Home Blog O que é uma Startup? Saiba tudo sobre esse modelo de negócio!

O que é uma Startup? Saiba tudo sobre esse modelo de negócio!

startup 3

Um dos modelos de negócio mais conhecidos no mundo do empreendedorismo é a Startup. No entanto, essa popularidade é seguida de diversas dúvidas sobre esse formato de negócio.

Um erro comum quando se fala em Startup é pensar que ela é apenas uma empresa de pequeno porte. No entanto, para definir essa estrutura, já temos as Empresas de Pequeno Porte.

Então, o que faz de um negócio uma Startup?  startup 2

Inicialmente, é preciso destacar que uma Startup não é uma empresa em miniatura, nem muito menos uma empresa consolidada dentro do mercado.

Na verdade, as Startups representam um pequeno grupo de pessoas em busca de um modelo de negócios inovador, que seja:

A origem do termo Startup é percebida entre 1996 e 2001, quando houve uma alta das ações das novas empresas de tecnologia da informação e comunicação dentro da internet.

Inicialmente, o termo era explicado como um grupo de pessoas trabalhando por uma ideia diferente e com potencial de fazer dinheiro.

Outra forte característica desse tipo de empresa é que todo o trabalho nela desenvolvido é feito a partir de incertezas.

Isso porque não há a garantia de que algo implementado irá dar certo ou se manter ao longo do tempo.

Por conta disso, os principais objetivos de uma startup são:

Nesse sentido, ela representa ao empreendedor desafios bastante diferentes dos apresentados por empresas tradicionais. Inclusive, muitas vezes até mais arriscados.

Além disso, sua oferta de produtos e serviços pode variar em busca do produto que proporcione o maior crescimento possível de acordo com seu formato.

Como funciona uma startup?

É bastante comum encontrar Startups que funcionam no meio digital, ou seja, utilizam a internet como meio de atuação.

No entanto, ao contrário do que muitos pensam, esse não é o seu ambiente exclusivo.

Na verdade, o motivo para o grande volume de empresas deste formato dentro da web é justamente porque esse ambiente proporciona uma maior facilidade de propagação do negócio.

Isso significa que, atuando dentro da internet, essas empresas conseguem alcançar muito mais pessoas de maneira mais barata do que pela mídia tradicional.

No entanto, como não é possível afirmar se o projeto ou a empresa irá realmente deslanchar de maneira rápida, muitas vezes é preciso contar com apoios externos.

O mais conhecido deles é o investidor anjo, que pode ser um empresário ou alguém com recursos suficientes, disposto a investir em um negócio por acreditar em suas chances de crescimento exponencial.

Outra solução pode ser o produto mínimo viável, também chamado de MVP. Ele possui o objetivo de validar uma solução e ajudar o empresário a entender o que o cliente quer gastando o menor valor possível.

Quais as características de uma Startup?

Como já citado, existem alguns fatores essenciais que fazem de uma empresa uma Startup.

Mesmo que bastante citados, eles não costumam ser bem desenvolvidos para a maioria das pessoas.

Por isso, confira quais as características principais de uma Startup:

Foco em solução e valor

O modelo de negócios de uma Startup consiste não em um produto específico, mas na solução de um possível problema dos consumidores que pode até não ser percebido até o momento.

Nesses casos, a ideia proposta pela empresa oferece uma melhoria ou alteração completa no formato de consumo dos indivíduos, sendo assim, disruptiva.

No entanto, ao mesmo tempo, esse tipo de empresa se preocupa em como fazer isto da forma mais lucrativa possível.

Produto repetível ou escalável

O modo de lucro das Startups costuma ser bastante diferenciado do obtido pelos empreendimentos tradicionais.

Isso ocorre, pois os produtos e serviços comercializados pelas Startups são desenvolvidos para que sejam praticamente ilimitados. Além disso, eles não devem exigir customizações ou adaptações posteriores.

Dessa maneira, mesmo que o negócio cresça bastante, seus custos de fornecimento continuam praticamente estabilizados.

E o local mais propício para que isso ocorra é justamente a internet.

Cenário de incertezas

Por funcionarem fora do padrão de mercado, trazendo cada vez mais ideias inovadoras, as Startups trabalham sempre dentro de um ambiente de incertezas.

Isso porque não há forma de garantir que os consumidores irão aprovar e adquirir o produto ou serviço por ela desenvolvido.

É claro que algumas atitudes como fazer uma análise de mercado ou atuar em nichos podem evitar grandes prejuízos, mas, em geral, atuar em uma Startup exige determinação.

Quais são os tipos de Startup existentes?

startup

Dentro da enorme variedade de empresas disruptivas no mercado, existem diferentes estruturas existentes.

Saber quais são elas é bastante importante para o empreendedor que deseja estar informado sobre o mercado e encontre o modelo ideal para atuar.

Startup Escalável

Uma Startup Escalável é uma empresa que trabalha em capital de risco e possui o objetivo de despertar o interesse de grandes investidores.

Para isso, elas desenvolvem produtos ou serviços fáceis de serem produzidos e distribuídos para os consumidores, o que barateia os custos e aumenta os lucros do negócio.

Ou seja, seu maior objetivo é se tornar cada vez maior e mais lucrativa, atraindo a atenção de investidores importantes.

Grandes Empresas Startups

Ao contrário do que se pensa, as Startups não são só pequenas empresas ou negócios iniciantes.

Existem grandes empresas com um bom tempo de mercado que são consideradas Startups. Seu foco é criar inovações únicas e acompanhar mudanças para se sustentarem.

Como exemplo dela temos a Apple, que está sempre transformando a maneira com que a população interage com suas tecnologias.

Startup de Estilo de Vida

A também chamada Lifestyle Startup é liderada por empresários bastante envolvidos com suas ações.

Geralmente, personalidades tanto da mídia quanto da internet acabam criando Startups de Estilo de Vida vendendo cursos ou aplicativos sobre alguma atividade ou suas paixões e crenças.

Seguindo por esse caminho, eles conseguem motivar uma enorme quantidade de pessoas compartilhando suas vocações.

Pequenas Empresas Startups

A também chamada Small Business Startup é um modelo menor e mais iniciante de empresa disruptiva.

A intenção do empresário com este tipo de Startup é obter uma vida confortável para a família e seus amigos.

Por isso, este tipo de negócio geralmente é responsável por trazer tecnologia e movimentação econômica para a economia local.

Isso significa gerar empregos e utilizar das redes sociais e sites para fazer a venda de seus produtos ou serviços, como por exemplo algumas agências e comércios.

Startup Comprável

A também chamada Buyable Startup é desenvolvida a partir de uma ideia de sucesso, ou seja, como garantia de reconhecimento dos consumidores, mas que precisa de investimento para ser estruturada.

O que a diferencia da Startup Escalável é a intenção inicial de ser vendida para empresas maiores do mesmo nicho, que geralmente possuem problemas por elas solucionados.

Como exemplo de uma grande empresa que compra soluções de Startups, temos o Google.

Startup Social

As Startups Sociais geram um grande impacto positivo na sociedade. Elas são desenvolvidas por empreendedores que desejam fazer a diferença seja no local onde vivem ou em outras regiões.

Por conta disso, seu objetivo principal não é gerar lucro ou riqueza, mas sim beneficiar comunidades, trabalhadores e locais que necessitem de apoio.

Isso não significa que ela não pode ser lucrativa, mas sim que o lado social é sempre o mais importante para seus idealizadores.

Como exemplo de uma Startup Social temos a Enactus.

Quais são os nichos de atuação das Startups?

Assim como qualquer tipo de empresa, as Startups podem atuar em diferentes áreas.

No entanto, a única diferença percebida está nos termos utilizados para nomeá-las, que são:

  • FinTech: trabalham para inovar e otimizar serviços do mercado financeiro;
  • HealthTech: conhecimentos, habilidades e sistemas desenvolvidos para melhorar a qualidade de vida e saúde da população;
  • EdTech: desenvolvimento e uso da tecnologia para potencializar a aprendizagem por meio de produtos, aplicativos e ferramentas que aplicam conceitos como realidade virtual, inteligência artificial e gamificação ao ensino;
  • InsurTech: inovações tecnológicas com o propósito de revolucionar o setor de seguros através de novas oportunidades para as empresas do setor se relacionarem com clientes;
  • LawTech: produtos e serviços de base tecnológica para melhorar o setor jurídico.

O que é preciso para criar uma Startup?

Como já dito, uma forte característica da Startup é a incerteza, já que ao criar um novo negócio, não existe a garantia de que ele conquistará os consumidores rapidamente.

Por isso, assim como para qualquer empresa, não são todas as pessoas que conseguem gerenciar uma Startup, mas sim os indivíduos que possuem um perfil empreendedor, que consiste em:

No entanto, além dessas habilidades, um bom empreendedor deve possuir a autonomia, pois é ela que motiva milhares de pessoas a iniciarem seus projetos e fugirem no modelo de trabalho tradicional.

Além disso, proporciona a capacidade de assumir riscos em suas decisões e criar mais responsabilidade.

Isso faz com que essas pessoas tenham coragem para se arriscar, outro ponto fundamental para qualquer um que deseje administrar um negócio.

Todos esses aspectos da personalidade trazem uma enorme vantagem competitiva para qualquer projeto criado e desenvolvido por essas pessoas.

Quando uma empresa deixa de ser uma Startup?

startup 4

Uma dúvida bastante comum no mundo do empreendedorismo é sobre o momento em que uma empresa deixa de ser uma Startup e se torna um negócio tradicional.

Além disso, também não se comenta sobre o momento em que essa transição ocorre.

Como já vimos, a Startup é uma empresa que cria e desenvolve soluções para problemas reais, muitas vezes até não percebidos pela população.

No entanto, quando bem implementada dentro da sociedade, a solução se torna apenas uma operação comum desse tipo de empresa.

Porém, esse processo leva tempo, é claro, e é por isso que conhecemos empresas bastante populares que ainda são consideradas Startups.

Portanto, em resumo, uma empresa só deixa de ser considerada uma Startup quando possui um modelo de negócio firmado, capaz de gerar receita suficiente para seu desenvolvimento independente.

Isso pode ser visto tanto como algo positivo quanto negativo, pois depende da personalidade e característica de cada um.

Se manter uma Startup significa continuar inovando e transformando o mercado por meio de novos serviços e formatos, mas também continuar trabalhando com um certo nível de incerteza.

Por isso, esse tipo de negócio é fundamental para empreendedores fora da curva, que não se adaptem a um formato constante.

Já firmar o modelo de negócio representa se livrar das inseguranças e obter uma quantidade de receitas recorrente, algo fundamental para empresários mais conservadores.

Vale lembrar que nestes dois formatos a empresa pode continuar sendo escalável e altamente lucrativa.

No entanto, caso o projeto desenvolvido dê errado, existe a opção de se reinventar (pivotar), se arriscando em novas direções.

Isso pode evitar que essa Startup quebre e proporcione grandes prejuízos para seus proprietários e funcionários.

O que são Startups Unicórnio?

startup 5

Uma Startup Unicórnio é uma empresa que arrecada um bilhão de dólares antes mesmo da sua abertura de capital na Bolsa de Valores.

Essa abertura de ações para o público é chamada no mercado de IPO (Initial Public Offering ou oferta pública inicial).

Com certeza, em algum momento de sua vida, você já utilizou ou contratou os serviços dessas organizações. Mas você sabe quais são as principais dentro do mercado?

Descubra quais são as principais Startups do mercado?

Tanto no Brasil quanto no mundo, temos cada vez mais empresas unicórnio. Confira quais são as principais startups unicórnio do mercado:

99 Taxis

Companhia do ramo de transportes fundada em 2012 por Paulo Veras, Renato Freitas e Ariel Lambrecht.

Em 2017, a 99 Taxis recebeu um aporte de 100 milhões de dólares da Didi Chiuxing, empresa chinesa do ramo de transportes.

A empresa alcançou a avaliação de preço de mercado de um bilhão de dólares em Janeiro de 2018.

Nubank

Segunda startup unicórnio brasileira, a Nubank é pioneira em seus serviços financeiros oferecidos. Atualmente, ela atua como operadora de cartões de crédito e FinTech.

Também em 2018, a empresa atingiu a marca de um bilhão de dólares em sua avaliação de mercado.

Stone

Criada em 2012, a Stone é uma empresa especializada em pagamentos com operações em todos os estados do Brasil.

Em Outubro de 2018, a empresa captou 1,2 bilhão de dólares, tendo seu valor de mercado acima de 6 bilhões de dólares.

iFood

Em Novembro de 2018, a iFood recebeu um investimento de US$ 500 milhões para expandir sua atuação no Brasil e no mundo.

No momento desse anúncio, a startup também revelou que se tornou um unicórnio brasileiro já em 2017. A  Movile, empresa que controla o iFood, também já vale mais de US$ 1 bilhão desde o início do ano passado.

Cabify

O Cabify é um serviço de transporte particular por demanda. Ela fornece carros de alto padrão que podem ser solicitados através do seu aplicativo para telefone.

Com sede em Madrid, na Espanha, a empresa se tornou unicórnio em Janeiro de 2018.

Spotify

Spotify é um serviço de streaming de música, podcast e vídeo que foi lançado oficialmente em 7 de outubro de 2008.

Sua avaliação de valor de mercado de um bilhão de dólares foi em Junho de 2011.

Wework

A Wework é uma empresa americana que fornece espaços de trabalho compartilhados. Dentre seu público, estão empreendedores, freelancers, startups, pequenas empresas e grandes empresas.

Ela foi fundada em 2010, na cidade de Nova York e atualmente é considerada a empresa que vale 20 unicórnios.

Xiaomi

A Xiaomi é uma empresa chinesa de produtos eletrônicos com sede em Pequim. Hoje, ela é considerada a terceira maior distribuidora de smartphones do mundo, projetando, desenvolvendo e vendendo esses bens.

Em Novembro de 2014, a empresa foi avaliada em mais de 5 bilhões de dólares, 4 anos após sua criação.

Qual a importância da Startup para o mundo do empreendedorismo?

startup

Sem dúvida alguma, as inovações trazidas pelas Startups têm revolucionado o estilo de vida de bilhões de pessoas em todo o mundo.

Com suas ideias e serviços oferecidos, diversos modelos e processos antigos têm sido alterados e substituídos por outros mais dinâmicos e benéficos para a população.

Além disso, vários indivíduos hoje conseguem resultados ainda maiores atuando nesse formato criativo de empreendedorismo.

É claro que com toda essa inovação e transformação, algumas profissões também têm ficado obsoletas.

Mas para lidar com isso da maneira correta, ao invés de remar contra a maré, você deve aproveitar as novas oportunidades oferecidas no mercado!

Seja empreendendo ou se qualificando profissionalmente para se adaptar às novas funções e profissões consequentes da chamada Nova Economia, existem diversas alternativas para continuar ganhando dinheiro ou até aumentar sua renda.

Por isso, se você deseja criar ou trabalhar em uma Startup, procure desenvolver todas as suas capacidades empreendedoras. Para ajudar nisso, baixe o Ebook: 10 Melhores Livros de Finanças e Empreendedorismo.

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *