Home Blog O que é Vendedor Autônomo? 7 dicas para vender mais!

O que é Vendedor Autônomo? 7 dicas para vender mais!

vendedor autonomo 2

No mundo do empreendedorismo, trabalhar como vendedor autônomo tem sido uma alternativa para milhares de brasileiros em busca do desenvolvimento financeiro.

Com um bom planejamento e gestão do seu dinheiro, o vendedor autônomo pode alcançar ainda mais lucros.

O que é um vendedor autônomo?

vendedor-autonomo

O trabalhador autônomo é aquele que explora sua própria força de trabalho, ou seja, exerce por si só uma atividade remunerada.

Essa modalidade é muito escolhida por pessoas com perfil empreendedor, mas com poucos recursos para iniciar um projeto.

Além disso, essa forma de trabalho se mostra como uma oportunidade para o desenvolvimento financeiro desses indivíduos.

No entanto, é preciso bastante dedicação para tirar uma ideia do papel, principalmente quando se está sozinho.

Como trabalhar como um trabalhador autônomo?

Um grande erro cometido pelos autônomos é pensar que, por “serem o chefe”, não é preciso assumir compromissos.

No entanto, são exatamente essas pessoas que precisam se dedicar ao máximo para se desenvolverem cada vez mais.

Para saber como fazer isso, confira algumas dicas para trabalhadores autônomos:

1. Faça um planejamento

Antes de tudo, é preciso deixar claro que o trabalhador autônomo é como uma empresa. Por isso, criar um bom planejamento é o passo principal para o desenvolvimento, assim como para qualquer negócio.

Isso ajuda o trabalhador a entender o que é preciso para começar e o que deve ser feito para melhorar seu serviço.

Existem diversas ferramentas que ajudam no planejamento, como:

  • Planilhas;
  • Tabelas;
  • Listas.

Elas devem utilizadas para ajudar na busca pelo objetivo do autônomo.

Esse objetivo precisa ser baseado no serviço ou produto escolhido para ser comercializado.

Após isso, deve-se definir os valores, a área de atuação no mercado e os diferenciais.

Assim, sendo possível descobrir o quanto de investimento inicial será necessário.

Lembre-se que para a maioria dos projetos, não é preciso muito para que eles funcionem. Por isso, evite artigos de luxo e foque no básico para que você consiga oferecer um produto de qualidade.

2. Invista em marketing pessoal

Não são apenas as grandes empresas que podem utilizar estratégias de marketing para alavancar o seu negócio.

Na verdade, o trabalhador autônomo, por ser quem mais precisa delas, necessita estar bastante antenado.

São exemplos de estratégias de marketing infalíveis:

Com elas, o trabalhador autônomo divulga sua imagem e oferece seu produto ou serviço para um maior número de clientes.

3. Busque por capacitação profissional

Por ser diretamente responsável pelo seu rendimento, o trabalhador autônomo muitas vezes acaba se autossabotando.

Isso ocorre porque, muitas vezes, a insegurança ou o trabalho mal feito fazem os consumidores ficarem desinteressados.

Por isso, caso você deseje trabalhar fazendo uma tarefa na qual não possui muita competência, não existe problema! Para resolver isso, basta buscar por qualificação profissional.

Existem diversos cursos e programas direcionados para o  desenvolvimento de competências e conquista de autonomia profissional.

Além disso, para quem já sabe o que faz, essa atitude oferece um aperfeiçoamento de habilidades.

No entanto, vale lembrar que não adianta se capacitar para uma atividade na qual você não se sente bem.

Essa escolha errada acaba desmotivando o trabalho a cada dia, fazendo ser entregue um serviço ou produto de baixa qualidade.

4. Busque por networking

Um bom relacionamento com pessoas de sucesso é altamente benéfico para a vida profissional e pessoal de um empreendedor.

Por isso, procure aumentar seu número de contatos, com pessoas de profissões e atuações variadas.

Além de ajudar na construção de uma melhor consciência social, o networking pode favorecer futuras parcerias.

5. Organize seu tempo

O tempo é o bem mais importante para qualquer pessoa. No entanto, ele é mal utilizado pela grande maioria dos indivíduos.

Os autônomos, por na maioria das vezes trabalharem de casa, acabam bagunçando as atividades, o que diminui a produtividade.

Assim, torna-se ainda mais importante para um trabalhador autônomo a boa administração do tempo.

Para isso, faça uma divisão de tarefas para o seu dia, encaixando as obrigações diárias, como postagens, atendimento e entregas.

6. Aprenda sobre gestão financeira

Mesmo com uma grande demanda de clientes e bastante geração de receita, nada adianta se não houver a devida gestão financeira.

E é justamente por subestimar o cuidado com o dinheiro que diversos empreendedores acabam quebrando.

Portanto, como os trabalhadores autônomos possuem ainda menos recursos para atuar, a atenção deve ser redobrada.

No início, a remuneração costuma ser mais baixa, fazendo com que os trabalhadores se atrapalhem nas finanças.

Por conta disso, é muito importante que seja criada uma boa reserva financeira antes de começar um projeto. Além disso, que o dinheiro pessoal e profissional estejam separados.

Assim, o trabalhador autônomo poderá investir o dinheiro que render do seu próprio serviço e manter suas necessidades mensais. Acompanhe a nossa carta do fundador com conteúdos diários e gratuitos!

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *