Home Blog Tudo sobre Valor de Mercado!

Tudo sobre Valor de Mercado!

valor de mercado 2

No meio comercial, o Valor de Mercado se refere ao valor de um produto, de acordo com a concorrência e a oferta e demanda. 

No entanto, para a economia, o termo Valor de Mercado representa algo diferente, estando relacionado com o preço e quantidade de ações de uma empresa de capital aberto. 

Por isso, o Valor de Mercado é um dado numérico bastante importante para a comparação entre empresas. 

O que é Valor de Mercado? 

O conceito de Valor de Mercado representa o valor unitário das ações de uma empresa de capital aberto multiplicado pelo número de papeis (unidade de ações) existentes. 

Esse simples cálculo é o que define o prestígio de uma organização no mercado, já que existem inúmeras variáveis relacionadas ao preço das ações.

É importante entender que, em determinados períodos ou situações, esse número pode sofrer variações tanto positivas quanto negativas.

E, por conta disso, ele é sempre divulgado pelas notícias dos veículos de mídia relacionadas à grandes negócios.

Assim como o Valor de Mercado, existem também o Valor Patrimonial. No entanto, esses dois cálculos são baseados em dados diferentes, além de terem objetivos distintos.

Quais fatores influenciam no valor de mercado de uma empresa? 

valor de mercado

O Valor de Mercado de uma empresa, assim como o preço de suas ações, varia diariamente.

Isso acontece, pois existem diversos fatores relacionados à esses cálculos, como:

Variáveis Macroeconômicas

A macroeconomia está relacionada à taxa de juros, inflação e crescimento ou diminuição do PIB

Portanto, todas as situações e acontecimentos que influenciem o estado da economia, sejam de origem financeira, social ou política, impactam o valor de mercado de uma empresa.

Variáveis Setoriais

Essa variável está relacionada à área de atuação da empresa ou seu nicho de mercado.

Dessa forma, a representatividade do setor, tendências de consumo e faturamento e desempenho das concorrentes pode impactar diretamente as ações do negócio.

Variáveis do Mercado

Outro ponto bastante importante para definir o Valor de Mercado de uma empresa são as expectativas dos investidores, como no caso das bear markets e bull markets.

Além disso, a relação entre a oferta e demanda dos consumidores é outro fator relevante dentro do mercado.

O impacto dessas variáveis no preço das empresas é conhecido mundialmente. Como exemplo disso, temos as oscilações dos preços da Microsoft, Apple e Amazon.

Essas três empresas, desde 2018, têm competido o posto de maior Valor de Mercado do mundo, como a Amazon, que alcançou o topo da lista em janeiro de 2019.

Quais as formas de calcular o valor de uma empresa?

Além do Valor de Mercado, existem diferentes formas de calcular quanto vale uma empresa. Entre as principais, temos o Valor Patrimonial.

Também conhecido como Valor Contábil, ele representa o valor dos recursos próprios de um negócio, presentes em seu balanço patrimonial.

Portanto, ele é o indicador do patrimônio líquido do negócio, que corresponde à diferença entre os ativos (bens e direitos) e passivos (obrigações financeiras).

Ou seja, o que sobrar desse cálculo, é o Valor Patrimonial da organização.

Balanço Patrimonial de uma empresa

O balanço patrimonial é uma forma de contabilizar e registrar tudo que for relativo aos bens, direitos e obrigações de uma empresa.

Através dele, a empresa mantém o livro diário mais fiel. Sempre de acordo com os fatos contábeis ocorridos nas operações executadas pela organização.

Ele é composto do valor do patrimônio líquido da empresa somado aos diferentes tipos de ativos e passivos, que são:

  • Ativo circulante: os circulantes são aqueles que possuem os melhores índices de liquidez, nesse caso, são convertidos em dinheiro mais rapidamente. Ex: dinheiro em caixa, estoque, dívidas a receber, entre outros;
  • Ativo não circulante: os não circulantes apresentam baixa liquidez e se mantém com a empresa por médio ou longo prazo. Ex: marca, patente, terrenos etc;
  • Passivo circulante: dívidas com vencimento de curto prazo. Ex: débitos com fornecedores, empréstimos bancários, benefícios, salários, entre outros;
  • Passivo não circulante: contas com vencimento no médio e longo prazo. Ex: financiamentos, empréstimos e fornecedores (de longo prazo).

Para fazê-lo, é necessário fazer um levantamento de todos os ativos e passivos, subtraí-los e concluir qual o resultado, ou patrimônio líquido.

Diferença entre Valor de Mercado e Valor Patrimonial

Como já dito, o Valor de Mercado corresponde ao valor das ações de uma empresa multiplicado pelo número de ações existentes. 

Já o Valor Patrimonial, representa o valor dos recursos próprios de um negócio a partir de um balanço financeiro.

Ele é considerado como referência para quem deseja calcular o preço de uma empresa a ser vendida.

No entanto, quando há a expectativa de que o negócio possa passar por dificuldades financeiras, o valor final da compra pode ser inferior a esse índice.

Para os investimentos, esses dois índices são altamente relevantes, mesmo possuindo diferentes objetivos.

Importância desses indicadores financeiros para os investimentos

Ao comparar o Valor de Mercado e o Valor Patrimonial de uma empresa, é obtido o indicador P/VPA (preço/valor patrimonial da ação).

O preço representa a cotação (ou valor de mercado) da ação. Já o valor patrimonial da ação, o valor obtido através da divisão entre o Valor Patrimonial e o número de ações emitidas.

O P/VPA é usado para realizar o valuation e preços de cotações interessantes para o investidor.

Caso ele seja inferior a 1, percebe-se que as ações estão sendo negociadas por um valor menor que o patrimonial.

Para o investidor, existem interpretações a serem feitas por este cálculo.

No caso acima, é demonstrado que as ações estão baratas, podendo ser um bom momento para a compra caso elas se valorizem no futuro.

Já se for superior a 1, é demonstrado que as ações estão maiores que a média esperada.

Exemplo:

Ação está cotada em R$ 23,00, e seu VPA é R$ 18,00.

Dividindo-se o preço pelo VPA, temos: P/VPA = 1,27.

Ou seja, a ação está sendo negociada a um valor 7% maior que seu Valor Patrimonial.

Valor Justo de uma empresa

O Valor Justo representa qual o preço justo que uma empresa deveria valer, não o que realmente vale.

Ele pode ser calculado a partir de inúmeros fatores, como:

  • Comportamento dos fundamentos quantitativos;
  • Expectativas de geração de fluxo de caixa;
  • Padrões de desconto e risco;
  • Aspectos de administração;
  • Branding da empresa;
  • Tecnologias utilizadas e desenvolvidas.

Quais as 4 faixas de valores de mercado?

O mercado classifica as empresas de capital aberto em quatro tipos, que são:

Micro Caps

As Micro Caps possuem um Valor de Mercado baixo em relação às outras faixas: US$300 milhões em média.

Além disso, o volume médio negociado na bolsa por essas empresas não costuma superar o valor de 1 milhão de dólares.

No entanto, algumas empresas chegam a negociar diariamente apenas 50 mil dólares.

Esse tipo de investimento tem como característica a lentíssima valorização, demandando bastante paciência do comprador das ações.

Small Caps

O termo Small Caps se refere às ações de empresas consideradas menores quando comparadas aos gigantes da Bolsa.

Nesse grupo, estão as empresas com Valor de Mercado entre US$300 milhões e US$2 bilhões.

As Small Caps têm como característica a liderança em seus setores e um alto faturamento. No entanto, ainda são consideradas pequenas na Bolsa de Valores.

Os investimentos neste perfil oferecem a possibilidade de grande valorização ao longo do tempo.

Mid Caps

As Mid Caps são empresas que estão no meio do processo de se tornarem Small Caps, geralmente com Valor de Mercado entre US$2 e US$10 bilhões de dólares.

Por estarem no meio de sua curva de crescimento, o investidor ainda pode esperar grandes aumentos.

Além disso, elas são consideradas pelos arriscadas que as Small Caps, já que estão mais estabelecidas no mercado.

Big Caps ou Large Caps

As Big Caps são empresas de capital aberto com Valor de Mercado acima de US$10 bilhões de dólares.

Esses negócios de grande porte são as mais seguras para o investidor, já que são líderes da indústria bastante estabelecidas no mercado.

Como calcular o valor de mercado? 

O cálculo de Valor de Mercado é bastante simples, sendo a seguinte multiplicação:

Valor de uma ação x Número de ações existentes = Valor de mercado. 

Portanto, uma empresa com 1000 ações em circulação com o valor de R$20 cada na Bolsa de Valores, tem o Valor de Mercado de R$20.000,00.

Conclusão

Percebe-se que, assim como os demais índices, o VM é extremamente importante para a análise de empresas, seja para compradores ou investidores.

No entanto, é importante lembrar que os fatores externos do mercado podem ser ainda mais relevantes para uma escolha de investimento que o próprio Valor de Mercado de uma empresa.

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

connect

we'd love to have your feedback on your experience so far

bicycle