Venture builder: entenda como funciona esse modelo de investimento

venture builder

Com o acúmulo de processos inovadores é natural que surjam empresas voltadas para nichos de mercado ou até mesmo criadas em fator do surgimento de tendências. Para auxiliar essas startups com seus processos existem negócios de venture builder.

O venture builder funciona por meio de um agenciamento de investimentos e recursos, além de se categorizarem como empresas manjedouras, que buscam auxiliar outras empresas que atuam aos moldes da startup.

Então, o venture builder é um estilo de fábrica de startups ou fundição de startups que atua como uma startup studio, tem a premissa de auxiliar startups em seu processo inicial, na sua construção, manutenção e guinada comercial.

Exemplos e tipos de venture builder:

  • Corporative Venture: quando uma empresa funciona como uma mentora e investidora em uma outra empresa;
  • Fábrica de produto: fornece um time de empreendedores para solucionar um problema de uma empresa, é comum, nesse caso que a venture ganhe apenas uma pequena participação, já que o negócio, continuará a jornada sozinho;
  • Venture operacional: busca novos negócios ou múltiplas startups para montar um compartilhamento de recursos, marketing, administração, desenvolvimento e outros. Geralmente, as ventures seguem como acionistas majoritários;
  • Venture capitalista: busca originar startups com intuito de que elas caminhem financeiramente. É baseada em venture capital, ou seja, força para o início, lançamento e posteriormente, impulsionar para investimentos externos;
  • Venture building para venda: é uma empresa venture builder pautada em criar startups já pesando sua venda e potenciais compradores.

O que é um venture builder?

Existem abordagens para criação de startup que preveem determinados problemas e auxiliam com procedimentos geracionais, são empresas pautadas em venture builder.

O venture builder é um modelo inovador que perpassa as incubadoras de startups, aceleradoras e vão além, visam racionalizar, otimizar e compartilhar recursos e processos inovativos entre startups. Além disso, entre vantagens de um venture builder estão:

  • Reduzir custos;
  • Aumentar impacto e efetividade dos negócios;
  • Propor soluções baseadas em ideias polivalentes e mais aderentes em questão do mercado;
  • Aumentar a agilidade dos negócios.

Em contrapartida, toda empresa de venture building apresenta um holding, ou seja, uma participação acionária nas startups que receberam o apoio. É comum, nesse caso, que algumas venture builders se envolvam ativamente nas empresas criadas e participem dos seus ciclos de desenvolvimento, na sua parte operacional e processos.

É um processo de team up, ou seja, buscar a formação de um time de empreendedores que subsequentemente, trabalhará em conjunto para o sucesso e efetividade financeira daquela empresa startup.

Quais são as vantagens de um venture builder?

O venture builder parte do princípio que ao invés de buscar uma startup para investir, é melhor encontrar empreendedores e formar um time com o objetivo de criar startups baseado em percepções internas.

Por isso, algumas ventures buscam estudar as demandas de mercado e destinar equipes para desenvolvimento premissas e negócios baseados nessas visões percepções mercadológicas.

Por outro lado, o modelo venture building também apresenta mais robustez, já que, por ter um aspecto operacional e gerencial, essas empresas de venture acabam levantando capital, recursos humanos e fornecendo o planejamento estratégico necessário para alavancar as startups.

Nessa perspectiva, é comum também, que essas empresas auxiliem na construção de um produto mínimo viável (MVP), execute campanhas e estratégias de marketing, subsidiem a estrutura física e até mesmo realizam o design de negócios da startup.

Portanto, o venture builder é uma prática que permite a criação de startups ou apadrinhamento de empresas já existentes para suprir necessidades, além de atuar como uma propulsora de inovações e novos negócios.

Acesso rápido

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Arthur Dantas Lemos

Arthur Dantas Lemos

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos