Comprar produtos importados para revender é um bom negócio?

produtos importados para revender2

Com as facilidades trazidas pela expansão do e-commerce, comprar produtos importados para revender se tornou uma prática viável e que pode ser bastante rentável.

Claro, para ter sucesso comprando produtos importados para revender, assim como em qualquer modelo de negócio, é necessário um estudo aprofundado acerca de todas questões relevantes para colocar o negócio em prática.

Para quem gosta de trabalhar com flexibilidade e autonomia, comprar produto importados para revender pode ser uma ótima forma de começar um negócio rentável, gerar renda e aprender sobre o mercado de bens e serviços em geral. Ou seja, uma forma de exercitar o empreendedorismo.

Como comprar produtos importados para revender?

Para revender produtos importados, existe uma série de precauções e estudos de mercado que devem ser feitos para garantir o bom funcionamento e desenvolvimento do mercado.

Por isso, para entender como comprar produtos importados para revender, é necessário estar atento a alguns pontos.

Questões legais

As questões burocráticas e fiscais, sem dúvidas, são as mais desencorajadoras para quem está pensando em abrir um negócio relacionado a importar produtos.

No Brasil, existem produtos que, a depender do modelo de importação, as taxas podem chegar a ser quase o valor do produto!

Por isso, mesmo que um produto tenha uma margem de lucro atrativa, é necessária uma análise sobre as questões legais e burocráticas.

Logo, ao escolher ao decidir entre produtos importados para revenda, deve-se estar atento às questões legais da mercadoria específica, já que as regras podem variar de acordo com o produto.

Conheça o seu mercado consumidor

Ao encontrar um produto interessante para importar para revender, deve ser feito um estudo sobre o mercado consumidor que irá consumi-lo.

Para poder fazer um negócio escalável, é necessário atingir o maior público possível, o que só pode ser feito minimizando o custo de entrega e fazendo um bom trabalho de marketing para atingir um grande público qualificado.

Por isso, ao decidir com quais produtos trabalhar, é recomendado desenvolver uma boa estratégia de atração do público qualificado e logística do produto.

Escolha a melhor forma de importação

Quem quer ter sucesso com um negócio, independentemente do segmento de mercado, é necessário minimizar os custos a fim de maximizar seus lucros.

Portanto para trabalhar com importados para revenda, é necessário conhecer as principais formas de importação e suas vantagens.

  • Importação direta: modelo tradicional, onde os produtos são comprados do fornecedor para serem estocados. Não é muito indicado por ter altas taxas e necessidade de espaço para armazenamento dos produtos;
  • Importação por trading: neste modelo de importação, ao receber um pedido de determinado produto por um cliente, você deverá contatar a empresa que fará o trading, que por sua vez, irá viabilizar a compra do produto. Apresenta vantagem em relação a importação direta já que não há necessidade de estoque, entretanto ao agrega ao seu custo o preço do trading;
  • Dropshipping: ao fazer uma venda de determinado produto, no modelo dropshipping, você deve contatar a empresa fornecedora, que irá entregar o produto diretamente para o seu cliente. Essa pode ser a forma mais barata, prática e viável de iniciar um comércio digital.

Presença digital

A presença forte digital para esse tipo de negócio é extremamente necessário, tanto para atrair clientes quanto para viabilizar a venda e entregas de produto.

Portanto, não economize em pontos essenciais para o funcionamento do negócio:

  • Ter um bom site;
  • Redes sociais;
  • Investimento em marketing;
  • Logística eficiente.

Esses são alguns dos pontos que poderão fazer você se diferenciar dos demais revendedores de produtos importados e alcançar o sucesso com as vendas.

Vale a pena trabalhar com importados para revender?

Muitos se perguntam se vale a pena importar para revender, entretanto, esta resposta depende diretamente do que vai ser vendido e de como será vendido.

Todos os pontos citados acima, se analisados e desenvolvidos da melhor maneira, podem viabilizar a execução do negócio e levar o empreendedor ao sucesso com vendas.

Além disso, para valer a pena todo esse esforço, é necessário estar atento a apenas importar produtos legalmente e vendê-los atentando-se aos custos operacionais e taxas.

Portanto, trabalhar com produtos importados para revender, se feito de forma inteligente, pode ser uma ótima forma de construção de renda e início de um negócio de muito sucesso. Para mais conteúdos como esse, assine nossa newsletter!

Acesso rápido

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Arthur Dantas Lemos

Arthur Dantas Lemos

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos