Passo a passo para sair das dívidas de uma vez por todas

sair das dividas

Sair das dívidas é o sonho de muitos brasileiros. Porém, não é algo fácil, a depender do nível de endividamento que a pessoa se encontra. Planejamento e disciplina são essenciais para tirar as contas do vermelho.

Muitas vezes, o desespero bate e fica difícil colocar a cabeça no lugar para montar um plano de ação efetivo. Sendo assim, toda ajuda é válida quando se trata de alcançar o objetivo de sair das dívidas, não é verdade?

Por isso, é necessário ser racional para se organizar e, finalmente, quitar os débitos. É difícil, mas não é impossível, principalmente se você seguir o passo a passo para sair das dívidas. E se livrar delas de uma vez por todas!

Passo 1: Anote todos os seus gastos

Primeiramente, você precisa saber exatamente como, quando e quanto você está gastando. Ter controle dos percentuais que você investe em cada gasto é essencial para começar a organizar sua vida financeira.

No começo vai ser um pouco difícil, mas a tecnologia pode te ajudar com isso por meio de planilhas e aplicativos nos quais você pode registrar todos os gastos e compras.

Passo 2: Calcule todas as suas dívidas

Agora que você tem o controle dos gastos, calcule todas as suas dívidas e liste-as, dando prioridade as que têm maiores taxas de juros e devem ser pagas o mais rápido possível.

A partir disso, crie metas para quitá-las. Lembrando que uma meta precisa ser:

  • Específica: ter delimitação.
  • Mensurável: ser possível identificar se foi alcançada ou não.
  • Alcançável: possível de realização.

Por exemplo: se o seu objetivo é pagar todas as dívidas até o final do ano, crie um plano de ação e estratégias para alcançá-lo. “Em quanto tempo e qual o valor mensal que preciso para atingi-la?”, são questões que devem ser levadas em consideração.

Passo 3: Faça um planejamento financeiro

Com ciência de todas as dívidas e do quanto você precisa para pagar suas contas mensais (aluguel e feira, por exemplo), você vai desenvolver um planejamento financeiro.

Corte os chamados “gastos invisíveis”, que nem percebemos no dia a dia, mas que nos deixa um rombo no orçamento – como aquela luz do quarto que ficou acesa mesmo depois que você saiu do quarto, por exemplo.

Adeque-se a sua realidade financeira e viva de acordo com ela. Essa etapa é muito importante pois é a partir dela que os seus sonhos começam a serem construídos.

Passo 4: Converse com a sua família

Toda a família deve estar envolvida na organização do planejamento e nas estratégias para quitação das dívidas.

Além dos membros da casa poderem contribuir com ideias para a execução da meta, é importante que saiba a realidade das finanças da casa – especialmente se você tem filhos. Esta também é uma forma de ensinar educação financeira.

Dessa forma, a rede de apoio formada pelas pessoas mais próxima dará o incentivo necessário para levar os objetivos a frente. Afinal, tem algo melhor do que dividir nossas vitórias com que mais amamos?

Passo 5: Compre tudo em dinheiro (e à vista)

O cartão de crédito nos dá uma falsa sensação de que não estamos pagando pela compra, já que não vemos o dinheiro, literalmente, saindo. Por isso, se você está aprendendo a se relacionar de maneira saudável com o seu dinheiro, saque-o e o use apenas o que tem na carteira.

A explicação é simples: vendo as notas saindo a cada pagamento, temos a sensação de que o nosso suado dinheirinho está indo embora e damos mais valor a ele. Além disso, muitos estabelecimentos oferecem descontos em compras à vista.

sair das dividas 2

Passo 6: Pesquise antes de comprar algo

Comprar algo sem pesquisar o preço do mesmo item em outra loja nunca mais! E esta é uma dica que serve para todos os consumidores.

Quanto mais caro for o valor da sua compra, mais se faz necessário a pesquisa de preço. O ideal é que você compare o valor daquilo que deseja comprar em, pelo menos, três lojas diferentes.

A internet pode te ajudar com isso: há vários sites que fazem comparação de um mesmo produto em diferentes estabelecimentos, como o Zoom e Buscapé.

Passo 7: Busque maneiras de gerar renda

Você já fez todo o planejamento financeiro e está economizando dinheiro, mas, ainda assim, falta muito dinheiro para conseguir quitar as dívidas. A solução é buscar alternativas de renda extra.

Nas horas livres depois do expediente e até no final de semana você pode dedicar seu tempo a uma atividade que te garanta um dinheiro a mais no fim do mês. Vender doces, artesanatos ou consultoria em uma área do seu conhecimento… as possibilidades são muitas!

Passo 8: Negocie as dívidas

Nessa etapa, use todos os seus conhecimentos de persuasão e barganha. Negociando suas dívidas, você vai conseguir pagá-las por um preço menor e mais rapidamente.

Inclusive, diversas instituições financeiras oferecem descontos para quem pode pagar à vista. Também é importante que você dê prioridade às dívidas que têm taxas de juros mais altas para que não virem uma verdadeira avalanche na sua vida financeira.

Passo 9: Inicie uma reserva de emergência

Depois organizar sua vida financeira, gerar renda extra e quitar suas dívidas, é hora de investir no seu futuro.

A reserva financeira é essencial para que você não volte a contrair dívidas, afinal, é ela que vai assegurar o pagamento das suas contas num momento inesperado, como demissão ou emergência de saúde.

Sendo assim, inclua um valor mensal que deve ser depositado nessa reserva. A dica é não esperar “sobrar” dinheiro, pois nunca sobra. Então, separe o valor assim que receber o seu salário ou pagamento.

A reserva de emergência deve ter, pelo menos, o valor referente a seis meses do seu custo de vida. Se você for autônomo, então, a reserva deve ser de um ano.

Passo 10: Celebre as suas conquistas

Todo o caminho para o sucesso financeiro não é fácil. Por isso, não esqueça de comemorar todas as suas conquistas, sejam elas grandes ou pequenas! Esse é um fator importante para te impulsionar a alcançar os seus objetivos.

Você pode se presentear a cada meta alcançada. Por exemplo: “quando eu quitar certa dívida dentro do prazo estabelecido por mim, vou comemorar em um rodízio de sushi”. Apenas tenha cuidados com exageros e bonificações excessivas.

Esperamos ter te ajudado a ressignifcar a sua relação com o dinheiro, para que ele seja um meio de realização de sonhos e não de noites mal dormidas. Agora, sair das dívidas só depende de você. Então, mãos à obra!

Acesso rápido

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Arthur Dantas Lemos

Arthur Dantas Lemos

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos