Home Blog O que são Small Caps?

O que são Small Caps?

small caps

Ao entrar na bolsa de valores, é comum que o investidor iniciante busque empresas maiores e famosas. No entanto, as Small Caps podem ser ações com maior potencial de rentabilidade.

Desta forma, para você que está buscando explorar uma maior rentabilidade na sua carteira de investimentos, conhecer melhor as Small Caps é imprescindível.

O que são Small Caps?

As Small Caps são empresas com baixa capitalização (baixo valor de mercado) listadas na bolsa de valores.

Basicamente, se comparadas com as grandes e tradicionais empresas da bolsa (Blue Chips) as Small Caps possuem um valor de mercado menos expressivo.

Normalmente, as empresas que são consideradas de baixa capitalização possuem um valor de mercado de no máximo aproximadamente R$2 bilhões.

Contudo, essas empresas tendem a apresentar também um volume de negociação relativamente baixo.

Mesmo assim, para aqueles que estudam mais a o mercado financeiro, essas empresas são adoradas, sobretudo para um planejamento de longo prazo.

Além delas, existem outras classificações para as empresas com menor valor de mercado, como as Micro Caps.

small cap

Características das Small Caps

Para que você entende-as melhor, conheça as principais características das Small Caps:

Exemplos de Small Caps

Na bolsa de valores, existem inúmeros exemplos de Small Caps.

Mas, para que você conheça algumas das principais Small Caps da bolsa brasileira, serão listadas algumas que são bastante distintas.

  • Ferbasa;
  • LOG CP;
  • Petrorio.

Ferbasa

A Ferbasa é uma empresa do setor da siderurgia e metalurgia, e quebra um pouco o estereótipo de Small Caps.

Isto porque, apesar de ser relativamente de baixa capitalização, a empresa foi fundada no ano de 1961, enquanto a maioria das ações desta categoria são de empresas mais recentes.

Além disso, essa empresa se destaca em detrimento das demais por conta dos altos dividendos que são pagos aos seus acionistas.

As ações da Ferbasa são negociadas na bolsa de valores através do ticker FESA(3 e 4).

LOG CP

A LOG é um spin off da famosa MRV, e atua mais diretamente com o aluguel de galpões logísticos.

Essa empresa chamou atenção dos investidores por uma valorização rápida em meados do ano de 2019, enquanto a bolsa vinha oscilando devido as tensões internacionais.

As ações da LOG CP são negociadas na bolsa de valores através do ticker LOGG(3 e 4).

Petrorio

A Petrorio é outra Small Cap conhecida entre os investidores brasileiros.

As suas ações são negociadas na bolsa de valores através do ticker PRIO3.

As atividades da empresa são dedicadas ao estudo, produção, exploração e distribuição de gás natural e petróleo.

Assim como a LOG, a Petrorio é uma empresa relativamente nova, tendo sido fundada no ano de 2009.

Vantagens e desvantagens das Small Caps

Agora que você conhece melhor o conceito de Small Caps e algumas empresas enquadradas nessa categoria, é importante analisar se vale a pena investir nessas empresas.

Desta forma, é importante analisar as vantagens e desvantagens das Small Caps.

Vantagens

Como dito anteriormente, uma das principais vantagens das Small Caps, é o alto potencial de rentabilidade.

Para que você entenda porque isto ocorre, vamos a um exemplo.

O Itaú, maior banco do Brasil, possuí um valor de mercado de aproximadamente R$350 bilhões.

Analisando o setor bancário, até mesmo da América latina, é difícil imaginar o Itaú dobrando de tamanho, atingindo um valor de R$700 bilhões.

No entanto, uma empresa com uma valor de mercado de aproximadamente R$2 bilhões, em um setor com espaço para crescimento, não é nem um pouco difícil imaginar essa empresa dobrar de tamanho.

É por isso que as empresas de baixa capitalização costumam trazer uma rentabilidade maior para os investidores.

Algumas, em um período de 5 a 10 anos, chegam a entregar um retorno de 200%, por exemplo.

Outro ponto positivo é que, se a empresa que você investiu apresentar um crescimento acentuado, ela pode começar a distribuir mais lucro para os investidores através de dividendos.

Desvantagens

Por serem menores e impactarem menos no PIB do Brasil, não é tão comum encontrar nos noticiários informações sobre essas empresas.

Logo, para analisar e estudar as Small Caps, é demandado um trabalho maior de pesquisa.

É preciso analisar bem os fundamentos da empresa e entender se ela está caminhando para um crescimento ou não.

Normalmente, esses são investimentos considerados de maior risco quando comparado as Blue Ships.

Isto porque as empresas com menor valor de mercado não possuem uma solidez no mercado tão grande.

Além disso, por conta do baixo volume de negociação dessas empresas, a liquidez costuma ser baixa.

A volatilidade também é um ponto que chama muita atenção, sobretudo dos investidores iniciantes, que tendem a ficar mais abalados com flutuações de curto prazo.

Diversificando a carteira e investindo com foco no longo prazo, é possível driblar os riscos das Small Caps e obter ótimos resultados.

Por fim, é importante lembrar que  nenhuma empresa citada nesse texto é recomendação, e que foram usadas para fins ilustrativos. Estude mais as Small Caps listadas na bolsa de valores e alcance uma rentabilidade ainda mais alta se a intenção for investir em ações.

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *