada para lidar com adversidades.

Por exemplo, ao invés de esperar que os problemas surjam, esse preparo prévio pode acabar por já: cogitar soluções.

Portanto, seguindo por essa perspectiva, aquilo que constitui um bom planejamento financeiro é justamente, fazer a previsão de vendas.

Práticas indispensáveis para fazer estimativa de faturamento

  • Estabelecer linhas de comunicação entre as partes da empresa, quão melhor integrado, mais facilmente será de angariar os dados e certificá-los;
  • Não confundir o fluxo de caixa com a receita gerada, o fluxo poderá ser gasto eventualidades, custos fixos e também ser utilizado como capital de giro. Ou seja, não representa aquilo que foi efetivamente lucrado;
  • Conhecer bem as entradas e saídas, dessa forma, terá um controle de quais recebimentos irão ser compensados, se há incongruências ou se existe momentos em que será preciso remanejar verbas para atender os prazos e gastos;
  • Pensar cenários é uma forma de tentar antecipar não somente tendências, como também, se a virada politica ou econômica afetará positivamente ou de forma negativa o negócio, e, portanto, antecipar o “pensar em soluções”;
  • Após o levante de dados e realização de traçados, para garantir que nada passe despercebido, é crucial monitorar e fazer reajustes se necessário.

Quais são os impactos que previsão de faturamento?

Um bom modelo de previsão de faturamento leva em consideração tópicos básicos da área financeira de uma empresa, mas não somente, isso.

O próprio relacionamento com clientes e como o mercado está agindo no momento, podem impactar diretamente na gestão do negócio e deve ser respaldado pela previsão.

É justamente essa a importância da previsão de faturamento, por que a previsão pode exercer impactos positivos no planejamento e no faturamento de uma empresa. Por isso, entre as vantagens da previsão de faturamento estão:

  • Identificar lacunas no fluxo de caixa que poderiam gerar endividamentos desnecessários, e dessa forma, precaver antes que eles, de fato, ocorram;
  • Organizar contas a receber e com isso, determinar quais porcentagens podem ser aplicadas para reinvestimentos e quais serão consideradas como lucros efetivos;
  • Acompanhar os gastos e manter-se dentro do orçamento planejado;
  • Conhecer períodos de venda para convergir potencialização e não gastar desnecessariamente com períodos mornos ou de baixas vendas (também é válido o contrário a depender da situação, marca e empresa).

Por fim, a previsão de faturamento é um instrumento gerencial para antecipar problemas de endividamento e liquidez de uma empresa ou negócio. Nessa proporção um bom planejamento financeiro estará mais fidedigno a realidade, consequentemente, permitirá a empresa guiar-se e gerar, efetivamente, mais lucro.

Acesso rápido

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Arthur Dantas Lemos

Arthur Dantas Lemos

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos