SMAC11: descubra tudo sobre o ETF das Small Caps!

SMAC11 1

O SMAC11 refere-se a um ETF (Exchange Traded-Fund) que possui negociação na bolsa de valores brasileira, a B3. Esse ETF busca replicar o Índice de Small Caps, que oficialmente chama-se “It Now Small Fundo Índice”. Além disso, criou-se o SMAC11 no ano de 2020, pelo Itaú.

Diante disso, é válido ressaltar que as Small Caps, são as empresas que possuem uma baixa capitalização e são negociadas na bolsa. Dessa maneira, são bastante procuradas devido ao grande potencial de valorização, sendo uma questão expressiva para investidores realizarem investimentos no SMAC11

Como funciona o SMAC11?

De início, realiza-se uma ressalva referente aos ETFs, eles são definidos como fundos de índices que comercializam ações ou títulos de renda fixa. 

Além disso, é importante destacar que esses fundos buscam replicar índices.

Sendo assim, o SMAC11 mais conhecido pela sigla SMLL, replica o índice de Small Caps da B3, ou seja, a composição do ETF decorre das empresas que compõem esse índice. 

Entretanto, ressalta-se que para fazer parte desse tipo de fundo, é importante que alguns critérios sejam seguidos como, por exemplo:

  1. As ações não podem estar classificadas como “penny stocks” como menciona as regras da B3;
  2. Precisa-se negociar pelo menos uma vez em todos os pregões dos últimos 12 meses as ações.

Dessa forma, configura-se a composição do ETF por mais de 65 empresas que buscam compor o índice.

Características relevantes sobre o SMAC11

Dentre as principais características referentes ao SMAC11 que se destacam, estão: 

  • Nome: It Now Small Fundo Índice;
  • Índice de referência: Índice BM&FBOVESPA Small Cap;
  • Taxa de Administração: 0,050% ao ano;
  • Classe do ativo: Ações.

Como funciona o Índice Smll?

O Índice SMLL resulta como indicador de desempenho médio referente às cotações dos ativos associadas a uma carteira organizada com empresas de representatividade de capitalização, quando comparado a empresas que estão listadas na B3.

Assim, o Índice Smll é um índice de retorno total composto por ações e units de companhias que estão listadas na B3, geralmente, definidas como Small Caps. 

Composição do SMAC11

Realiza-se a composição do SMAC11 por mais de 70 empresas. Por isso, entre as principais, estão: 

  • Eneva (ENEV3);
  • Azul (AZUL4);
  • Petro Rio (PRIO3);
  • Yduqs (YDUQ3);
  • Locaweb (LWSA3);
  • Qualicorp (QUAL3);
  • Locamerica (LCAM3);
  • Fleury (FLRY3);
  • IRB Brasil (IRBR3);
  • BR Malls (BRML3).

Qual a rentabilidade do SMAC11?

Por ser um ETF recente, o SMAC11 ainda não apresenta um histórico de rentabilidade para verificação de mercado econômico. 

Quais as diferenças entre o SMAC11 e o SMAL11?

SMAC11 2

Apesar do SMAC11 ser bastante conhecido como o ETF que realiza a replicação do índice de small caps na B3, ele não é o único. 

Dessa maneira, além do SMAC11, existe também, o SMAL11 que realiza uma cobrança de taxa de administração idêntica ao SMAC11 sendo essa referente a 0,5% ao ano. 

Por fim, o SMAL11 possui, no máximo, 30% do portfólio destinado ao aluguel de papéis, já o SMAC11 autoriza que até 50% do fundo seja utilizado para esse tipo de operação. 

Como investir no SMAC11?

Primeiramente, ressalta-se que todas as pessoas físicas comuns (PFC) conseguem realizar a aquisição de ETFs no mercado de investimentos. 

Dado que, todas as cotas associadas ao índice SMAC11 estão listadas na bolsa de valores brasileira, a B3. 

Logo após, recomenda-se que se realize a abertura de uma conta em uma corretora de valores. Além disso, é importante atentar-se que existem custos para realizar investimentos em ETFs, dado que, estes podem incidir sobre o valor de compra e comercialização dos ativos, são eles:

  1. Taxa de corretagem;
  2. Impostos;
  3. Emolumentos.

Portanto, após selecionar a corretora de valores, basta acessar o home broker e efetuar a compra de papéis da SMAC11. 

Como declarar o SMAC11 no Imposto de Renda? 

Os ETFs apresentam um critério de tributação parecido aos das ações . Ou seja, não existem questões que proporcionem uma isenção ao Imposto de Renda para negociações que são realizadas por meio dos ETFs. 

Além disso, não necessita do pagamento de DARF acima do lucro referente à venda dos ETFs. 

Dado isso, o IR que surge incidindo sobre os ETFs relacionados à renda fixa, ficam retidos na fonte. 

Dessa forma, no caso das questões referentes à renda variável e imposto de renda, funciona de outra maneira. 

Assim, é fundamental compreender como realizar a declaração desses ativos. 

Perfil do investidor no mercado

De início, destaca-se que existem três tipos de perfis no mercado de investimento, dentre eles está o conservador, moderado e arrojado. Dessa maneira, é fundamental compreender o significado de cada tipo.

Perfil Conservador 

Os investidores mais conservadores buscam não correr riscos para não ocorrerem perdas de lucros nos papéis aplicados. 

Além disso, é comum que os investidores que possuem perfil conservador estejam buscando segurança e uma rentabilidade futura garantida. 

Devido a isso, o investidor que possui um perfil conservador busca correr grandes riscos no mercado. 

Perfil Moderado

No caso dos investidores que apresentam um perfil moderado ressalta-se que estes buscam correr risco de forma média. 

Isto é, eles podem se arriscar um pouco mais no mercado, objetivando no final obter um aumento nos seus ganhos. 

Diante dessa questão, esse tipo de perfil busca realizar aplicações variadas, alternando entre papéis conservadores e arrojados. 

Perfil Arrojado

Por fim, o investidor com perfil arrojado, opta por escolhas mais agressivas com o intuito de alcançar lucros maiores ao longo prazo. 

Dado que, mesmo que para alcançar lucros maiores precisem ocorrer perdas durante o curto prazo de tempo. 

Além disso, entre os perfis de investidores mais conhecidos do mercado financeiro, é o que mais possui tolerância aos riscos.

Vantagens e desvantagens do SMAC11

Antes de realizar investimentos no ETF, definido pelo código SMAC11. É importante se atentar às vantagens e desvantagens dos papéis ofertados. 

Vantagens

Dentre as principais vantagens do SMAC11, estão:

  1. Alto potencial de ganhos;
  2. Diversificação.

Alto potencial de ganhos

Como as empresas que compõem o SMAC11 são small caps, elas possuem um alto potencial de ganhos. 

Assim, devido a performance, geralmente, vantajosa das Small Caps quando comparadas às outras ações. O investimento surge por meio de oportunidades expressivas, principalmente, para investidores que estão iniciando na bolsa de valores, a B3.

Diversificação 

Quando um investidor realiza a aquisição de um ETF ele está comprando diversas empresas de setores variados. Por isso, acaba criando uma carteira diversa e com as chances de prejuízo menores. 

Principalmente, devido ser um ETF de Small Caps, que ao contrário dos outros ETFs disponíveis no mercado apresentam uma maior diversificação entre os setores.

Portanto, proporciona uma maior segurança aos investidores, visto que, dilui o risco da carteira. 

Desvantagens

Entretanto, os papéis da SMAC11 também apresentam algumas desvantagens, como: 

  1. Taxa de administração;
  2. Volatilidade.

Taxa de administração

O investidor que adquire um ETF tem a necessidade de pagamento de uma taxa de administração anual. 

Assim, considera-se uma desvantagem, visto que, esse tipo de cobrança não recai sobre investidores que adquirem ações individualmente. 

Volatilidade

Devido o ETF em questão ser composto por small caps, que geralmente possuem um menor índice de liquidez quando comparado com as ações, é possível que o SMAC11 apresente uma maior volatilidade entre os ETFs. 

Dessa maneira, é fundamental que os investidores que realizam investimentos em ETFs de Small caps como, por exemplo, o SMAC11, direcionam seus investimentos para o longo prazo buscando fugir da volatilidade.

Qual a taxa de administração do SMAC11?

O SMAC11 possui uma taxa de administração de 0,5% ao ano.

Qual o índice de referência do SMAC11?

O SMAC11 possui como referência o índice de Small Caps.

Quais empresas compõem o SMAC11?

Dentre as empresas que fazem parte do SMAC11 estão, por exemplo, Azul, Fleury, Eneva e IRB Brasil.

Acesso rápido

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Arthur Dantas Lemos

Arthur Dantas Lemos

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos