Home Blog USIM5: descubra tudo sobre as ações da Usiminas!

USIM5: descubra tudo sobre as ações da Usiminas!

USIM5

A Usiminas (USIM5) concentra suas atividades no setor siderúrgico brasileiro, atuando no segmento de produção e comercialização do aço em grande parte do território nacional.

Além disso, as ações da Usiminas (USIM5) estão presentes na bolsa de valores brasileira, desse modo seus ativos podem significar oportunidades para investidores que analisam o setor siderúrgico e percebem nele, boas oportunidades.

O que é a Usiminas (USIM5)?

A Usiminas (USIM5) atua no setor siderúrgico, essencialmente, na cadeia de valor do aço. A empresa é nacional e pode ser considerada um dos maiores grupos siderúrgicos em atuação no Brasil. Além disso, suas ações podem ser negociadas na B3 (Brasil, Bolsa e Balcão) por meio do ticker USIM5.

Em síntese, a companhia atua no segmento siderúrgico, desde o ano de 1956, com o objetivo de produzir e comercializar o aço. A Usiminas (USIM5) possui mais de 1.253.079.108 bilhões de ações gerenciadas, sendo 37% destas em free float.

Além da Usiminas, outras empresas integram o setor siderúrgico nacional, dentre elas estão a CSN (CSNA3) e a Gerdau (GGBR4).

  1. CSN: a Companhia Siderúrgica Nacional ou CSN, atua em diversos setores como siderurgia, logística, mineração, energia e cimento. Além disso, a CSN trabalha de forma verticalizada, possuindo o controle da extração do minério até sua comercialização.
  2. Gerdau: a companhia é uma das maiores empresas nacionais que atua na produção de aço. Além do mais, a Gerdau tornou-se um dos principais fornecedores de aços especiais no mundo, possuindo operações na Ásia, América e Europa.

Dessa forma, mediante a relevância da Usiminas (USIM5) no mercado financeiro brasileiro e sua participação na B3, é de suma relevância analisar sua trajetória e o modelo de negócio adotado pela companhia.

Logo, diante do conhecimento adquirido, os investidores conseguirão realizar seus investimentos de maneira rápida e mais consciente.

História da Usiminas (USIM5)

No Ano de 1952, uma das maiores siderúrgicas do Brasil foi fundada, a Usiminas, na cidade de Ipatinga, a companhia surgiu mediante o Plano de Desenvolvimento do governo Juscelino Kubitschek.

Foi em 1958, que a Usiminas se tornou uma empresa conjunta, assim, a empresa que era estatal firmou parceria com acionistas japoneses, recebendo capital e tecnologia do Japão.

Dessa forma, em 1962, a Usina Intendente Câmara foi inaugurada, logo após, no ano de 1964, a empresa inicia as exportações de aço para a Argentina, dando início a exportação de chapas grossas.

Além disso, em 1970, a Usiminas deu início a produção de estruturas metálicas, objetivando fomentar a utilização do aço.

Posteriormente, no ano de 1971, a companhia divulgou a inauguração do seu Centro de Pesquisas, sendo considerado referência na área de pesquisa e desenvolvimento de tecnologias para o aço, como também inaugurou a Usiminas Mecânica.

Assim, em 1980, a Usiminas transfere seu escritório para seu novo Edifício sede, na região da Pampulha, além do mais, no ano de 1981, a Usiminas, Consórcio Fuji Eletric e Fuji Nordeste S/A assinam contrato para implantar um Centro de Energia.

Inovações da Usiminas

Foi em 1982, que a companhia começou a fabricar em escala industrial, o Aço SAC, conhecido por ser soldável, de alta resistência e com um melhor desempenho à corrosão.

No ano de 1985, a empresa inaugurou a termelétrica da usina, conhecida como Centro de Energia da Usiminas.

Dessa forma, em 1991, a Usiminas foi privatizada, tornando-se a primeira estatal privatizada pelo presidente Fernando Collor.

Logo, em 1993, a companhia cria o Instituto Cultural Usiminas, além disso, a empresa adquiriu parte do controle acionário da Companhia Siderúrgica Paulista (COSIPA).

Posteriormente, em 1997, a companhia substituiu o uso do gás CFC por gases ecológicos.

Além disso, no ano de 1999, a companhia inaugurou a laminação a frio 2, uma das mais modernas laminações do período, adquirindo a capacidade de produzir um milhão de toneladas de aço por ano.

Assim, em 2000, a Usiminas inaugurou a Unigal, em parceria com a Nippon Steel Corporation, finalizando um ciclo de investimentos na siderurgia brasileira.

Foi em 2005, que a empresa fechou o capital da Cosipa, além do mais, as ações da Usiminas começaram a ser negociadas na bolsa de valores da Espanha – Latibex.

Desse modo, no ano de 2009, a Usiminas iniciou as operações de sua segunda termelétrica, na usina de Ipatinga, além disso, a empresa incorporou a Cosipa.

No ano de 2010, a Mineração Usiminas foi criada, mediante a parceria da Usiminas com o grupo Sumitomo Corporation.

Logo após, em 2011, a linha de galvanização é inaugurada na usina de Ipatinga, além disso, o programa Garimpando Oportunidades, que valoriza fornecedores locais foi lançado.

Portanto, em 2015, o grupo Fiat-Chrysler Automobiles (FCA) inaugura a fábrica da Jeep, em Goiana- PE, firmando uma parceria com a Usiminas e tornando-a fornecedora de aço para fabricação de veículos.

Linha do tempo da Usiminas (USIM5)

  • 1952 – A Usiminas é fundada;
  • 1958 – Usiminas firma parceria com acionistas do Japão;
  • 1962 – A Usina Intendente Câmara é inaugurada;
  • 1964 – As exportações de aço para a Argentina são iniciadas;
  • 1970 – É iniciada a produção de estruturas metálicas;
  • 1971 – Inauguração do Centro de Pesquisa Usiminas;
  • 1971 – Usiminas Mecânica é inaugurada;
  • 1980 – A empresa transfere seu escritório para um edifício sede, na região da Pampulha;
  • 1981 – Usiminas, Consórcio Fuji Eletric e Fuji Nordeste S/A firmam contrato de implantação de um Centro de Energia;
  • 1982 – A empresa começa a fabricar o Aço SAC;
  • 1985 – A termelétrica da usina, conhecida como Centro de Energia da Usiminas é inaugurado;
  • 1991 – Usiminas é privatizada;
  • 1993 – O Instituto Cultural Usiminas é criado;
  • 1993 – A companhia adquire parte do controle acionário da Companhia Siderúrgica Paulista (COSIPA);
  • 1997 – O gás CFC é substituído por gases ecológicos;
  • 1999 – A laminação a frio 2, é inaugurada e começa a ser utilizada pela Usiminas;
  • 2000 – A Unigal é inaugurada;
  • 2005 – Capital da Cosipa é fechado;
  • 2005 – As ações da Usiminas começam a ser negociadas na Latibex;
  • 2009 – Operações da segunda termelétrica da Usiminas, são iniciadas;
  • 2009 – A Usiminas incorpora a Cosipa;
  • 2010 – Mineração Usiminas é criada;
  • 2011 – Linha de galvanização é inaugurada na usina de Ipatinga;
  • 2011 – Programa Garimpando Oportunidades é lançando;
  • 2015 – Usiminas firma parceria com o grupo Fiat-Chrysler Automobiles (FCA).

Como atua a Usiminas (USIM5)?

A Usiminas (USIM5) é vista como um dos maiores grupos siderúrgicos brasileiros, atuando também no segmento de mineração e logística.

Assim, a companhia possui, em média, 40 mil acionistas e uma capacidade de produção de 9,5 milhões de toneladas de aço por ano.

Além do mais, algumas empresas compõem o grupo de atuação da Usiminas, dentre elas:

  1. Mineração Usiminas;
  2. Soluções Usiminas;
  3. Usiminas Mecânica;
  4. Unigal Usiminas;
  5. Usiminas Rios Unidos.

Em resumo, observa-se que a Usiminas (USIM5) procura, através de suas marcas, ofertar serviços variados aos seus clientes.

Características das ações da Usiminas (USIM5)

As ações da Usiminas (USIM5) são negociadas na bolsa de valores brasileira ou B3 (Brasil, Bolsa e Balcão) e possuem as seguintes características:

A classificação setorial da Usiminas (USIM5) diante das informações divulgadas na B3 é: Materiais Básicos, Siderurgia e Metalurgia.

Indo além, seu segmento de listagem na bolsa de valores é o Nível 1.

As ações da empresa oferecem Tag Along de 80%ON e 0%PN, além de free float de 37%.

O que faz a Usiminas (USIM5)?

A principal atividade da Usiminas é a comercialização de produtos siderúrgicos.

Dessa forma, entre os principais segmentos que podem ter a companhia como fornecedora, estão:

  • Automotivo;
  • Distribuição;
  • Construção Civil;
  • Naval;
  • Energia;
  • Óleo e Gás;
  • Máquinas e equipamentos.

Em síntese, nota-se que a Usiminas busca oferecer produtos variados para alcançar diversos públicos.

As ações da Usiminas (USIM5): onde e como são negociadas?

O ticker da Usiminas (USIM5) é negociado na B3 (Brasil, Bolsa e Balcão).

As ações da companhia são negociadas em plataformas de acesso online, objetivando simplificar a realização dos investimentos, como também, zelar pela segurança dos investidores.

A Usiminas possui ações ordinárias (USIM3 ON) oferecem direito ao voto durante assembleias empresariais e ações preferenciais (USIM5 PN) que ofertam prioridade no recebimento de dividendos.

Suas ações também podem ser comercializadas na bolsa de valores da Espanha (LATIBEX).

Dessa maneira, para realizar a aquisição de ações da Usiminas, é de grande relevância realizar a abertura de uma conta numa corretora de valores.

Além disso, será necessário realizar uma transferência TED, com o capital desejado para adquirir as ações, logo após, será importante selecionar as ações da Usiminas, negociadas como USIM3 e USIM5.

Como ganhar dinheiro com as ações da Usiminas (USIM5)?

De início é válido ressaltar que existem formas variadas de adquirir lucros com as ações da Usiminas (USIM5) na bolsa de valores.

Dentre essas formas, é importante incluir o recebimento de dividendos, visto que, a empresa possui um histórico de pagamentos recorrentes.

Além disso, também é possível adquirir lucros, mediante a venda de suas ações, por um valor mais alto que o adquirido.

Outras questões permitem que o acionista realize seus investimentos de forma consciente, dentre essas questões, pode-se incluir a diversificação da carteira de ativos, criando uma carteira com renda fixa e renda variável.

Assim, é relevante que o investidor fique atento a liquidez, segurança e rentabilidade de uma ação, antes de adquiri-la na bolsa de valores.

Desse modo, mediante seus objetivos e perfil investidor, garantir uma boa rentabilidade, pode significar uma opção mais viável para o acionista, em comparação, a busca por uma alta liquidez.

Assim, priorizar alta liquidez ou rentabilidade, dependerá dos objetivos financeiros dos acionistas, dado que, é possível adquirir ações para médio e longo prazo.

Vale a pena investir na Usiminas (USIM5)?

A Usiminas (USIM5) é uma das líderes da siderurgia em território nacional.

Isso porque, a empresa possui uma estrutura verticalizada, participando da extração até a transformação do aço, assim, a empresa participa de todos os processos, dá mineração a comercialização.

Entretanto, a Usiminas atua em um segmento altamente cíclico, correndo um risco maior de ser afetada pela volatilidade, dado que, a empresa possui forte atuação em setores de bens de capital e bens duráveis, que sofrem alterações no desempenho quando a economia está ruim, dessa forma, a ciclicidade do setor pode implicar diretamente na rentabilidade da empresa.

Portanto, antes de definir a ação que você destinará seu dinheiro, é importante realizar uma análise fundamentalista, para verificar se seus investimentos estão sendo realizados de forma consciente e segura, seja com a Usiminas (USIM5) ou com outra empresa inserida na bolsa de valores.

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *