Eficiência operacional: saiba como aumentar a do seu negócio

eficiencia operacional

Em busca da otimização dos resultados de um negócio, a eficiência operacional, sem dúvidas, é um dos pontos em que a empresa deve direcionar seus esforços.

Para isso é necessário entender bem o que, de fato, é a eficiência operacional e o que as empresas devem fazer para atingi-la no empreendedorismo.

O que é a eficiência operacional?

A eficiência operacional, de forma simplista, pode ser definida como a divisão entre os resultados obtidos do negócio pelo custos operacionais da empresa.

Os custos operacionais, por sua vez, são aqueles que garantem a execução das atividades de uma empresa, por exemplo:

  • Insumos produtivos;
  • Salário de funcionário;
  • Viagens corporativas;
  • Aluguéis.

Portanto, para aumentar eficiência operacional, o negócio deve aprender a manter o nível de produtividade reduzindo seus custos operacionais ou melhorar seus resultados mantendo constante as despesas operacionais.

Falando desta forma, pode parecer simples. Entretanto, a tarefa de otimizar eficiência operacional não é nada fácil.

4 estratégias para aumentar a eficiência operacional do seu negócio

Existe uma série de estratégias adotadas por empresas de sucesso que buscam entregar seus produtos ou serviços com a mesma qualidade, mas gastando menos.

Dessa forma, para aumentar a lucratividade e rentabilidade do seu negócio, é interessante estar atento à algumas dicas de como melhorar a eficiência operacional de uma empresa.

1. Coletar dados e informações relevantes

Para melhorar a atuação de qualquer setor de um negócio, é extremamente relevante ter em mãos o máximo de dados e informações relevantes possíveis.

Dados e informações internas e também referentes ao mercado são ferramentas muito importantes para que a gestão operacional possa analisar quais meios deveriam estar performando melhor.

Para extrair as informações mais relevantes sobre a performance interna do negócio, é muito importante que a gestão conheça os KPI‘s (indicadores chaves de performance) da empresa.

2. Analisar os dados

Após coletar os dados mais relevantes, é necessário analisá-los e, a partir disso, desenvolver soluções que aumentem a eficiência da operação do negócio.

É necessário entender quais meios entregam mais resultado com os recursos que vêm sendo direcionados e quais não vem apresentando uma eficiência desejável.

Esta é uma ótima forma de direcionar os esforços e recursos da empresa para ações que trazem mais resultados.

3. Faça uma análise minuciosa nos custos

Quanto maior o negócio for, mais fácil se torna de perder de vista algum custo que vem prejudicando desnecessariamente o orçamento da empresa.

Por isso, muitas empresas grandes vêm demandando por controllers, que são profissionais que analisam contabilmente o negócio, cortando gastos que não vem contribuindo produtivamente para a empresa.

Caso seu negócio não tenha disponibilidade orçamentária para ter um controle, é papel de todos empreendedores ter uma noção mínima de contabilidade.

Portanto, faça você mesmo uma análise de todos os gastos, mesmo aqueles que pareçam irrelevante a primeira vista.

4. Invista em tecnologia

Para ser minimamente competitivo no mercado atual, é necessário ter a disposição recursos tecnológicos que aumentem a produtividade operacional do negócio.

Portanto, existem vários investimentos tecnológicos que podem ser feitos para melhorar a eficiência operacional, como:

  • Utilização de software de CRM;
  • Automação de pagamentos on-line;
  • Automação de processos de marketing e vendas;
  • Investimento nas demais áreas de TI (tecnologia da informação).

Esses investimentos podem ser inicialmente caros, mas, sem dúvidas, farão seu negócio atingir eficiência operacional.

Portanto, é possível perceber que, para aumentar a eficiência operacional no seu negócio, é necessário estar constantemente estudando a operação da sua empresa e investindo em soluções inteligentes.

 

Acesso rápido

Compartilhe:

Arthur Dantas Lemos

Arthur Dantas Lemos

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Últimos artigos