VULC3: tudo sobre as ações da Vulcabras!

VULC3

A Vulcabras Azaleia S/A (VULC3) centraliza suas atividades na fabricação e comercialização de calçados em geral, atuando também, como gestora de diversas marcas.

Além disso, as ações da Vulcabras (VULC3) constituem a bolsa de valores brasileira e podem ser negociadas por investidores que enxergam no setor de varejo, oportunidades rentáveis.

O que é a Vulcabras (VULC3)?

A Vulcabras (VULC3) atua no setor calçadista e vestuário. A companhia é nacional e pode ser considerada uma das maiores empresas de calçados do Brasil, além disso, seus ativos são negociados na B3 (Brasil, Bolsa, Balcão) mediante a utilização do ticker VULC3.

Em suma, a Vulcabras atua no mercado de calçados, desde o ano de 1952, comercializando seus produtos no mercado brasileiro e no exterior. A empresa possui mais de 245.756.346 milhões de ações gerenciadas, sendo 38,1% destas em free float.

Além da Vulcabras, outras companhias integram a indústria calçadista brasileira, dentre elas está a Alpargatas (ALPA4) e a Grendene (GRND3):

  1. Alpargatas: a empresa atua no setor fabricante de calçados, além disso, a companhia possui um número de presença significativo no setor varejista, com mais de 600 lojas pelo mundo, a Alpargatas é detentora de marcas como Topper Argentina, Osklen, Havaianas, Mizuno, Megga Outlet e Dupé.
  2. Grendene: a companhia centraliza suas atividades na fabricação e vendas de calçados, abrangendo seus produtos para homens, mulheres e crianças. Além disso, a marca está presente em mais 100 países, alcançando todo o território nacional.

Dessa forma, diante da relevância da Vulcabras (VULC3) na bolsa de valores e no mercado financeiro brasileiro, é de extrema importância compreender sua trajetória profissional e seu modelo de negócio.

Assim, diante do acesso ao conhecimento, os investidores conseguirão realizar suas aplicações de maneira mais efetiva e segura.

História da Vulcabras (VULC3)

VULC3 1

Em 1952, a Companhia Brasileira de Calçados Vulcanizados é fundada, na época, a empresa era localizada na cidade de São Paulo, atuando na produção de calçados couro com a sola de borracha vulcanizada. Além disso, no mesmo ano, nasceu o sapato “752”, direcionado ao público masculino.

Além do mais, nos anos 50, a fábrica da Vulcabras precisou ser transferida para a cidade de Jundiaí, em São Paulo, assim, a companhia adicionou ao seu catálogo novos produtos, dentre eles, estão as botas de borracha, calçados sintéticos de PVC e calçados de couro.

No ano de 1958, foi fundada a Calçados Azaleia, assim nasceu a marca Azaleia, na cidade de Parobé, direcionada a produção de calçados femininos.

Foi em 1973, que a Vulcabras começou a adentrar no segmento de marcas esportivas internacionais, posteriormente, a companhia foi licenciada para produzir e comercializar de forma exclusiva, algumas marcas reconhecidas internacionalmente, dentre elas: Puma, Le Coq Sportif, Adidas e Lotto Reebok.

Logo após, em 1975, a calçados Azaleia, ingressa no segmento de calçados esportivos, surgindo assim, o lançamento da marca Olympikus.

Em 1977, a Vulcabras abriu seu capital social na Bovespa, proporcionando um novo ciclo econômico para a empresa.

Durante os anos 80, a Vulcabras expandiu seus negócios através da aquisição de variadas sociedades calçadistas localizados, sobretudo, na cidade de França, em São Paulo. Tornando-se um dos principais polos calçadistas e referência em calçados de couro.

No ano de 1988, o controle da Vulcabras é adquirido pelos irmãos Pedro e Alexandre Grendene Bartele.

Em meados dos anos 90, a Vulcabras decidiu transferir suas operações industriais para a região Nordeste, visando melhorar os custos, visto que, na época existia uma grande concorrência com os produtos importados por outras marcas.

Além disso, a mudança das operações para o Nordeste, proporcionou programas de incentivos fiscais estaduais em conjunto com o Governo Federal, para implantação de novas indústrias de calçados e confecções na região.

Expansão da Vulcabras

Foi em 2003, que a companhia adquiriu a “VDA Calzados y Artículos Deportivos S.A.” na Argentina, iniciando o processo de internacionalização da empresa, buscando distribuir os produtos da empresa no mercado argentino.

Posteriormente, em 2004, a companhia iniciou a produção de confecções esportivas, começando a variar a produção da Vulcabras.

Logo após, no ano de 2005, a Vulcabras, através da marca Reebok, começou a patrocinar o São Paulo Futebol Clube, assim, a empresa tornou-se uma das companhias que mais investem no esporte.

Em 2007, a Vulcabras realizou a aquisição da Calçados Azaleia S/A, possuidora das marcas Olympikus, Dijean, Opanka e Azaléia.

Assim, surgiu uma das maiores indústrias de calçados esportivos da América Latina, a Vulcabras/ Azaleia S/A.

Ainda em 2007, a Vulcabras adquiriu a Indular Manufacturas S.A, proporcionando a produção diretamente na Argentina, dessa forma, a companhia tornou-se uma das grandes fabricantes de calçados esportivos da Argentina.

Além do mais, em 2008, a Vulcabras se uniu a Adidas International, objetivando produzir e distribuir no Brasil e Argentina, produtos da marca Reebok.

No ano de 2009, a Vulcabras fechou seu portfólio com 7 marcas e uma média de 500 lançamentos anuais.

Foi em 2010, que a Vulcabras S.A foi renomeada, começando a se chamar Vulcabras Azaleia S.A.

Durante o ano de 2011 a 2014, a companhia passou por algumas reestruturações, buscando reduzir os custos, manter o posicionamento de seus produtos e tornar a mão-de-obra mais eficiente.

Posteriormente, em 2015, a empresa vendeu a Vucabras Azaleia Argentina S.A, responsável por comercializar e distribuir os produtos da marca no mercado argentino.

No ano de 2016, após reestruturações que reduziram o volume de funcionários e fecharam fábricas da empresa, surge uma nova Vulcabras Azaleia, com unidades industriais localizadas na Bahia, Sergipe e Ceará, um centro administrativo na cidade de São Paulo e unidades de distribuição na Colômbia e no Peru.

Logo após, em 2017, a companhia realizou uma oferta pública de ações (IPO).

Dessa forma, no ano de 2018, a empresa fechou contrato de distribuição e licenciamento exclusivo, durante o período de 10 anos, com a Under Armour, empresa de roupas e equipamentos esportivo.

Linha do tempo da Vulcabras (VULC3)

  • 1952 – É fundada a Companhia Brasileira de Calçados Vulcanizados;
  • Anos 50 – A fábrica da Vulcabras é transferida para Jundiaí;
  • 1958 – Nasce a marca Azaleia;
  • 1973 – A Vulcabras começa a adentrar no segmento de marcas esportivas internacionais;
  • 1975 – A calçados Azaleia ingressa no segmento de calçados esportivos;
  • 1977 – Vulcabras abre seu capital social na Bovespa;
  • Anos 80 – A companhia realizou a aquisição de várias sociedades calçadistas;
  • 1988 – O controle da Vulcabras é adquirido pelos irmãos Pedro e Alexandre Grendene;
  • Anos 90 – Vulcabras transfere suas atividades operacionais para a região Nordeste;
  • 2003 – A empresa adquiriu a “VDA Calzados y Artículos Deportivos S.A.” na Argentina;
  • 2004 – É iniciada a produção de confecções esportivas;
  • 2005 – Através da marca Reebok, a empresa começa a patrocinar o São Paulo Futebol Clube;
  • 2007 – A companhia realiza a aquisição da Calçados Azaleia S/A e da Indular Manufacturas S.A;
  • 2008 – Vulcabras se une a Adidas International;
  • 2009 – A companhia fecha seu portfólio com 7 marcas e 500 lançamentos anuais;
  • 2010 – A empresa é renomeada e passa a se chamar Vucabras Azaleia S/A.
  • 2011 a 2014 – Reestruturações são realizadas na empresa;
  • 2015 – A Vulcabras vende a Vulcabras Azaleia Argentina S.A;
  • 2016 – Após algumas reestruturações, surge uma Vulcabras reformulada;
  • 2017 – A empresa realiza uma oferta pública de ações (IPO);
  • 2018 – Vulcabras fecha contrato com a Under Armour.

Como atua a Vulcabras (VULC3)?

A Vulcabras (VULC3) é uma das maiores empresas de calçados do Brasil.

Dessa forma, a empresa possui, em geral, 15 mil pontos de venda no Brasil e mais de mil modelos desenvolvidos por ano.

Além do mais, a companhia é detentora de algumas marcas, dentre elas estão:

  1. Azaleia;
  2. Dijean;
  3. Olympikus;
  4. Under Armour;
  5. Botas Vulcabras.

Dessa maneira, percebe-se a expansão e diversificação de produtos da Vulcabras (VULC3).

Características das ações da Vulcabras (VULC3)


As ações da Vulcabras (VULC3) são negociadas na B3 (Brasil, Bolsa e Balcão), possuindo as seguintes características:

A classificação setorial da Vulcabras (VULC3) segundo informações divulgadas na B3 é: consumo cíclico e tecido, vestuário e calçados.

Além disso, seu segmento de listagem na bolsa de valores é o Novo Mercado.

Por fim, suas ações oferecem Tag Along de 100% ON, além de free float de 38,1%.

O que faz a Vulcabras (VULC3)?

A principal atividade da Vulcabras (VULC3) está relacionada a fabricação e comercialização de calçados e confecções.

Dessa forma, a empresa é detentora de marcas líderes no mercado brasileiro e popularmente conhecidas, visto que, a companhia está presente em mais de 20 países, com destaque para a América do Sul.

Além disso, a companhia propõe como diferencial a inovação contínua, investindo em design e tecnologia para seus produtos.

Em síntese, observa-se que a Vulcabras propõe oferecer recocorrentemente produtos novos aos seus clientes.

As ações da Vulcabras: onde e como são negociadas?

O ticker da Vulcabras (VULC3) é negociado na B3 (bolsa de valores brasileira).

Suas ações podem ser negociadas em plataformas digitais (corretoras), com o intuito de simplificar a comercialização de ativos entre investidores, além de zelar pela segurança de seus acionistas.

A empresa possui ações ordinárias (VULC3 ON) que dão direito ao voto nas assembleias empresariais.

Desse modo, para negociar ações da Vulcabras, é de extrema relevância abrir uma conta numa corretora de investimentos de sua preferência.

Logo após, será necessário executar uma transferência TED, com o capital desejado para investir, posteriormente, o investidor terá a opção de selecionar as ações da Vulcabras, mediante a utilização do ticker VULC3.

Como ganhar dinheiro com as ações da Vulcabras (VULC3)?

VULC3 2

De início, é importante compreender que existem variadas formas de conseguir lucros com as ações da Vulcabras (VULC3) na bolsa de valores.

Diante disso, o recebimento de dividendos seria uma oportunidade interessante, entretanto, a empresa não possui histórico de pagamentos de dividendos.

Além disso, o investidor poderá obter lucro através da venda de suas ações, por um preço mais elevado que o adquirido.

Algumas alternativas podem possibilitar que os investidores realizem seus investimentos de maneira consciente e segura, dentre essas alternativas, pode-se incluir a diversificação da carteira de ativos, gerando uma carteira que varie entre renda fixa e renda variável.

Além do mais, é importante que o acionista fique atento a liquidez, segurança e rentabilidade antes de realizar negociações na bolsa de valores.

Dessa forma, mediante seus objetivos e perfil investidor, obter uma boa rentabilidade, pode ser considerada uma opção mais oportuna para os acionistas, em comparação, a busca por uma alta liquidez.

Entretanto, priorizar alta liquidez ou rentabilidade, dependerá dos seus objetivos, visto que, será possível adquirir ações para médio e longo prazo.

Vale a pena investir na Vulcabras (VULC3)?

A Vulcabras (VULC3) é uma das maiores fabricantes de calçados do Brasil.

Visto que, a empresa comercializa seus produtos em todo território nacional, oferecendo um desenvolvimento inovador de seus produtos, além de possuir um tempo de entrega e comercialização reduzido.

Entretanto, o fato de não possuir histórico de pagamentos de dividendos, pode implicar na escolha dos acionistas, visto que, em comparação com suas concorrentes, como a Grendene e a Alpargatas, a Vulcabras é a única entre elas, que não executa o pagamento de dividendos e/ou não apresenta histórico consistente de pagamento de proventos.

Dessa maneira, antes de definir qual ação você destinará seu dinheiro, é importante realizar uma análise fundamentalista.

Assim, você conseguirá identificar se está realizando investimentos de maneira prudente, seja com a Vulcabras (VULC3) ou com outra empresa incluída na bolsa de valores.

Acesso rápido

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Arthur Dantas Lemos

Arthur Dantas Lemos

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos