Home Podcasts Como investir em ações de forma simples?

Como investir em ações de forma simples?

irf m

Pessoas comuns não têm muito tempo para olhar para o mercado financeiro. Eventualmente, você está em momentos de transição, carreira, trabalho, estudos e afins. Por isso, é crucial entender como investir em ações de forma simples.

Evidente que não adianta buscar estratégias de como investir em ações para aplicar apenas em um momento, é preciso entender que ensinamento funciona para o longo prazo.

Na hora de encarar como investir em ações, existem dois métodos: a gestão passiva e a gestão ativa. Particularmente, eu prefiro a gestão ativa em que o investidor escolhe bem quais ações irá investir.

Perceba não há nenhum demérito em optar por uma gestão passiva (em que outra pessoa, um gestor, faz as escolhas dessas ações por você).

Contudo, é preciso entender o básico para saber se aquele gestor está lhe beneficiando ou se o investimento do qual você está aplicado não condiz com o seu perfil de investidor e os seus desejos financeiros.

Qual é o seu perfil de investidor?

como investir em ações

Independente do seu perfil, por vezes, a emoção na hora de investir é um grande mal. Imagine, ao começar a ganhar, você acaba pensando que é invencível.

Investir pela emoção pode te causar perdas significantes, por conta das presunções, premissas preestabelecidas, preconceitos, que levam a gente a cair em vieses e isso acaba gerando até prejuízos financeiros.

Porém, conhecer do seu perfil vai te fazer repensar algumas aplicações e investimentos, além de balizar sua carteira de acordo com eles, vejamos:

Perfil conservador:

É um perfil que evita exposição ao risco, opta por investimentos com liquidez. Geralmente, investe mais em renda fixa.

Porém, quando entra no âmbito dos ações, tende a escolher blue chips, que são empresas na bolsa consolidadas.

Perfil moderado:

É um perfil que está mais disposto em investir através de ações, empresas com um balanceamento de carteira que pende mais para a renda variável.

Perfil arrojado:

É um perfil que não tem aversão ao risco, seus investimentos são caracterizados pela alta previsibilidade e sem apelo a liquidez.

Esse investidor aloca recursos em fundos de investimentos e ações, contendo pouca ou nenhuma aplicação em renda fixa.

Quais sãos os tipos de investimento?

De forma rápida e prática, decidi passar alguns dos mais populares tipos de investimentos presentes no mercado financeiro.

Caso tenha alguma dúvida, basta acessar algum dos citados abaixo e você encontrará um texto com maiores detalhes.

Renda fixa:

Renda variável:

Como começar a investir?

Nem todo mundo consegue ser um stock picker (selecionar ação por ação, devido seu grau de relevância para sua carteira), isso é fato.

Porém, existem alguns hábitos que alinhados com o estudos sobre o seu comportamento, podem te fazer crescer no mundo dos investimentos, são eles:

Como ganhar mais ao investir?

Uma maneira prática de ganhar mais e reduzir os riscos é a diversificação de ativos.  

Basicamente, essa estratégia consiste em compor uma carteira com investimentos diferentes, alguns em renda fixa e outros em renda variável.

Mas é possível diversificar em apenas um estilo de investimento. Por exemplo, na renda variável você pode escolher ETF’s ou ações em diversos setores e assim, minimizar o risco de investir em apenas um setor.

Na hora de investir fique atento:

  • Liquidez – ou seja, a facilidade em que o ativo pode ser convertido em dinheiro; 
  • Segurança – no caso, o grau de risco da aplicação; 
  • Rentabilidade melhor dizendo, o retorno obtido a partir do capital investido. 

Evidentemente que o investidor deve sempre buscar a rentabilidade máxima, mas, a depender do objetivo financeiro, manter uma boa liquidez pode ser mais interessante.  

Diferença entre o investidor de mercado e o investidor pessoal

Perceba, se você não é especialista, se não é um cara do mercado, você não precisa acompanhar todas as cotações e índices.

Quem vive para isso, atua como profissão e não como um complemento da sua vida.

Nesse aspecto, a figura profissional vive e dedica horas para realizar isso, mas se não quer viver de mercado, não faça isso. Todavia, não quer dizer que você não pode se tornar um investidor.

Como investir em ações sendo um investidor comum?

Cara, para quem está no começo, quem já tem experiência, você vai querer acompanhar tudo e todos, isso pode ser prejudicial por que o mercado especulativo é muito forte, especialmente na internet.

Para evitar isso e investir em ações você pode:

  • Monta uma planilha em que você terá alguns gatilhos para tomar as melhores decisões;
  • Olhar para o histórico;
  • Projetar o resultado para cinco anos.

A dor de perder é maior que o prazer gerado por ganhar. Por isso, é preciso sair do achismo.

Ou seja, o investidor não tem direito de amar nenhuma empresa, mas quem ganhou dinheiro demais com determinada empresa pode, com certeza, ficar encarnado com aquilo.

Por exemplo, é como você pegar alguém que sempre te fez bem e é óbvio que você irá querer mais daquela pessoa.

Por isso, é importante ter um método que te blinde desses vieses, definir um método para investir:

  • Se baseie em múltiplos tais como: preço e lucro (PL), EBITDA, receita etc;
  • Faça uma projeção: escolha um período para o futuro e averigue quais são as projeções daquela empresa em questão;
  • Tenha uma ou mais de uma premissa: ao investir é preciso que você saiba defender, tenha uma tese, um motivo para explicar por que se deve investir nessa empresa;
  • Simplifique e sofistique: quando se tem mais clareza no que vai investir, você consegue distinguir quais ações apresentam base e quais estão inflacionadas pela especulação do mercado;
  • Diversifique: “diversificarei em 5 setores, irei escolher o bancário, imobiliário, papel, energia, calçados e etc”.

Qual o melhor momento para iniciar?

Veja, o melhor momento para iniciar é “o quanto antes”. Valorizações acontecem a todo momento e se você investe sobre boas premissas com fundamentos, as chances de obter bons retornos são maiores.

Agora que você entendeu como investir em ações, busque construir sua carteira e adaptar o melhor para sua realidade, não deixe de explorar e se qualificar no mundo dos investimentos. Se você estiver interessado, confira um pouco mais sobre no Podcast Segredos Financeiros que está logo abaixo.

Escrito por

Especialista em Finanças Corporativas pela Fundação Getúlio Vargas. É formado pelo Programa de Profissionais do Mercado Financeiro da Bolsa de Valores de São Paulo e pelo Programa CVM de Professores para Mercado de Capitais, Avaliador de Empresas pela NACVA - National Association of Certified Valuators and Analysts (EUA). Fundou a Empreender Dinheiro para democratizar o acesso à Educação Financeira de Alto Poder Transformacional e já impactou diretamente mais de 50.000 pessoas em suas soluções educacionais.

Compartilhe conosco suas experiências

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *