Home Blog Reserva de emergência: saiba como começar!

Reserva de emergência: saiba como começar!

reserva de emergencia

Muito se tem falado ultimamente sobre a reserva de emergência, especialmente quando o assunto é saúde e educação financeira. Entretanto, existem muitas dúvidas acerca da reserva.

Com a reserva de emergência é possível estar preparado para os acontecimentos inesperados que requerem nosso dinheiro. Por isso, é importante aprender como começar a criar a sua.

A reserva de emergência é uma quantia de dinheiro que fica guardada para possíveis imprevistos. Desemprego, problemas de saúde, assalto e conserto de carro são exemplos de situações inesperadas.

Como fazer uma reserva de emergência?

reserva-de-emergencia-2

Para iniciar seu fundo de emergência é preciso se planejar e organizar o orçamento. Por isso, o primeiro a fazer é perceber possíveis hábitos que impeçam sobrar dinheiro ao longo dos meses.

Pesquise sobre controle financeiro

Antes de começar a juntar dinheiro, você precisa parar de gastar suas finanças sem necessidade. Existem algumas dicas sobre controle financeiro para isso:

  • Priorizar o pagamento das contas e dívidas;
  • Pagar à vista;
  • Sair com pouco dinheiro;
  • Adotar um estilo de vida proporcional à sua renda.

Ao cortar gastos desnecessários fica mais fácil sobrar dinheiro do seu salário. Entretanto, sua reserva precisa ser uma prioridade assim como as contas e dívidas.

Descubra o valor da sua reserva de emergência

Uma das maiores dúvidas no início do planejamento é: qual o valor da reserva de emergência?

Simples, o valor da reserva de emergência é seis vezes o valor do custo de vida. É preciso destacar que custo de vida é bastante diferente de salário.

Enquanto o salário é o valor que você ganha por mês, o custo é o valor que você gasta para viver em seu padrão de vida todo mês, incluindo:

  • Gastos fixos;
  • Gastos extras;
  • Gastos supérfluos;
  • Gastos extras.

Após realizar seu orçamento mensal, é só multiplicá-lo seis vezes. Assim, se uma pessoa ganha dois mil reais por mês e gasta mil e quinhentos, o valor necessário para sua reserva de emergência é nove mil reais.

O que fazer para começar?

Se você possui dívidas, antes de começar a poupar, é preciso limpar seu nome. Dependendo dos casos, não vale a pena juntar dinheiro antes de pagar débitos, já que os juros de investimentos de renda fixa possuem rendimentos menores que os juros das dívidas.

Entretanto, a situação é diferente se você está com o nome limpo e pronto para dar o primeiro passo para sua transformação financeira.

O primeiro passo é poupar a partir do primeiro salário. Com isso, logo ao receber, separe o valor destinado à sua reserva. Geralmente é indicado que seja no mínimo 10% do seu salário. Dessa forma, alguém que ganhe dois mil reais demoraria 45 meses para criar seu fundo de emergência.

Uma forma de adiantar esse processo é separando uma porcentagem ainda maior e, com o décimo terceiro salário, investir uma parcela ainda maior.

 

Onde começar a juntar a reserva de emergência?

Uma boa alternativa para quem quer saber onde investir a reserva de emergência é o Tesouro Selic. Isso acontece por ele sempre ter um rendimento maior que a poupança. Entretanto, o mais importante é achar um bom fundo de investimento com bons rendimentos.

Os investimentos com liquidez diária são obrigatórios para quem precisa investir sua reserva de emergência. Ou seja, ele garante a retirada diária do dinheiro, essencial caso a situação inesperada ocorra.

Para quem tem medo da palavra investimento é preciso também entender o que são os fundos de renda fixa. Esse tipo de reserva, ao contrário dos investimentos na bolsa de valores, possuem uma grande estabilidade de rendimento dos juros compostos. Ou seja, ao colocar um valor, já é possível fazer uma simulação de quanto ele renderá por dia e ao final do prazo.

Quando usar a reserva de emergência?

Só se deve utilizar a reserva de emergência para situações realmente importantes. Compras extras, portanto, claramente não são interessantes como uso do fundo emergencial.

Cada um sabe qual sua verdadeira necessidade inesperada, portanto é preciso ter sabedoria para não gastar todo o dinheiro com bobagens.

Por que a reserva de emergência é importante?

A reserva de emergência é importante para prevenir surpresas desagradáveis. Pessoas  que superendividam e precisam de uma certa quantia de dinheiro rápido. Nesse caso, a reserva serve como auxílio e até mesmo previne novas dívidas. Evite isso ao se organizar, utilize por exemplo, a nossa planilha planejador financeiro mensal.

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *