Remarketing: entenda como essa estratégia pode ajudar seu negócio!

remarketing

Muitas pessoas percebem que, após acessar algum site, começam a surgir anúncios sobre conteúdos a ele relacionados. Apesar do que se pensa, isso não é uma coincidência, mas sim, uma forte prática do marketing digital entrando em ação, conhecida como: remarketing.

Com o remarketing, as empresas conseguem alcançar maiores vendas através de um segundo contato com um possível cliente.

O que é remarketing?

remarketing

O retargeting, chamado de remarketing pelo Google, é uma das ferramentas com maior potencial no mercado digital atual. Ela é utilizada para aumentar a conversão de consumidores para clientes.

Segundo um dado do Google Adwords, mais de 90% dos usuários de lojas virtuais não compram na primeira visita.

Por isso, torna-se interessante para as empresas a implementação do retargeting, que possibilita um segundo contato com potenciais clientes.

Essa técnica de publicidade consegue transmitir uma maior confiança para a empresa. Assim, é possível retomar a atenção do usuário e transformá-lo em cliente.

Qual o objetivo do remarketing?

As estratégias de remarketing possuem o objetivo de fazer a marca ou produto continuarem aparecendo para um usuário.

Isso resulta em uma boa obtenção da confiança do cliente e na conversão do seu interesse em uma compra.

O retargeting é desenvolvido através do processo funil de vendas, que funciona da seguinte maneira:

  1. Percepção da marca: o cliente busca sobre um produto, desejando ou não fazer uma compra;
  2. Consideração: após ter conhecimento do produto de certa marca, a compra começa a ser cogitada. Por conta disso, o usuário procura pelo mesmo produto em diferentes lojas em busca de oportunidades;
  3. Compra: após decidir pelo produto de certa marca, o cliente finaliza a compra;
  4. Fidelização: a marca tem como objetivo a conversão do cliente para novas compras.

Dessa maneira, quando bem implementado, ele consegue impulsionar o número de vendas eliminando as inseguranças dos usuários.

Mas, como funciona o remarketing?

Logo após acessar uma página de uma marca ou loja virtual, o consumidor tem seu acesso registrado no computador. Isso é feito através de um cookie, uma espécie de carimbo digital.

Com isso, a ferramenta de remarketing consegue direcionar anúncios do site acessado ou de outros semelhantes.

Isso porque o usuário demonstrou interesse sobre o produto ou serviço através de sua pesquisa e acesso, se tornando um sinal de compra.

Os anúncios continuam aparecendo para o usuário por um período de tempo variado, de acordo com as configurações selecionadas.

Algumas ferramentas que oferecem o remarketing são:

  • Google;
  • AdRoll;
  • ReTargeter;
  • FetchBack.

Existem também empresas que optam por diferentes estratégias de remarketing, voltadas ao branding.

Nesse caso, após o acesso, os anúncios direcionados não possuem a intenção de vender, mas sim de fortalecer a confiança da marca.

Dessa maneira, a conversão do retargeting se torna de médio ou longo prazo, mas resulta em uma boa fidelização do cliente.

Qual a importância do retargeting para as vendas digitais?

Muitos carrinhos de compras online são abandonados por conta da insegurança e indecisão de consumidores.

Por conta disso, o retargeting oferece uma forma de impactar novamente os clientes, reapresentando o produto e reforçando a marca.

A vantagem do remarketing  é que, ao contrário dos anúncios tradicionais, ele é focado em potenciais clientes. Assim, com uma maior frequência de exibição, ele consegue um número bem superior de conversões.

Por isso, vale a pena implementar as estratégias de remarketing no seu negócio digital. Para mais conteúdos acompanhe a nossa carta do fundador, com insights valiosos todos os dias!

Acesso rápido

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Arthur Dantas Lemos

Arthur Dantas Lemos

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos