Home Blog Seguro para celular vale a pena? Saiba mais!

Seguro para celular vale a pena? Saiba mais!

seguro para celular 2

Com o crescimento no número de smartphones por habitante, o volume de procura por um seguro de celular tem aumentado a cada ano. O seguro pode ser uma boa prática de educação financeira, caso seja em conta, condizente com a realidade da pessoa e se o aparelho realmente for muito caro.

Contratar um seguro para celular pode evitar diversas dores de cabeça em casos inesperados. Já que, apesar de cada vez mais caros, os smartphones costumam ser bastante frágeis. Além disso, o Brasil é um país em que o assalto ainda tem taxas alarmantes.

O seguro para celular é a garantia de proteção para o aparelho em diferentes tipos de danos. Com ele, é possível receber o valor do reparo do aparelho em alguns casos ou até mesmo um novo celular substituto no modelo do anterior.

Como funciona o seguro para celular?

Com diversos celulares custando até mais que alguns automóveis, eles acabam sendo visados por ladrões. Para o consumidor não sair no prejuízo, existe a franquia de seguro para celular.

Os planos variam de acordo com o modelo ou valor do smartphone, a cobertura escolhida e o tempo de garantia.

Entre os diferentes tipos de seguro para celular, estão:

  • Seguro contra queda de celular;
  • Seguro contra líquido;
  • Seguro contra roubo de celular.

Como fazer o seguro de celular?

Quem precisa saber como fazer um seguro para celular deve estar atento aos locais onde é possível fazer a contratação. Atualmente, esse tipo de plano é oferecido pela operadora logo após a compra nas lojas. Entretanto, é possível também encontrar empresas especializadas no seguro de smartphone.

Várias seguradoras possibilitam a contratação online. Por isso, ao possuir dúvidas sobre a cobertura do seguro para celular, o cliente precisa estar atento, pois ela representa o tipo de proteção do aparelho.

Essas franquias de seguro possuem alguns critérios para a contratação:

  1. Celulares assegurados devem ter no máximo 12 meses de uso;
  2. É preciso possuir a nota fiscal do aparelho;
  3. No caso de importação, o comprovante de compra no exterior é exigido;
  4. Cada contrato possui seu nível de cobertura.

Por isso, é preciso escolher a operadora que ofereça a proteção de acordo com suas necessidades.

Tipos de coberturas

O nível de proteção do seguro para celular varia dependendo de cada contratação. Por isso, antes de aceitar um plano, deve-se esclarecer todas as dúvidas com a seguradora sobre o nível de cobertura do contrato.

A cobertura vai aumentando de acordo com o tipo de smartphone e valor do seguro. Conheça alguns tipos:

Seguro contra roubo

O seguro contra roubo é tipo mais básico, garante a indenização em casos de assaltos com ameaça verbal ou física, como com arma ou faca, por exemplo.

Seguro contra furto qualificado

O furto qualificado é classificado como aquele em que a constatação do roubo vem após o incidente. Assim, bolsa rasgada e vidro do carro quebrado são alguns dos tipos de furto cobertos por esse tipo de plano.

Seguro contra quebra acidental

Um tipo mais sofisticado de cobertura, serve para a quebra por acidentes comuns como a queda. Entretanto, em casos em que existe a chance de conserto, o aparelho é enviado para uma assistência indicada pela seguradora. Já em casos irreparáveis, é possível conseguir a indenização completa.

Apesar do conserto poder ocorrer mais de uma vez, é preciso lembrar que o valor total deles não pode ultrapassar o da indenização definida no contrato.

Seguro contra queda de líquido

Para os tipos de cobertura mais abrangentes, existe a possibilidade da indenização por queda em água, queda de líquido no aparelho, oxidação ou exposição à umidade.

Entretanto, esteja atento aos casos em que o seguro geralmente não efetua a indenização. Esses casos geralmente estão relacionados ao mau uso do aparelho:

  1. Furtos simples;
  2. Perda ou esquecimento.

Em situações de furto sem evidências claras ou de esquecimento do aparelho, geralmente, a seguradora garante a cobertura do seguro.

Como acionar o seguro para celular?

Ao entrar em contato com a seguradora para fazer a solicitação da indenização, o cliente deve possuir alguns dados:

  • Documentação do aparelho ou número de IMEI (conseguido através do número: *#06#);
  • Registro do boletim de ocorrência do furto.

Quando ocorre a necessidade de abertura do sinistro, ou seja, o acionamento do seguro, é efetuada a cobrança da chamada franquia de seguro para celular.

Essa taxa é padrão de todas as seguradoras e varia de acordo com cada aparelho. Diferentemente do valor do seguro, ela fica entre quinze a vinte e cinco por cento do valor do celular. Ela é descontada diretamente da indenização recebida após o acionamento.

Além disso, a indenização, dependendo de cada seguradora, pode ser no valor de mercado do aparelho ou na forma de reposição de um modelo similar.

Valor

O valor do seguro recomendado não deve ultrapassar dez por cento do preço total do aparelho e se torne uma dívida alarmante. O preço de mercado é obtido através da nota de compra e do tempo de uso do aparelho.

É preciso estar atento também ao período de carência do contrato. Ele, que costuma ser de trinta dias, representa o tempo inicial em que o seguro ainda não efetua a cobertura do aparelho.

Outro termo importante é a vigência. Ele significa o período em que o seguro é válido e costuma ser de até dois anos, além disso, é preciso verificar os preços na hora da renovação de seguro.

Assim, se o seguro para celular se mostra como uma boa alternativa para evitar prejuízos inesperados, procure uma seguradora. E, é claro, não esqueça de ficar atento às condições do contrato de cobertura e às taxas existentes. Deseja mais conteúdos? Acompanhe a nossa carta do fundador com insights diários!

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *